O Livro É Um Guia

Laitman_137Pergunta: É dito que os livros Cabalísticos têm um poder especial? Que poder é esse?

Resposta: Meus pais eram médicos. Havia um grande quarto de hóspedes cheio de estantes de livros no centro da casa onde eu cresci. Conforme eu crescia, fui capaz de tirar livros das prateleiras superiores. Assim é como eu leio tudo, prateleira após prateleira, livro após livro, e me desenvolvo desta maneira.

Eu vejo em meus netos que hoje não há tal ânsia pelos livros. Tal aproximação aos livros desapareceu do mundo. Mesmo eu, um representante da geração mais velha e acostumado a livros, ultimamente, mais e mais vezes, leio textos da tela do computador.

No entanto, não estou realmente chateado com o fato de que os livros podem desaparecer deste mundo. Apesar de tudo, penso que o mundo está se aproximando de grandes mudanças e que estamos nos aproximando da noção de um “livro espiritual” e não de um livro material impresso em papel.

Os volumes que nós compramos, folheamos, seguramos em nossas mãos, e lemos não são realmente livros. Um livro significa revelação. Ao ler um texto, devo revelar seu significado interior, seu código secreto, para que o livro possa começar a jogar dentro de mim. Eu deveria me tornar uma tela na qual revelo a essência interior do mundo.

Isto significa que um livro não são páginas com símbolos impressos nelas. Um livro é um código escrito em letras, transmitindo através delas uma sabedoria superior, um conhecimento secreto do mundo, desenrolando-se dentro de uma pessoa. Assim, a pessoa se transforma em um livro, em uma história, nesse lugar onde é revelado o conhecimento que o escritor queria transmitir.

Portanto, eu não me preocupo que os livros materiais estejam sendo substituídos por livros eletrônicos. Para mim, como Cabalista, o conceito de livro é uma mensagem transmitida a uma pessoa por um sábio que revelou a essência interior do mundo.

O sábio passa informações sobre o mundo superior por meio de símbolos especiais: as 27 letras do alfabeto [hebraico]. Com a ajuda dessas letras, a pessoa começa a decifrar dentro de si toda a cifra passada a ela por um escritor. No entanto, isso só se refere aos livros Cabalísticos.

Ultimamente, o nosso mundo está passando por uma grande transformação porque tem que se elevar a um grau superior, do nível animal para o nível humano, onde começaremos a sentir o mundo real em que vivemos. Físicos e outros cientistas já estão falando sobre isso. Portanto, os livros usuais a que estamos acostumados desaparecerão gradualmente e logo começaremos a revelar o mundo dentro de nós; precisamente esta revelação é que vamos chamar de “um livro”.

A forma de um livro não é importante, se é papel ou eletrônico, a principal coisa é onde ele é revelado. Um livro é revelado dentro de uma pessoa. Ela lê um texto escrito, mas o livro começa a soar nela, a desenhar nela formas e imagens do outro mundo.

Pergunta: Quando eu leio um livro normal, um romance, por exemplo, também fico impressionado, imagino para mim vários quadros, e vejo a mim mesmo em vez do personagem no livro. Como a leitura dos livros Cabalísticos é diferente?

Resposta: Os livros Cabalísticos são diferentes porque vemos personagens do outro mundo neles. Essa é a diferença entre livros regulares e sagrados. “Sagrado” significa “separado”, isto é, através da leitura dele, começamos a sentir a realidade, que está separada do nosso mundo.

Gradualmente, todos, sem exceção, terão que se mover para esta realidade superior, para a nova dimensão. O guia que nos leva à nova realidade é chamado de livro.

Um livro não é uma capa com folhas de papel, mas a revelação interior dentro de uma pessoa. Só precisamos saber como lê-lo!

De KabTV “Tempo de Cabalá” 13/06/17

Comente