Textos arquivados em ''

Meus Pensamentos No Twitter, 25/05/17

twitterNesta terça-feira, os judeus celebrarão #Shavuot, o festival da entrega da Torá. No entanto, poucas pessoas sabem o que realmente é a Torá.

Coisas Que Você Corre O Risco De Ler Na #Torá: Elas Não São Necessariamente Assim @ JPostOpinion

Dia de Jerusalém. Cumprimentos ao povo de Israel #Jerusalemday # Jerusalem50

#TrumpInIsrael com Trump nós recebemos um tempo extra para unir a nação e merecer Jerusalém e Israel – caso contrário, ela será exilada novamente.

Do Twitter, 25/05/17

Dia De Jerusalém

laitman_961Cinquenta anos se passaram desde a libertação de Jerusalém. Por que a cidade ainda está “algemada”?

Mesmo 50 anos após a libertação de Jerusalém, ela ainda é, como sempre foi, o centro do mundo. Há tensão entre Israel e Turquia desde o apelo de Erdogan aos muçulmanos para visitar a Mesquita Al-Aqsa em massa, a fim de apoiar a luta dos palestinos e não permitir que Jerusalém se torne a capital do Estado judeu.

A sugestão do presidente americano Donald Trump de transferir a embaixada americana de Tel Aviv para Jerusalém pode minar ainda mais a já instável sensação de segurança. A cidade que é sagrada para as três religiões e em cujo coração se localiza o Muro das Lamentações era e ainda é um território disputado.

Há aqueles que consideram a vitória conquistada na Guerra dos Seis Dias como a fase final do retorno da nação de Israel, e há aqueles que a veem como o início da tragédia política do Estado de Israel.

Ainda assim, no momento da verdade, nós estávamos todos profundamente comovidos e nossos olhos se encheram de lágrimas quando todos sentiram um grande alívio quando recebemos provas de que podemos nos proteger, o que sempre foi duvidoso até aquela guerra.

É somente quando sentimos uma ameaça externa que nos tornamos um pouco mais próximos uns dos outros; nós esquecemos todas as nossas diferenças e procuramos um abrigo que possa nos unir, como um rebanho de ovelhas escapando de um lobo. Mas não é assim que uma nação é formada. Não é assim que um sonho é ressuscitado das cinzas, não é assim que o povo escolhido deve se comportar.

Nada é resolvido por uma onda de uma varinha mágica. Nossa experiência prática prova que nenhuma decisão política, nenhuma vida sob pressão constante pode ser o remédio para a nação de Israel.

A situação insuportável em que vivemos hoje, sob pressões intermináveis ​​de dentro e fora das fronteiras do nosso Estado, incluindo o crescente antissemitismo, nos coloca diante do fato de que a solução está em outro lugar. Não se trata de ações externas enquanto a sociedade está profundamente dividida, mas antes de tudo da correção das relações entre nós.

Não seremos capazes de estabelecer um sistema saudável de relações mútuas com nenhuma nação ou Estado a menos que curemos primeiro as conexões mútuas entre nós. Esta é a lei da natureza que opera sobre as nações de Israel; ”Ama teu amigo como a ti mesmo” é a primeira lei. Só depois de cumprida, seremos capazes de alcançar a paz com todos os nossos inimigos externos.

Quando Emprestares Alguma Coisa Ao Teu Próximo…

laitman_622_01Torá, Deuteronômio, 24:10 – 24:11: Quando emprestares alguma coisa ao teu próximo, não entrarás em sua casa, para lhe tirar o penhor. Fora ficarás; e o homem, a quem emprestaste, te trará fora o penhor.

A Torá não está falando das interações humanas entre as pessoas, instruindo você a não entrar na casa de uma pessoa a quem está fazendo um empréstimo para evitar mostrar a ela que está no comando da situação, que ela lhe deve. Não se trata de ações corpóreas.

Emprestar significa dar forças a desejos egoístas para permitir que sejam usados ​​posteriormente para propósitos altruístas.

