Textos arquivados em ''

“Parentes” Na Espiritualidade

laitman_243_03Torá, Deuteronômio, 27:20: Maldito aquele que se deitar com a mulher de seu pai, porquanto descobriu a nudez de seu pai. E todo o povo dirá: Amém.

“Pai e mãe” é o nível do próximo grau espiritual. É por isso que, ao falar deles, o que está sendo referido aqui é a anulação completa do inferior, a anulação da alma inferior perante o superior e o envolvimento com o superior.

E aqui está escrito sobre o pai e sua mulher, que não é sua mãe. Aparentemente, ela é uma mulher estranha para você. Mas como ela pertence ao pai e existe em seu nível, você não tem o direito de se envolver com ela, pois é a Nukva errada para você, e não o aspecto feminino correto que você pode corrigir.

A “mulher de seu pai” é um desejo do nível superior. É por isso que uma pessoa que está trabalhando com um desejo que não consegue corrigir, condena a si mesma. Ela pula um passo e, ao fazê-lo, destrói dentro de si a capacidade de avançar.

O que se entende por “pai”, “mãe”, “tia”, “tio”, etc. é o próximo grau em que você se torna o pai em relação ao grau anterior. Mas você não tem o direito de trabalhar com um desejo de grau superior ao seu, ou seja, “descobrir a nudez de seu pai”. Mas quando você chegar a esse grau, este será para você.

Pergunta: Quando um filho nasce, sempre dizemos que é o próximo grau espiritual. E agora está claro que o pai é o próximo grau espiritual. Como isso é possível?

Resposta: O próximo grau espiritual não é superior ao pai, porque o pai sempre continua e o filho se eleva depois dele. Há aqui uma subordinação rigorosa. O relacionamento é sempre mantido: o filho se eleva ao grau do pai e, ao mesmo tempo, o pai se eleva ainda mais.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno”, 23/11/16

O Único Princípio Da Criação

Laitman_521Os nomes das SefirotKeter, Hochma, Bina, Hesed, Gevura, Tiferet, Netzach, Hod, YesodMalchut referem-se ao conteúdo interno das conexões na criação.

Às vezes, nós encontramos outra Sefira no plano chamada Daat. Duas direções derivam de Keter, HochmaBina, que sob o impacto de Keter criam a Sefira Daat, que não está incluída nas dez Sefirot.

De Daat deriva uma direção separada à HesedGevura, que se encontram em Tiferet. É assim que ocorre a interação entre as Sefirot. Há várias conexões desse tipo. Tudo na criação é organizado dessa maneira: cada célula, cada átomo, cada grão de areia e todo o enorme universo são todos construídos de acordo com a única estrutura das dez Sefirot.

Nossos desejos egoístas estão em um ponto negro chamado Malchut e são o resultado de toda a força que nos afeta. Não faz diferença em que nível de cooperação os desejos estão, se eles estão em um nível psicológico, fisiológico ou físico. Em todos os níveis cosmogênicos no universo e em todos os mundos, o princípio é o mesmo: dez Sefirot.

Da Lição de Cabalá em Russo 17/03/17

Amor Ao Próximo No Sentido Literal

laitman_600_01Pergunta: No artigo “A Última Geração”, Baal HaSulam escreve: “A adoção da lei do altruísmo baseia-se no amor ao próximo no sentido literal”. O que ele quer dizer com “no sentido literal”?

Resposta: Significa que tudo o que penso, sonho e faço, tudo o que surge no pensamento e no desejo, vem apenas da aspiração de satisfazer ao próximo com a realização absoluta e fazer isso para dar satisfação ao Criador.

Pergunta: No mundo corpóreo, isso também ocorre literalmente?

Resposta: Eu não posso dizer como isso será realizado fisicamente, porque depende do quanto nosso mundo irá gradualmente perder a forma física que agora estamos experimentando, e evaporaremos e nos transformaremos em matéria puramente espiritual.

Isso depende de nossas sensações. O mundo se tornará mais espiritual de acordo com nossa correção espiritual, e começaremos a passar da sensação física para a virtual.

De KabTV “A Última Geração” 22/05/17

Na Entrada Para A Última Geração

laitman_941A direção da vida é alcançar a adesão com Ele, para beneficiar o Criador (Escritos do Baal HaSulam, “Os Escritos da Última Geração”).

Pergunta: Será que nós, aqueles que iniciaram esse movimento, podemos ser chamados de “última geração”?

