“Plantarás Uma Vinha, Porém Não Aproveitarás O Seu Fruto”

laitman_759Torá, Deuteronômio 28:30: … plantarás uma vinha, porém não aproveitarás o seu fruto.

A vinha simboliza o fruto da razão, da sabedoria.

Plantar uma vinha significa começar a interagir corretamente por meio de Bina e Hochma para que o fruto de Hochma (a Luz do conhecimento) seja revelado na Luz de Bina (Luz de doação, misericórdia).

É muito difícil subir a esse nível. Se uma pessoa que está na terra de Israel não interage corretamente com seu desejo, não pode usar as uvas, isto é, o vinho que incorpora a Luz de Hochma.

Por sinal, o vinho é um produto especial não perecível. Recentemente, durante as escavações arqueológicas, descobriu-se um vinho que remonta ao tempo do Templo. Ele engrossou, tornou-se gelatinoso, mas manteve suas propriedades, gosto e cheiro.

O sal e o óleo referem-se ao mesmo grupo de produtos. O óleo engrossa, torna-se pastoso, mas ainda é preservado. Vinho, óleo e sal são a base da existência da própria natureza, têm uma raiz espiritual muito elevada.

Enquanto o óleo simplesmente goteja das azeitonas, o vinho é produzido pressionando as uvas e obtendo o suco. E o vinho fermentado anteriormente não foi usado, infundindo-se por si só, mas o suco de uva foi preferido. E é dito que um homem espremesse um monte de uvas e abençoasse o suco.

Ao fazer o óleo, é melhor colocar as azeitonas em uma grande banheira com um furo através do qual o óleo flui para baixo. O óleo, que é obtido não por pressão, mas de forma natural é considerado o melhor e pode ser armazenado para sempre.

O sal, que incorpora o estágio inanimado do egoísmo, relaciona-se ao mesmo grupo de produtos eternos não perecíveis.

Pergunta: O estágio inanimado, em princípio, não se desenvolve. As uvas e as azeitonas também estão relacionadas a ele?

Resposta: Não. Você mesmo os leva a um ponto em que eles não se desenvolvem mais.

Todos esses processos são descritos no Talmud Eser Sefirot (O Estudo das Dez Sefirot). Lá está escrito sobre as leis de cozinhar e armazenar alimentos e seus níveis e fontes espirituais de uma maneira muito interessante. Afinal, em nosso mundo, devemos agir de acordo com a forma como as forças espirituais estão dispostas em relação ao homem.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 12/07/16

Comente