Desejo: O Motor Da História

laitman_278.01Pergunta: Tendo lido seu livro “O Destino da Humanidade” (Судьбы человечества) escrito com o co-autor V. Hachaturyan, eu superei de alegria: como você definiu claramente as forças no desenvolvimento da história mundial! Mas até hoje, meus amigos não acreditam que a história seja impulsionada pelo desejo individual. Como eu posso explicar isso a eles?

Resposta: Há duas forças na criação: a Luz e o seu oposto, o desejo. A Luz é a força de doação, amor e realização. A substância oposta é o desejo de receber.

Além desses dois constituintes, não existe mais nada! Tudo o mais vem da justaposição dessas duas forças e existe entre eles: o mundo, a história mundial, qualquer coisa que você possa nomear.

Não importa o que construamos ou criamos, tudo consiste de duas forças opostas: elétrons e pósitrons, positivo e negativo, norte e sul, etc. Essas duas forças existem dentro de tudo o que é criado, dependendo de qual nível e em que grau elas interagem entre si. O uso correto de ambas as forças, em princípio, traz conforto, saúde, etc.

O Criador é chamado de força de doação, o ser criado é a força de recepção. Um indivíduo consiste de ambas as forças. Além disso, a força do Criador atua como força vivificante porque o desejo de receber (ser criado) está completamente morto, como cinza, desprovido de quaisquer sinais de vida. Mas, gradualmente, à medida que a qualidade de doação entra, tudo vem a existência a partir dele. Isto é exatamente como o universo, e tudo dentro dele, surgiram.

A Cabalá investiga as duas forças em todos os níveis: inanimado, vegetativo, animado e humano. Mais alto do que o nível “humano”, isto é, o humano espiritual, nada existe. Quando você começa a entrar no material e sente a interação de ambas as forças, descobre absolutamente todas as possibilidades de realização: você vê de onde tudo vem e a história do mundo é então entendida.

Em tudo, os Cabalistas veem todas as combinações possíveis de ambas as forças. Qualquer forma, qualquer aparência, todas as forças da natureza existem como uma contra a outra. Não há força que atue por conta própria, sempre há algo se opondo a isso. Nenhuma força se manifesta como puramente positiva ou apenas negativa; isso não pode ser! Elas não existem fora de sua interação mútua porque, de outra forma, não sentiríamos isso; elas não se manifestariam. O desejo de receber existe apenas porque é trazido à vida pelo desejo do Criador de dar, preencher, saciar.

Da Lição de Cabalá em Russo 16/07/17

Comente