Resposta: Agir em benefício das conexões entre nós significa agir em benefício do Criador.

A última geração está apenas começando sua correção e quer mudar sua natureza. Nós começamos o movimento, mas praticamente estamos na entrada desse estado.

Pergunta: Você não vê a nossa geração que vive na Terra no marco do tempo? Você vê isso em uma perspectiva mais geral?

Resposta: Eu não levo em conta nem a Terra nem a humanidade, mas apenas as pessoas que, pelo menos de alguma forma, aspiram a mudar sua natureza. Nada além disso.

A última geração parte do pequeno grupo de pessoas que entendem o objeto corretamente e querem mudar a si mesmas.

Quanto ao nosso grupo, nós já podemos quase ser chamados de última geração. Nós devemos passar por mais testes muito sérios sob a influência de vários estresses externos e internos, a fim de eliminar os resíduos de egoísmo (eu os chamo de resíduos, mas eles são muito grandes) e decidir com firmeza que metamorfose é essa a qual devemos nos submeter.

Pergunta: Qual a diferença entre o grupo que tem um pé na última geração e o grupo que já estará na fase final da última geração?

Resposta: A natureza das pessoas na última etapa da última geração será completamente diferente da nossa natureza. Elas não serão mais pessoas, mas “anjos” que são guiados e agem apenas de acordo com o desejo de doar, deleitar, estar conectados com os outros em benefício dos outros, e através deles ao Criador. Esse é um estado completamente diferente!

Portanto, nós estamos no começo e devemos decidir se nos transformaremos para nos tornarmos a última geração.

De KabTV “A Última Geração” 22/05/17

Recompensa E Castigo Em Nossas Vidas, Parte 5

laitman_559Pergunta: Do ponto de vista da natureza, quais das nossas ações são consideradas corretas e benéficas e podem nos levar a uma boa vida para que não recebamos castigo da natureza?

Resposta: Toda a natureza é um sistema fechado e integral, com todas as partes (inanimada, vegetal, animal e humana) ligadas pela mesma rede.

A lei do sistema integral é que cada elemento influencia todos os outros. Isso significa que cada partícula deve sentir-se como pertencente a todo o sistema e comportar-se de forma a beneficiar o todo. Não para o benefício de uma parte individual, e nem para seu próprio benefício, mas para todo o sistema.

As pessoas não entendem essa lei e não conseguem revelá-la. No entanto, além das pessoas, todas as outras partes, isto é, os níveis inanimado, vegetal e animal da natureza, estão integrados nesse sistema fechado.

O universo inteiro é um sistema integral. Se escolhermos algum fragmento do planeta Terra e estudá-lo, ficará claro que todos os elementos estão totalmente interligados, como se estivessem conectados por uma rede interna que está oculta de nós e segue um programa específico chamado natureza.

Nós podemos perguntar: “O que é um ser humano?” Um ser humano é um caso especial. Por um lado, por causa do seu corpo animal, ele pertence ao mundo animal. Por isso é claro que o corpo deve ser obrigado a estar em uma conexão instintiva específica com o sistema. Mas também há uma parte nele que pertence ao nível falante em prol do qual é chamado de humano.

Nessa parte, é como se ele estivesse desconectado do sistema e se comportasse como se o sistema não existisse. Um ser humano não sente instintivamente a conexão e não sente unidade com a rede da natureza; portanto, ela se comporta como quiser. Essa forma “livre” de comportamento, sem qualquer conexão com o sistema, é chamada de egoísmo. Em seu relacionamento com o sistema da natureza, um ser humano só considera seu benefício imediato.

Talvez ele pense de forma diferente dentro de vinte anos, mas isso não importa para ele, porque ele só está preso ao fluxo de experiências momentâneas de sua vida que ele percebe agora. Se neste momento ele não possui o que deseja, ele considera um castigo. De repente, ele recebe o que precisa, então considera uma recompensa.

Naturalmente, ao estarem desconectados do sistema geral, essas recompensas e castigos tornam-se falsas porque a pessoa não vê tudo o que depende de suas ações e é por isso que comete erros. Ela existe dentro de um sistema, mas não é capaz de levar em consideração todos os seus elementos, não sente essas interdependências. Acontece que toda a sua percepção da realidade é incorreta.

