Recompensa E Castigo Em Nossas Vidas, Parte 1

Dr. Michael LaitmanPergunta: Toda pessoa quer receber recompensas por suas ações na vida, não castigos. Mas, às vezes, mesmo que tentemos com todas as nossas forças, não importa o que fazemos, tudo se revela desfavoravelmente e nem sequer é claro o porquê. Existe algum tipo de conexão entre nossas ações e os resultados que experimentamos em nossas vidas?

Resposta: Essa não é uma pergunta simples porque todo o sistema está oculto de nós. Nós recebemos recompensas e castigos por todas as nossas ações, mas quem sabe o que exatamente é considerado uma recompensa e o que é um castigo para nós?

Só podemos dizer uma coisa: nós existimos em um sistema estrito da natureza, e é por isso que cada um de nossos desejos – e seu uso, ato, palavra ou ação, cada nuance do nosso comportamento, inconsciente ou intencional, cada pensamento – todos afetam o sistema e o sistema responde a nós.

Todos nós existimos como se estivéssemos em uma rede, e o problema é que não sentimos essa rede. Mas, sem dúvida, há uma recompensa ou castigo por tudo. Todo esse sistema é chamado de “realidade” ou “mundo”. Porém, este é o mundo real, e não aquele que aparece à nossa frente. Nós estamos vendo apenas um pequeno segmento, uma parte minuciosa da realidade real.

É impossível imaginar todo o sistema se quisermos entender o significado de nossas ações através da pequena parte deste sistema geral que somos capazes de perceber e chamar de “este mundo”. É por isso que não sabemos quais respostas nossas ações desencadeiam. Eu faço algo e não entendo o tipo de influência que tenho no sistema e, da mesma forma, não sinto a ação em resposta em sua forma plena e verdadeira.

Esse é o problema da ocultação. Todo o sistema está oculto de nós. Recompensas e castigos são uma área incompreensível e desconhecida que não podemos investigar, e quanto mais estudamos o sistema da natureza com a ajuda de todas as nossas ciências, mais estamos convencidos de que estamos entrando em espaços cada vez mais internos e profundos que se tornam ainda menos compreensíveis para nós.

A natureza não se torna mais clara para nós, mas sim mais obscura. Não há fim para essa profundidade. É por isso que é improvável que, em algum momento, descobramos a natureza do homem com a ajuda da ciência. Ao mesmo tempo, isso foi tentado através da psicologia, mas muito rapidamente nos convencemos de que não é assim, porque mergulhamos imediatamente em áreas desconhecidas que não cederam aos rigorosos métodos científicos de investigação.

A sabedoria da Cabalá diz que precisamos nos afastar de investigar o mundo exterior. Isso ocorre porque o mundo exterior é uma ilusão que se forma dentro de nós, dentro dos nossos cinco órgãos sensoriais, em resposta à nossa interação com uma parte mínima do sistema. Basicamente, essa é a ponta do iceberg, enquanto 99% deste sistema permanece desconhecido.

Por esse motivo, vale a pena concentrar nossos esforços na descoberta do sistema interno de percepção, ou seja, expandir nossos órgãos sensoriais a tal ponto que percebamos e revelemos gradualmente todo o sistema da natureza. Quando começarmos a descobrir este sistema, sentiremos o que as recompensam e os castigos significam e quais os efeitos que realmente têm nossas ações, ou seja, quais são boas e quais são más.

Começaremos a perceber com mais precisão os eventos que se desdobram, considerando que é possível que hoje percebamos recompensas e punições como crianças pequenas que pensam que doces e uma lata de refrigerante são recompensas. Mas nós sabemos que isso não é totalmente verdade e que é um castigo para o corpo, uma influência negativa, não positiva.

Portanto, tudo depende de quem está fazendo o julgamento. Em outras palavras, poderemos subir a um nível superior a cada vez, como uma mãe em relação à criança que a protege de todos os problemas e não fará nada que possa ser prejudicial? É por isso que o que parece ser uma recompensa para a criança, para a mãe, é um castigo.

Desta forma, sempre podemos verificar-nos com respeito ao nível superior e, consequentemente, examinar e decidir onde, na realidade, está a recompensa e onde está o castigo. A ciência da Cabalá nos permite fazer isso, mesmo que isso nos obrigue a realizar um grande esforço. Mas só assim podemos descobrir que tudo é exatamente o oposto, como com crianças. O que nos parece hoje como recompensas são descobertos como castigos, e os castigos aparentes são realmente recompensas.

Nós existimos em um sistema falso construído inteiramente em nosso egoísmo, nosso desejo de receber prazer, e toda a realidade, todo o sistema, se comporta de acordo com uma lei completamente diferente, a de doação mútua. É um sistema integral dentro do qual cada elemento interage em completa harmonia com todas as outras partes.

Neste sistema, ninguém faz um cálculo para seu próprio benefício, mas apenas para o bem-estar de todo o sistema, e o que é benéfico para o sistema geral é chamado de recompensa para todas as suas partes. O que é benéfico para uma parte que se opõe a todo o sistema é chamado de castigo.

De acordo com o grau de desenvolvimento e conexão correta com o sistema geral, nós mudamos a nossa compreensão de recompensas e castigos de forma a considerar uma recompensa que beneficie todo o sistema e o que é bom para o meu egoísmo, em oposição ao sistema, eu considero como um castigo.

De KabTV “Nova Vida” 02/02/17

Comente