Diferenças Entre Gerações, Parte 1

Dr. Michael LaitmanPergunta: O eterno tópico: pais e filhos – a diferença entre gerações. Por que somos tão diferentes e não nos entendemos? A cada 10-15 anos vem uma nova geração, diferente da primeira por sua percepção do mundo. O que nos ajudará a viver em paz uns com os outros com todas as diferenças de pontos de vista?

Basicamente, a geração de pais construiu toda a base material para nossas vidas, e as gerações sucessivas são cada vez menos compelidas a se engajar na materialidade e estão mais comprometidas com a pesquisa humana interna. Quão profunda é a diferença entre gerações?

Resposta: A diferença entre as gerações deve ser medida não em indicadores quantitativos, mas qualitativos. E isso é muito difícil porque para avaliar a qualidade você precisa medir as deficiências: a que essa geração aspira, o que é mais importante para ela, ou seja, qual é a sua escala de prioridades?

Se tomarmos desejos claros e básicos: comida, sexo, família, dinheiro, poder e conhecimento e medirmos em que nível eles estão em cada geração e quais são suas prioridades, então podemos compor uma imagem de cada geração. Mas eu não acho que alguém esteva envolvido em tal pesquisa.

A sabedoria da Cabalá estuda desejos humanos, mas não compara geração à geração. Pois isso não é tão importante. Nós sabemos que a humanidade está constantemente avançando, realmente se aproximando de uma grande crise.

No final, os desejos de comida, sexo, família, dinheiro, poder e conhecimento não darão satisfação à pessoa, e ela vai querer se desenvolver acima deles. A sabedoria da Cabalá tem a intenção de ajudar nisso.

Enquanto a humanidade não se envolver em tal desenvolvimento do homem, ela pode ficar presa em desejos materiais efêmeros por muitos anos e até séculos. Nós sempre pensamos que, no próximo nível de desejo, compreenderemos a essência de nossa vida. Como se na riqueza, na honra e no conhecimento estivesse o mistério da vida, e que ao revelá-lo, nos tornaremos felizes.

Assim, a humanidade amadurece gradualmente, até que finalmente fica desiludida em todo seu desenvolvimento, que basicamente girou entre esses seis desejos básicos. Mas nós podemos reduzir o tempo necessário para o nosso desenvolvimento. Já vemos que o desenvolvimento nos leva a uma crise global, deixando a pessoa completamente devastada e jurando que é melhor morrer do que viver uma vida assim.

Uma pessoa não pode viver sem prazer, mas o homem moderno não será capaz de receber prazer porque o desejo egoísta completou seu desenvolvimento. O homem fica sem desejos, em desespero, e não sabe para onde seguir. Mas a Cabalá explica que toda a evolução humana desde o início foi uma causa totalmente perdida.

Ao perceber isso, nós reduzimos nossas provações por muitas centenas de anos e evitamos guerras, disputas, grandes sofrimentos e tragédias no nível do indivíduo, da família e do Estado. Com a ajuda da educação integral, a Cabalá pode levar a humanidade à realização de todos os seus erros, sem ter que passar por todos eles em sua própria pele.

E isso é que a Cabalá aconselha às pessoas: dar à pessoa a educação certa o mais rápido possível para que ela compreenda que a corrida por seis ídolos materiais: comida, sexo, família, dinheiro, honra e conhecimento, não promete sucesso. Então essa corrida será curta, pensada e terminará rapidamente, dando um resultado benéfico, isto é, levando à realização do mal.

De KabTV “Nova Vida” # 851, 17/04/17

Comente