Livro Escrito No Coração

laitman_602_01Pergunta: Por que muitos grandes Cabalistas não escreveram livros?

Resposta: Geralmente existem dois tipos de Cabalistas de acordo com a natureza de sua alma: almas da Luz Interna ou da Luz Circundante.

Por exemplo, o Rabi Shimon não escreveu O Livro do Zohar sozinho, mas por meio de seu discípulo, Rabi Aba, que conseguia revelar as palavras do Rabi Shimon de tal forma que, ao longo das gerações, apenas aqueles que estavam preparados para isso entenderiam.

Veja que segredos estão escondidos na escrita de livros Cabalísticos onde um Cabalista escreve e sabe que algumas pessoas aparecerão em dois mil anos, que terão permissão para entender esse texto, e apenas em certo lugar e não mais.

Pergunta: Como os Cabalistas conseguiram escrever esses livros?

Resposta: O problema é que todos nós estamos em um sistema superior chamado Primeiro Homem (Adam HaRishon, Adão, uma alma) e o Cabalista pode controlar esse sistema. E nós somos sua prole espiritual. Portanto, ele pode determinar tudo para nós. Aquele que vai em frente determina o caminho das próximas gerações.

Um Cabalista não apenas grava o texto do livro, mas cria travessas no sistema da alma comum. Assim, ele estabelece os canais para a transmissão da Luz superior a todas as almas futuras que ainda não foram reveladas, o que irá fluir até elas e preenchê-las.

Isso é o que se chama escrever um livro Cabalístico, como está escrito, “Escreva em seu coração”. O texto em papel é apenas símbolos através dos quais podemos nos conectar com o livro de acordo com nosso desejo.

Se você vê um livro que não consegue entender, mas quer muito entendê-lo, seu desejo atinge o mecanismo interno da criação através das letras e você se conecta à fonte da Luz que começa a influenciá-lo.

Pergunta: Será que vou sentir o que está acontecendo comigo?

Resposta: Certamente! A tela interna surgirá em você, na qual verá todo o mundo espiritual. Tudo que está escrito no livro surgirá diante de você como se estivesse em um palco teatral.

Da Lição Virtual “O Tempo da Cabalá” 13/06/17

Comente