Epílogo Ao Dia Em Memória Do Holocausto, Parte 1

Laitman_006Talvez essas conclusões possam parecer impiedosas e até cruéis para alguém. O Dia em Memória do Holocausto provoca justamente uma série de emoções e dor nas pessoas. Mesmo assim, depois deste dia, vamos olhar para este fenômeno do ponto de vista de um cientista, que investiga as causas do Holocausto para que ele nunca aconteça novamente.

Nós estamos falando agora como biólogos estudando o corpo humano. Eles não pensam quão arrependidos estão por uma pessoa que está morrendo de um tumor cancerígeno que se espalha em seu corpo, mas discutem o fenômeno que ocorre entre as células dentro do corpo.

Afinal de contas, só olhando para esse fenômeno neste aspecto e descobrindo com precisão o que está acontecendo na natureza, sem adicionar nossas emoções aqui, é que seremos capazes de revelar a verdade objetiva.

Então podemos realmente fazer algo para mudar o futuro e evitar um novo Holocausto. No final, é natural que tudo o que aconteceu teve um motivo e não foi apenas um acidente. Portanto, precisamos descobrir como limpar a nós mesmos e ao mundo inteiro deste flagelo.

A sabedoria da Cabalá explica que toda a nossa vida procede de acordo com as leis da natureza. A natureza é equivalente à força superior, o Criador, e nós existimos dentro de suas leis. As ciências ordinárias deste mundo nos revelam as leis físicas.

Mas há outra ciência mais geral chamada Cabalá, que revela leis que existem em um nível superior, de onde todas as forças descem ao nosso mundo. Essas forças constroem uma rede de energia em nosso mundo, cujas leis são estudadas pelas ciências comuns.

A humanidade tem experimentado muitos eventos significativos ao longo de sua história: bons e trágicos. Portanto, vale a pena descobrir suas causas e efeitos, dependendo da nossa reação a eles. Então poderemos escolher a forma correta de comportamento em nosso mundo para o futuro.

A abordagem dos Cabalistas à história da humanidade é aprender através da análise desses eventos, como em um laboratório: onde estamos e em que mundo, isto é, em que sistema de forças?

Como eles nos afetam de acordo com a forma como mudamos de geração à geração? E como podemos responder a eles, a fim de nos proteger de tais acontecimentos trágicos que tivemos de suportar no passado.

Essa abordagem estritamente científica pode ser chamada insensível e até mesmo desumana. Mas estamos falando das leis da natureza sobre as quais queremos receber o mais puro conhecimento, não acrescentando nossa opinião subjetiva, para entender o que está acontecendo. E nossa atitude e emoções pessoais não devem distorcer a imagem de modo que possamos realmente descobrir que leis tomam curso e qual deve ser a nossa reação.

É bom quando as pessoas estão preocupadas com o Holocausto e expressam sua solidariedade com suas vítimas. Mas, infelizmente, isso não garante que no futuro ele não aconteça novamente. Portanto, nós precisamos estudar esse fenômeno minuciosamente e aprender a nos proteger dele no futuro.

Do artigo do Rabash “Aquele Que Endureceu Seu Coração”: Todo o ódio que as nações sentem em relação a Israel é somente porque ele é o povo do Criador, como nossos sábios disseram (Shabat, 89): “O que é o Monte Sinai? É que Sinaa [ódio] desceu aos adoradores de ídolos”.

EpilogueToTheHolocaustMemorialDay

Nós precisamos entender que esse ódio vem das forças divididas no sistema da alma comum, chamada de “primeiro homem”, Adam HaRishon. Uma parte, as pessoas do mundo, sofre e não pode fazer nada porque é o corpo em relação à outra parte da alma de Adão chamada cabeça (Li-Rosh) ou Isra-el.

Comente