Pergunta: Se eu sinto isso como recompensa e castigo, por que eu me importo que eles sejam falsos? Eu recebi o que eu queria, não recebi?

Resposta: Então, por que as pessoas são infelizes? Se julgarmos recompensa e castigo somente por nossa experiência imediata e agir apenas de acordo com isso, tentando satisfazer nossos desejos momentâneos, teremos que enfrentar uma decepção após a outra.

Se pudéssemos sempre ganhar dessa forma, seria possível aceitar essa objeção. No entanto, vemos que estamos constantemente perdendo. Quanto mais uma pessoa avança, mais deve defender-se como resultado de sua relação egoísta com a vida e sua busca de gratificação imediata.

Não importa o quanto desenvolvamos a sociedade, o governo, a família, as ciências e a medicina, ainda não podemos compensar o dano e a reação negativa do sistema ao nosso comportamento. Não parece que, à medida que avançamos no nosso desenvolvimento, devemos ser capazes de entender e sentir cada vez mais a natureza?

Mas é o contrário: nós avançamos cada vez mais em nosso desenvolvimento de nossa relação incorreta com a natureza. Estamos constantemente nos distanciando da natureza, da conexão com o sistema integral e, em última análise, nos convertemos em individualistas que não estão mais preocupados com nada, exceto com nossa própria gratificação.

No final, a pessoa pode recorrer a drogas, não querendo pensar em nada. Ela não quer se ligar a ninguém para permanecer completamente livre e sem quaisquer obrigações…

De KabTV “Nova Vida # 822″ 02/02/17

Nova Vida # 854 – Tendências Globais: Guerras Cibernéticas

Nova Vida # 854 – Tendências Globais: Guerras Cibernéticas
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

O que levou a humanidade às guerras cibernéticas? Como podemos lidar com um inimigo virtual não identificado e para onde o mundo está indo a partir deste ponto?

De KabTV “Nova Vida # 854 – Tendências Globais: Guerras Cibernéticas”, 16/05/17

Meus Pensamentos No Twitter, 29/06/17

twitterA #media não libera informações objetivas, mas os blogueiros liberam informações verdadeiras rapidamente. Ao expor seu preconceito, a mídia está se destruindo.

#Zohar leAm, volume 12, p. 184, para 674: “A meretriz avança o príncipe” – o que significa o nosso avanço sob pressão daqueles que nos odeiam.

Esforços para revelar o Criador em um grupo unido levam a aceitar o Arvut, opondo-se ao Ego (Monte Sinai), ascendendo-o e recebendo a #Torah (OM).

“Eu não tenho força para revelar o Criador! Então não quero que outros O revelem. É por isso que eu odeio o Bnei Baruch!” (um e-mail que recebi) #God

Se a Cabalá é mística, deve ser proibida. Mas se é um meio para corrigir a humanidade e a #society, deve ser revelada ao mundo.

Quando me tornei um Cabalista, de repente me senti como um judeu entre antissemitas. Assim como as nações odeiam os judeus, os judeus (#Jews) odeiam a Cabalá.

Se nos voltamos ao Criador, é fé (#faith), a religião, uma vez que o Criador está oculto. Se é através de amigos, é a revelação, Cabalá.

Quer controlar o mundo com seus pensamentos? Dá-lhe amor até descobrires que o estás controlando! #positivethinking

Se alguém se volta ao Criador, é a religião. Se alguém se volta ao Criador através do grupo, é Cabalá. Do amor pelos outros ao amor pelo Criador.

1.O mundo é como o vemos. 2. Se observarmos, o mundo é diferente. 3. O mundo não existe, mas é percebido em nossa consciência #consciousness (qualidades).

Se você está em uma descida, comece a pensar no grupo como se eles estivessem em pior estado e precisassem de você: é a saída ideal de uma descida. #quote (citação).

Esforços para revelar o Criador em um grupo unido levam a aceitar a garantia mútua, transcendendo o ego e recebendo a #Torah (Luz).

Somente a #Kabbalah pode calibrar os humanos para serem como o Criador – usando uma chave de fenda (a luz) para ajustar os parâmetros do homem (seus desejos).