Entrar em uma casa significa unir-se com o desejo egoísta. No entanto, ele tem que sair e dar a você o que lhe permite ser anexado a você. Portanto, você não tem direito de entrar na casa da pessoa a quem está fazendo um empréstimo, porque então pode ser influenciado pelo egoísmo dela, uma vez que você estaria entrando no Kli ou vaso, no desejo, nas quatro fases dela. A interação precisa ser puramente externa, e você deve devolver o empréstimo sem uma garantia e sem juros.

Está escrito, “fora ficarás”, onde fora se refere à propriedade.

Há uma distinção entre propriedade privada e pública (como praças públicas e ruas). Quintal (jardim) é um tipo de propriedade que pertence a várias famílias. Há também propriedades como campos, que estão além das bordas da cidade, mas ainda pertencem a um proprietário específico.

Há também propriedades que não pertencem a ninguém, o que significa que pertencem ao público. Existem propriedades que pertencem aos Cohanim (sacerdotes), ou seja, ao Templo, etc. Em outras palavras, tudo foi designado porque tudo tem uma raiz espiritual. O tratado “Shabat” no Talmude fala sobre isso.

É assim que nosso o mundo interno é dividido, e assim o vemos dessa maneira externamente. Na realidade, não há mundo externo – é apenas como o percebemos. Se nos corrigirmos, descobriremos gradualmente que este é o mundo onde também existimos externamente.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 31/10/16

Epílogo Ao Dia Em Memória Do Holocausto, Parte 5

laitman_431_05Pergunta: Por que um evento tão trágico, de escala sem precedentes, que causou a morte de seis milhões de pessoas, aconteceu na Alemanha? Como isso pôde acontecer?

Resposta: Isso aconteceu porque nós tínhamos evoluído para um estado em que tivemos que nos reconstruir a partir da quebra para corrigir a nós mesmos e toda a humanidade. Mas não estávamos fazendo isso, e como resultado, explosões individuais de ódio se concentraram em um golpe global tão severo.

Se um pequeno fusível explodir e eu não o substituir, um grande sistema vai queimar. Se eu não o corrijo, toda a rede queima. E eu me pergunto como isso pode ser? Um pequeno fusível quebrou, e de repente, tudo queimou?

Pergunta: Se o Holocausto fosse o resultado legítimo do desenvolvimento de acordo com as leis da natureza, por que ele terminou, mesmo que o povo de Israel não tenha começado a implementar o método de Baal HaSulam?

Resposta: Nós tínhamos que intervir no trabalho das leis da natureza e compensá-lo com o nosso próprio trabalho. Não o fizemos, então o Holocausto explodiu. Este estágio se realizou nesta forma e expirou.

Não cumprimos a correção que precisava ser cumprida nos anos 30 e 40. Baal HaSulam chamou todos os judeus da Polônia para irem a Israel, mas eles não o ouviram. Eles ficaram onde estavam e todos morreram.

A correção que se supunha ser feita não foi realizada voluntariamente de uma boa maneira e, portanto, foi realizada como o Holocausto pelas Gevurot (julgamento) em vez de Hassadim (misericórdia). Esse foi o fim do palco, e agora estamos em outro estágio, que está em processo de desenvolvimento.

Hoje temos novamente a oportunidade falada por Baal HaSulam; podemos construir a sociedade corrigida e dar um exemplo ao mundo na terra de Israel, no Estado de Israel. Afinal, quem é “Israel”? É o povo que deve servir como exemplo para toda a humanidade, porque o povo de Israel consiste em duas partes: os desejos das nações do mundo e a centelha.

De todos os babilônios antigos, isto é, de toda a humanidade, Abraão escolheu apenas aqueles que tinham centelhas de luz no interior, e os reuniu em um grupo. Portanto, em cada judeu há uma parte que se relaciona com as nações do mundo, e uma centelha. Isso significa que o povo de Israel originalmente consistia de representantes de todas as nações do mundo.

Dentro de Israel há todas as 70 nações. Isto é, agora ele representa uma mini-humanidade, que inclui representantes de todas as nações e uma centelha. Se juntarmos todas essas centelhas, podemos avançar rumo ao Criador. Se desistimos dessas centelhas, elas se escondem dentro das 70 nações do mundo, que estão dentro de Israel, e os judeus se tornam tão egoístas quanto todos os outros e ainda piores.

