Uma Cabalá Diferente

laitman_570Pergunta: Eu posso entender algumas das queixas que as pessoas religiosas têm contra você, mas por que você também é criticado por estudiosos que estudam Cabalá nas universidades?

Resposta: Os estudiosos que estudam Cabalá sentam-se nas universidades e ninguém tem qualquer problema com eles, enquanto que conosco, o Bnei Baruch, todo mundo nos ataca e todos estão insatisfeitos conosco. Portanto, a questão não é que estamos estudando Cabalá, mas precisamente o quanto esse tipo de estudo da Cabalá não é tolerado pela religião e por pessoas religiosas e seculares.

Os acadêmicos da universidade escrevem sobre o que cada um pensa da Cabalá. Isto veio dos gregos antigos que estudaram a Cabalá dos profetas, mas a compreenderam em um nível puramente superficial e assim é como começaram a escrever sobre ela. Depois, as gerações seguintes escreveram sobre as gerações precedentes dos filósofos e o que acreditavam.

Em outras palavras, a Cabalá acadêmica não segue o objetivo de alcançar o Criador e o mundo superior e de fazer Cabalistas de seus alunos, apenas visa estudar pesquisadores universitários anteriores.

Talvez essas pessoas também venham a nós com um desejo de estudar a Cabalá na superfície como nas universidades, e assim saem insatisfeitas conosco, por supostamente estarmos estudando a “coisa errada.” Da mesma forma, os cientistas que nos estudam nas universidades não nos entendem e internamente se ressentem de nós por sermos diferentes, não como eles.

Eles não podem compreender que a nossa Cabalá é DIFERENTE da deles: nós temos a realização do mundo superior a partir dos Cabalistas que a percebem na prática, enquanto que o que eles têm é estudar as opiniões de seus antecessores que não atingiram o mundo superior.

Comente