A Base Da Sociedade Do Futuro, Parte 2

Laboratório Vivo

A sociedade humana não percebe o quanto somos interdependentes e o dano que causamos a nós mesmos, tentando separar-nos e distanciar-nos uns dos outros.

E a verdadeira realidade é um sistema com todos os elementos completamente interligados em todos os níveis. E nós temos a oportunidade de ver isto dentro da sociedade humana.

O grupo é um laboratório onde estudamos a natureza como um único organismo. Isto significa que as pessoas se reúnem e começam a aprender a estar juntas. Se elas podem aproximar-se umas das outras, apesar de seu egoísmo, e despertar a força da unidade, amor, participação e simpatia dentro de si, em seguida, uma ligação especial surgirá entre elas.

É desejável que o grupo não se misture de modo a não confundir-nos com a relação aos sexos. É melhor ter apenas homens ou apenas mulheres no mesmo grupo, de aproximadamente a mesma idade, status, e educação, de modo que será mais fácil para eles compreenderem-se uns aos outros.

Quanto menor as diferenças, mais fácil será para nós trabalharmos e continuar a aproximarmo-nos mais estreitamente neste experimento que queremos realizar em nós mesmos.

Quando nos aproximamos uns dos outros, sentimos um desejo comum de unidade entre nós, uma força comum que pode nos influenciar. Vamos descobrir que além do desejo pessoal e egoísta com que todo mundo veio inicialmente, um outro desejo comum nasce, que é chamado de “grupo”.

Antes disso, nós éramos uma simples reunião de pessoas. Mas nós nos tornamos um grupo quando criamos e construimos algo que não diz respeito a todos individualmente, mas a todos nós. Sem este novo poder, que revelamos um no outro, não haveria nenhum grupo. Não é possível remover qualquer membro do grupo e manter essa força.

Isto é, todos nós dependemos uns dos outros e queremos nos unir de forma a alcançar este poder da unidade, que já funciona fora de nós, acima do nosso nível. Esta força não pertence a qualquer um de nós, é comum. Então nós criamos uma força adicional que não existia antes.

Um grupo em que todos estão unidos e todos anulam seu egoísmo para o bem dos outros, desejando apenas o bem para o outro, produz uma nova força comum, que é chamada a força do grupo.

Sentimo-nos relacionados a este poder. Nós não percebemos a nós mesmos individualmente e egoisticamente como fazíamos antes. Esta percepção desaparece e não queremos recordá-la, mas nós tentamos aprender só que desta força comum. Afinal, desta forma todos incluem todos os outros.

Por exemplo, se existem dez de nós, em seguida, cada um recebe dez vezes mais energia do que anteriormente tinha. E então, em dez, a força é multiplicada, 10 x 10, ou seja, 100 vezes mais.

E este é apenas o começo, porque, trabalhando em nossa conexão, multiplicamos esta força comum cada vez mais. É interessante que esta força comum não é mais egoísta, mas altruísta, que é a força de doação mútua. Afinal, todo mundo saiu de seu egoísmo para com os outros, e é assim que nós damos à luz o poder de doação, o poder do amor e unidade que é o homem exterior.

Esta força existe na natureza além do nosso egoísmo. De repente, damos à luz a uma nova criação, chamada de Adão, o Homem, e não a cada um de nós, como ele era em sua existência animal anterior.

Adão é um corpo espiritual, uma força, não importa. Todos nós sentimos que nós existimos dentro dele, dentro deste desejo. Com a ajuda desta nova força, criada por nós, podemos explorar uma nova realidade, ou seja, podemos descobrir o que sentimos nela e como podemos viver nela.

Encontramo-nos em um mundo completamente diferente, porque sentimos o mundo dentro do nosso desejo egoísta. E, tendo subido acima do egoísmo individual e criado uma grande força altruísta comum, vemos uma realidade diferente nela, que é chamada o mundo espiritual superior. Adquirimos uma nova mente comum, novos órgãos dos sentidos e propriedades, e sentimo-nos em uma nova dimensão, não egoísta, como agora, mas em um mundo de amor e doação.

[210405]

De KabTV“Uma Nova Vida” 4/7/17

Material relacionado:
A Base Da Sociedade Do Futuro, Parte 1
Sozinho Em Uma Multidão De Um Bilhão, Parte 5
Sentidos Do Grupo

Comente