Afinal, as centelhas despertam ainda mais desejos egoístas dentro de nós do que nas nações do mundo. Isso é exatamente o que está acontecendo agora. Mas temos a oportunidade de usar as centelhas e trazer correção para o mundo.

Da 2ª parte da  Lição Diária de Cabalá 24/04/17, Lição sobre o Tópico: “Dia Em Memória Do Holocausto”

Como Podemos Manter A Família Unida?

laitman_623Pergunta: Você pode dar alguns conselhos de acordo com a sabedoria da Cabalá sobre como podemos manter a família unida?

Resposta: Meu conselho para um casal é: tenham filhos e concordem que o divórcio não é uma opção. O casal deve tentar se relacionar um com o outro.

Nós estamos vivendo tempos difíceis onde cada um de nós experimenta problemas difíceis. Tudo isso deve ser aceito, pois não podemos mudá-lo. Não importa o quanto prometamos a nós mesmos e aos outros sermos bons e agradáveis, isso se evapora muito rapidamente porque não temos controle sobre nós mesmos.

A família deve ser uma célula forte que pode claramente ser chamada de indestrutível, apesar de tudo. Os filhos devem sentir que têm uma mãe e um pai a quem podem recorrer, que têm uma família.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/12/16

Homens E Mulheres: Estar Contente Com Sua Porção

Laitman_049_01Comentário: Eu não gostaria de ser um homem em nenhuma das minhas outras vidas. Este seria o maior castigo para mim! Vemos que tudo é baseado nas mulheres, e um homem é uma eterna criança.

Uma mulher é basicamente mais inteligente; ela é mãe e líder. Ela é responsável, séria, pacífica e trabalha duro, e tem muitas qualidades que simplesmente não são desenvolvidas o suficiente ou estão faltando em um homem.

Minha Resposta: Eu acredito que o que você diz indica sua falta de compreensão porque você se sente falha em sua imagem e forma feminina. É como se você estivesse condenando o Criador por ter criado os homens assim.

Uma pessoa autossuficiente é preenchida espiritualmente, tem uma meta, e tenta se mover até ela corretamente; nisso a pessoa não tem nenhum cálculo com o outro sexo. Simplesmente avança.

Como diz o ditado: “Contente-se com sua porção”.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/12/16

Por Que Unir Egoístas?

laitman_939_01Pergunta: Por que unir egoístas? Afinal, essa é a origem de todo mal.

Resposta: De forma alguma unimos egoístas. Nós unimos em pequenos grupos apenas pessoas que têm um ponto no coração. Essas são pessoas que estão prontas para procurar o sentido da vida e a sacrificar seu tempo e esforço para encontrá-lo porque sem uma compreensão do sentido da vida é ruim para elas.

Nós atraímos pessoas assim, criamos pequenos círculos com elas chamados de “grupos de dez” (dezenas) e lhes damos um método que as ajuda a se anular dentro dos grupos de dez e a se unir de tal maneira que começarão a sentir o Criador entre elas.

O grupo de dez é um sensor, um novo sentido espiritual, dentro do qual elas podem sentir a característica de doação e amor, chamado Criador.

Não agitamos ou forçamos ninguém. A única coisa que queremos é dar-lhes o conhecimento de que todo o nosso problema e do mundo é a falta de unidade.

Não falamos com elas sobre o mundo superior e o poder superior; simplesmente explicamos que elas devem se organizar corretamente, e assim o mundo se tornará melhor. Caso contrário, as pessoas no mundo começarão a se aniquilar.

Tentamos criar grupos de dez com pessoas que estejam interessadas em descobrir e conhecer o sentido da vida e alcançá-lo. E reunimos o resto das pessoas em boas configurações sociais para gradualmente ensiná-las a procurar e encontrar boas condições diárias nessas comunidades. Não mais do que isso, porque um desejo espiritual ainda não nasceu nelas.

Aquelas onde um desejo pela espiritualidade já apareceu, isto é, que já sentem o ponto no coração, devem vir até nos.

Da Lição de Cabalá em Russo 18/12/16