Qualquer sociedade hoje desmorona. A sociedade israelense, como a mais egoísta, desmorona mais rápido. A solução está na garantia mútua (Arvut). #Israel

O #GrenfellTowerFire Incêndio na Torre: Como um Trágico Acidente se Tornou uma Calúnia de Sangue @JPostOpinion

Do Twitter, 29/06/17

Recompensa E Castigo Em Nossas Vidas, Parte 4

laitman_439Pergunta: Se vivemos em um sistema da natureza que nos treina como uma mãe educando crianças pequenas, então existem realmente recompensas e castigos para nossas ações neste mundo? A sociedade condiciona uma pessoa definindo recompensas como boa sorte, sucesso na família, no trabalho e dinheiro.

Toda a realidade é dividida em vencedores e perdedores; os vencedores celebram, enquanto os perdedores sofrem. Em outras palavras, a recompensa é considerada ser o mais bem-sucedido, importante e rico. Como vamos mudar esta associação?

Resposta: Essa associação muda em virtude do fato de que vemos como o nosso mundo está se movendo em direção a uma crise e as pessoas se encontram em desespero. Continuamos a nos desenvolver, e graças aos nossos avanços no desenvolvimento, ficamos sem emprego. Ano após ano estamos nos tornando mais pobres e infelizes. A julgar por isto, somos capazes de decidir se estamos nos comportando corretamente ou não.

Se a Mãe Natureza está nos tratando dessa forma, não significa que estamos fazendo algo errado? Claramente nós existimos dentro de um sistema fechado, integral. E se nos comportamos corretamente, devemos receber uma reação positiva, que é a recompensa.

Uma pessoa deve saber se está avançando corretamente dentro do sistema e qual deve ser seu próximo passo. A interação correta com o sistema é como a conexão que uma criança tem com a mãe, que a ensina: “faça desta forma, minha querida, não o contrário!” Eu tenho de sentir a resposta do sistema às minhas ações e compreender a sua atitude. Mas para isso, é necessário estudar a sabedoria da Cabalá.

Pergunta: E se eu já sou bem-sucedido na vida?

Resposta: Mas não temos ideia do que é o sucesso! Talvez o que chamamos de sucesso, na realidade, seja realmente um fracasso? Nós celebramos quando somos capazes de ganhar esse bolo grande e comer tudo. E choramos como crianças mimadas se não ganhamos o bolo.

O verdadeiro sucesso é conhecer a intenção, o desejo e o objetivo da Mãe Natureza, tornando-nos sócios deste sistema e fundindo-nos com ele. Em outras palavras, começar a trabalhar em conjunto com o sistema. O sucesso está se desenvolvendo de tal forma que em nossa consciência, deveres, desejos e ações, somos capazes de nos tornar o sistema correto, as partes ativas que estão conscientes do que estão fazendo e podem realmente beneficiar o sistema, conectando-se a ele.

Toda mãe quer que seu filho seja saudável, inteligente, compreensivo, sensível e respeitado na sociedade; ela quer que ele trate os outros com gentileza e que os outros o amem. É assim que devemos nos comportar. Mas aqui não estamos falando simplesmente de se comportar respeitosamente no trabalho, em casa, na rua ou no ônibus; estamos falando do sistema geral de toda a realidade.

E nós, a julgar pelo desenvolvimento do homem moderno, dia após dia, ano após ano, estamos cada vez mais longe da nossa compreensão do sistema da natureza. A nossa sociedade e o nosso mundo estão ficando cada vez piores. Essa é a prova de que não entendemos o que a Mãe Natureza quer de nós!

De Kab TV “Uma Nova Vida” 02/02/17

O Incansável Crescimento Do Egoísmo

Dr. Michael LaitmanO egoísmo é criado em nós especificamente para que nós, por meio do desenvolvimento dele, alcancemos a possibilidade do livre-arbítrio e comecemos a usá-lo, a despeito de nós mesmos. Então nós alcançaremos o Criador.

A propriedade do crescimento ilimitado do ego é um atributo incrível que não existe na natureza.

Se eu quiser algo e prová-lo, vou querer o dobro; se eu consumir duas vezes mais, vou querer quatro vezes mais, e assim por diante. Eu constantemente preciso dobrar o meu prazer; de outra forma, não posso senti-lo como um prazer.

Isso significa que a força do Criador está dentro do ego, e continua crescendo. Isso não existe nos outros níveis da natureza, mas o faz em nosso egoísmo. No homem, na quarta fase do desenvolvimento, após os níveis inanimado, vegetal e animal, há a centelha do Criador que está realmente concentrada no ego, que continua a crescer exponencialmente.

