Case Com A Viúva Do Irmão

Laitman_631_1Torá, Deuteronômio 25:05: Se os irmãos residirem juntos, e um deles morrer não tendo nenhum filho, a esposa do homem morto não se casará com um forasteiro. [em vez disso], o irmão de seu marido deve ser íntimo com ela, fazendo dela uma esposa para si mesmo, realizando assim a obrigação do irmão de um marido com ela.

Este é um grande mandamento que as pessoas religiosas observam até hoje.

Do ponto de vista do trabalho espiritual, “se os irmãos residem juntos, e um deles morre não tendo nenhum filho”, o que significa que o próximo grau espiritual não foi atingido, então o irmão que vai se casar com sua esposa (desejo) deve levar a isso.

Pergunta: Mas por que ele deveria se casar com ela?

Resposta: Porque é assim de acordo com a lei do desenvolvimento universal da alma única. Você deve fazer isso. Esta é a lei da natureza.

Torá, Deuteronômio, 25:06: E será, que o irmão mais velho [que realiza o casamento levirato, se] ela [pode] dar à luz terá sucesso em nome de seu irmão falecido, de modo que seu [o falecido irmão] nome não deve ser obliterado de Israel.

O irmão e a esposa do falecido entendem o que estão fazendo quando se casam — por isso, eles continuam a alma do irmão falecido.

Isso significa que isso não tem nada a ver com amor; eles apenas cumprem as leis da criação. E não há qualquer crueldade nisto; pelo contrário, há a abertura e franqueza que dão à pessoa a sensação de ser elevada no mundo, um senso de verdade e veracidade.

De Kab TV “Segredos do Livro Eterno” 02/11/16

Comente