Textos arquivados em ''

A Luz Existe?

laitman_276.01Pergunta: Eu não entendo: a Luz é um desejo ou uma intenção? O meu desejo de doar é uma realização e Luz para aquele que eu dou?

Resposta: A Luz é o que percebemos. Não podemos dizer nada de algo que está além de nós. Isso significa que não podemos falar do Criador antes que Ele esteja vestido em nós. O que existe e não está vestido em nós é chamado de Atzmuto (Sua Essência), e não lhe damos nenhum nome particular.

Existe Luz fora de nós? Não sei. Eu posso dizer que ela existe apenas quando existe dentro de mim.

Nós falamos apenas do que alcançamos porque a Cabalá é uma ciência. O que nós alcançamos em nosso “software” interno é o que realmente existe.

Da Lição de Cabalá em Russo 19/03/17

O Caminho Para O Prazer Ilimitado

Dr. Michael LaitmanPergunta: O que é a intenção? O Criador a criou? Ou nós mesmos a criamos?

Resposta: Especificamente porque uma pessoa tem a possibilidade de estar em estados opostos e contrários, um estado é intencionalmente expresso em relação ao outro.

Se eu quiser algo, isso indica que tenho a intenção de receber um prazer particular para mim. Em geral, chamamos essa intenção de desejo. A questão é de que maneira eu quero aplica-lo: é para mim ou para os outros? Aqui, uma intenção já aparece a partir do próximo nível em relação ao Criador. Nós definimos a palavra “intenção” como a realização de cada desejo num formato único. Em todos os desejos ou intenções, existem muitos níveis.

Pergunta: Se a minha intenção é dirigida em prol de outra pessoa ou em prol do Criador, isso se chama altruísmo. Uma intenção desse tipo atinge uma pessoa a partir do Criador?

Resposta: Sim, ela vem do Criador, porque é a partir disso que uma pessoa aprende como deve doar.

Pergunta: É verdade que um Cabalista está constantemente fazendo cálculos? ”Para quem estou bebendo? Por quem vou agora?” Afinal, é possível ficar louco assim!

Resposta: Não. Quando você faz isso internamente, dentro do desejo, isso não exige energia, pelo contrário, você recebe energia com isso.

Pergunta: Bem, isso é uma luta constante! De acordo com a minha natureza, eu quero beber chá para o meu benefício, mas preciso beber em benefício do Criador. Eu sempre me encontro nessa guerra?

Resposta: Uma pessoa recebe enorme prazer adicional da doação, não apenas prazer do chá que bebe, mas porque está fazendo isso por alguém. Suponha que sua mãe lhe peça para beber uma xícara de chá; uma impressão é deixada em você de que você fez isso por sua mãe, e então o prazer se torna egoísta. Eu recebi isso e gostei.

E o que vem depois? É necessário avançar. Agora depende de você receber um prazer ainda maior e novamente construir uma intenção.

Pergunta: Isso se refere aos prazeres, como tomar chá, café e coisas do género?

Resposta: Por que não? O mesmo prazer que se encontra em uma xícara de café, se é possível chamá-lo de prazer, é encontrado na Luz eterna e infinita. Existe apenas uma fonte de prazer, o Criador, e nós somos um desejo que foi criado para desfrutar ao receber Dele.

Pergunta: Em nosso mundo, um desejo aparece em mim para beber chá, mas que prazer pode haver no próximo mundo a partir disso? Afinal, não há nenhum corpo lá.

Resposta: Qual é a diferença? O desejo também não é corpóreo. No mundo superior, há apenas o desejo de dar prazer a alguém e ter prazer com isso. Eu entendo que esse é um prazer mais exaltado, melhor, infinito e ilimitado, não porque seja bom para mim, mas porque quero que os outros tenham prazer. Essa é a característica que recebo da Luz superior.

Você pode perguntar: “Você dá prazer ao Criador, como se alimentasse seu bebê com uma colher?” A resposta é “Sim”. “Então não é um problema, eu também alimento meu filho pequeno com uma colher e gosto disso”.

Mas esse é um cálculo puramente egoísta. Para evitar isso, você deve primeiro odiar o objeto para o qual faz isso. Não há amor sem ódio. Tudo deve ser construído sobre duas qualidades opostas. Com isso, o ódio não é de modo algum destruído, mas apoia o amor e o amor apoia o ódio. E assim eles existem juntos.

Da Lição de Cabalá em Russo 26/02/17

Por Que Estamos Ficando Cada Vez Mais Intolerantes?

laitman_547.06Nas Notícias (BBC): “Nos EUA, Austrália e Europa, a diferença entre liberais e conservadores, esquerda e direita, está se ampliando. Olhe para as mídias sociais, e pode parecer que a antipatia pelo outro lado está se tornando cada vez mais intensa.

“Nos EUA, por exemplo, visões ‘muito desfavoráveis’ da outra parte mais do que duplicaram entre 1992 e 2014, de acordo com as pesquisas do Pew Research Center. Avançando rapidamente para 2016 e a maioria – em oposição a apenas muitos -, dos republicanos e democratas veem a oposição em termos profundamente negativos. De cerca de 5.000 pessoas pesquisadas, mais da metade acredita que a oposição é “fechada”, enquanto cerca de quatro em cada dez estão convencidas de que os adeptos do partido rival são mais “preguiçosos”, “imorais” e “desonestos” do que outros americanos. …

“Uma explicação potencial é o chamado efeito de polarização grupal. Discutir vistas com amigos pode parecer a maneira perfeita de expor as falhas no pensamento e ouvir pontos de vista semelhantes, mas alternativos. Não é. ‘Se você coloca um grupo de pessoas de mentalidade semelhante em uma sala, suas atitudes geralmente se tornam ainda mais extremas’, diz Jessica Keating, uma psicóloga da Universidade do Colorado, Boulder”.