Pergunta: Se uma pessoa gosta do fato de que os outros se sentem mal, isso significa que é um verdadeiro egoísmo?

Resposta: Sim, quando a satisfação é à custa dos outros, eu sinto muito prazer. Ao mesmo tempo, meu egoísmo sai de minhas estruturas internas. Um leão, por exemplo, que devora certo animal, está satisfeito e não precisa de mais nada. Um homem que devora um, procura outra coisa para devorar.

Isso significa que desejos muito grandes emergem em nós e constantemente exigem renovação e são insaciáveis. Por outro lado, quanto mais você tenta satisfazê-los, mais faminto se sente. Se você satisfaz um egoísmo duplo, você está quatro vezes mais faminto, e assim por diante, e é impossível fazer qualquer coisa com tal poço sem fundo.

Pergunta: Isso se aplica a toda a humanidade?

Resposta: Aplica-se a todas as pessoas desenvolvidas. Um ser humano subdesenvolvido é como um animal, como um bebê, que você dá algo e ele está satisfeito. Um homem desenvolvido, por outro lado, quer o mundo inteiro, e mesmo isso não é suficiente para ele.

O desejo de receber tudo à custa dos outros é um tipo especial de egoísmo. Nós podemos ver a competição entre pessoas ricas e famosas, como artistas, por exemplo, que queimam de inveja uns dos outros.

Pergunta: Mas o Criador criou tudo isso. Como é que isso nos aproxima Dele para alcançarmos Seus atributos?

Resposta: Acontece de uma maneira muito amarga quando uma pessoa começa a perceber que não vai alcançar nenhum prazer, não será satisfeita “até que a morte nos separe: eu e meu saco de ouro”.

Pergunta: Você acha que uma pessoa gentil, de bom coração e honesta é uma pessoa subdesenvolvida?

Resposta: Sim, ela ainda não é egoisticamente desenvolvida o suficiente. Mas hoje, isso pode acontecer muito rapidamente.

Quando uma pessoa começa a entender que não há nenhuma razão para perseguir novas realizações, porque estas não a satisfazem, ela começa a procurar um substituto em um nível superior e chega à sabedoria da Cabalá.

Da Lição de Cabalá em Russo 26/02/17

Blitz De Dicas De Cabalá – 22/01/17

Laitman_632_4Pergunta: A razão de não sentirmos o Criador de forma clara é porque o ego nos controla?

Resposta: O Criador nos gerencia por meio do ego.

Pergunta: Como é possível aprender a doar?

Resposta: Apenas em um grupo, em uma Dezena e não de qualquer outra maneira.

Pergunta: Por que chamamos o poder superior de “mente criativa”?

Resposta: Porque essa “mente” cria a criação através de seus pensamentos. Não há mais nada. A força mais elevada da natureza é o poder do pensamento.

Pergunta: Quem ou o que é o Mashiach (Messias) de acordo com a sabedoria da Cabalá?

Resposta: O Mashiach é o poder da Luz superior. A Luz superior pode se revelar como muitos tipos de forças. O que é chamado de Mashiach é a força que nos atrai do ego, da palavra, LiMshoch, extrair. É dito que o Mashiach virá em um burro branco (Hamor), que significa uma Luz totalmente branca da característica de doação. A palavra Hamor vem da palavra Homer (substância). O significado é que toda a nossa substância, o ego, será iluminado e se tornará altruísta.

Pergunta: Como a sabedoria da Cabalá se relaciona com as pessoas que preveem o futuro, especialistas em numerologia, astrólogos, Urim e Tummim?

Resposta: A sabedoria da Cabalá não se relaciona com elas de qualquer forma especial.

Pergunta: É possível reduzir o ego através do estudo da sabedoria da Cabalá ou só é possível desenvolvê-lo?

Resposta: Desenvolvê-lo! Sem o ego você não poderia fazer nada. Pelo contrário, você precisa de um imenso ego que irá elevá-lo aos céus, e você irá corrigi-lo constantemente.

Pergunta: De acordo com a sabedoria da Cabalá, é possível explicar o fato de que três dos presidentes dos Estados Unidos, Clinton, Bush e Trump nasceram no Verão de 1946, assim como você?

Resposta: Muitas outras pessoas nasceram nesse ano.

Pergunta: Oleg da Inglaterra pergunta: “O que mais você gostaria de fazer e realizar em sua vida?”

Resposta: Eu gostaria de corrigir Oleg da Inglaterra.