Meu Comentário: O motivo disso é o crescente egoísmo individual, familiar, social, nacional e geral. Ultimamente ele parou de crescer e começou a arredondar, o que o faz oposto a nós, os solitários.

Isso significa que se, no passado, ele nos ajudava a se desenvolver e nos motivava a crescer, hoje nos obriga a se unir, o que é contra o nosso ego, pois, para se unir em nossa sociedade, devemos abandonar nosso egoísmo pessoal.

É nisso que se resume a crise atual – quando até mesmo egoisticamente não conseguimos fazer acordos entre nós, mesmo que seja para nos salvar, como vemos hoje na UE.

No final, o mundo ficará paralisado e irá parar. As ações comerciais, financeiras e econômicas do mundo cessarão, as famílias serão quebradas, os tratados e acordos serão quebrados, e isso continuará até que exista uma terceira guerra mundial ou até que as nações compreendam e sintam a partir do seu sofrimento que precisam ir “até Jerusalém”, o único lugar onde existe o método de unidade.

Respostas Às Suas Perguntas, Parte 183

Laitman_177.06Pergunta: O que é atenção de acordo com a sabedoria da Cabalá? Isso significa que uma pessoa dirige sua atenção para algo e começa a sentir a si mesma, e quando não há atenção, é como se estivesse perdida? Parece ser algo que se move. Pode ser que essa atenção esteja de alguma forma conectada à Masach (tela)?

Resposta: A atenção é uma ativação da energia.

Pergunta: O que é que faz com que as pessoas sem um ponto no coração ouçam você ou a sabedoria da Cabalá? Afinal, a Cabalá não fala sobre o mundo físico e não resolve nenhum dos nossos problemas bestiais ou humanos.

Resposta: É porque as coisas estão ruins para elas e a Cabalá eleva a pessoa ao bem.

O Desenvolvimento Da Humanidade: Da Matéria Às Forças

laitman_220Todos os grandes filósofos, por um lado, sentiram que a humanidade não está em harmonia com a natureza. Por outro lado, eles pensavam que a organização adequada da sociedade levaria a essa harmonia e o indivíduo poderia realizar seu potencial criativo.

Tudo o que você precisa para isso é criar as leis certas, a constituição certa. Isso causou todas as revoluções.

Pergunta: Por que a humanidade teve que passar por tudo isso para se desesperar? …

Resposta: É assim que o nosso egoísmo se formou. Ele teve que passar por todas essas etapas, amadurecer e descobrir sua insignificância e finitude. Tal é o seu desenvolvimento. Isso é dialético.

Quando Adão revelou a sabedoria da Cabalá, ficou claro para ele que todo o processo foi projetado para 6000 anos, nada menos que isso. Agora é o 5777 º ano de acordo com o calendário judaico. Faltam 223 anos até o fim do desenvolvimento humano, e depois haverá uma transição para outra área, para o campo das forças, da matéria às forças.

É por isso que não importa o que os filósofos escreveram, mesmo que pudessem ver o futuro material da humanidade e todas as possibilidades de melhorar a vida. Mas isso não está de acordo com as leis da natureza.

De KabTV “A Última Geração” 15/05/17

“Plantarás Uma Vinha, Porém Não Aproveitarás O Seu Fruto”

laitman_759Torá, Deuteronômio 28:30: … plantarás uma vinha, porém não aproveitarás o seu fruto.

A vinha simboliza o fruto da razão, da sabedoria.

Plantar uma vinha significa começar a interagir corretamente por meio de Bina e Hochma para que o fruto de Hochma (a Luz do conhecimento) seja revelado na Luz de Bina (Luz de doação, misericórdia).

É muito difícil subir a esse nível. Se uma pessoa que está na terra de Israel não interage corretamente com seu desejo, não pode usar as uvas, isto é, o vinho que incorpora a Luz de Hochma.

Por sinal, o vinho é um produto especial não perecível. Recentemente, durante as escavações arqueológicas, descobriu-se um vinho que remonta ao tempo do Templo. Ele engrossou, tornou-se gelatinoso, mas manteve suas propriedades, gosto e cheiro.

O sal e o óleo referem-se ao mesmo grupo de produtos. O óleo engrossa, torna-se pastoso, mas ainda é preservado. Vinho, óleo e sal são a base da existência da própria natureza, têm uma raiz espiritual muito elevada.

Enquanto o óleo simplesmente goteja das azeitonas, o vinho é produzido pressionando as uvas e obtendo o suco. E o vinho fermentado anteriormente não foi usado, infundindo-se por si só, mas o suco de uva foi preferido. E é dito que um homem espremesse um monte de uvas e abençoasse o suco.

Ao fazer o óleo, é melhor colocar as azeitonas em uma grande banheira com um furo através do qual o óleo flui para baixo. O óleo, que é obtido não por pressão, mas de forma natural é considerado o melhor e pode ser armazenado para sempre.

O sal, que incorpora o estágio inanimado do egoísmo, relaciona-se ao mesmo grupo de produtos eternos não perecíveis.

Pergunta: O estágio inanimado, em princípio, não se desenvolve. As uvas e as azeitonas também estão relacionadas a ele?

Resposta: Não. Você mesmo os leva a um ponto em que eles não se desenvolvem mais.

Todos esses processos são descritos no Talmud Eser Sefirot (O Estudo das Dez Sefirot). Lá está escrito sobre as leis de cozinhar e armazenar alimentos e seus níveis e fontes espirituais de uma maneira muito interessante. Afinal, em nosso mundo, devemos agir de acordo com a forma como as forças espirituais estão dispostas em relação ao homem.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 12/07/16