Textos arquivados em ''

Quem Pode Se Considerar Um Cabalista?

laitman_243_01Pergunta: Eu passei por uma transformação e me considero um Cabalista. Isso é possível?

Resposta: Primeiro, é preciso determinar e definir quem é um Cabalista.

Um Cabalista é alguém que está conectado a um grupo de Cabalistas e que na conexão com seus amigos, descobre o Criador. A realização mútua do Criador no grupo permite que ele seja um Cabalista que recebe a revelação da força superior.

Se você passou por certa experiência pessoal, eu devo dizer-lhe que, infelizmente, é apenas uma ilusão e um equívoco.

Da Lição de Cabalá em Russo 11/12/16

Educar Os Filhos Para Serem Humanos

laitman_604_03Pergunta: Como uma mulher pode determinar o que é necessário para a casa e a família e o que é supérfluo?

Resposta: Se uma mulher trabalha corretamente em si mesma e entende um pouco sobre psicologia e educação, ela não se comportará de forma irracional. Ela precisa pensar em como criar seus filhos para que eles sejam humanos, capazes de continuar por conta própria depois disso.

Tudo está mudando rapidamente hoje, e quando esses filhos crescerem, haverá profissões e ocupações completamente diferentes. O mais importante é educá-los para serem humanos, para que sempre se relacionem com a vida, com os outros e com eles mesmos corretamente.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/12/16

Ajude A Criar Uma Família

laitman_622_02Pergunta: É possível realizar a correção com ascetismo e isolamento? Se não, então por que isso é tão difundido?

Resposta: Isso é difundido porque as pessoas estão acostumadas a essa forma de vida. Nos tempos antigos, elas se comportavam desta forma alegadamente “matar” a carne. Mas isso não corresponde aos princípios Cabalísticos.

A mortificação da carne não vem e não tem nada a ver com a Cabalá. Portanto, de acordo com a sabedoria da Cabalá, a pessoa não deve permanecer solteira.

Nós precisamos ajudar as pessoas solteiras a organizar suas vidas. A propósito, ajudar a estabelecer uma família é uma grande Mitzvah (mandamento). Portanto, os amigos em um grupo, especialmente as mulheres, devem se ajudar para criar famílias.

Da Lição de Cabalá em Russo 04/12/16

Competição Sem Perdedores

Laitman_506_5De “A Crise e Sua Solução” (Fórum de Arosa, 2006)

Como resultado da influência deliberada da sociedade, todos aspiram a receber da sociedade apenas o que é necessário para sua existência e não pouparão esforços em seu trabalho para o bem-estar da sociedade.

Consumir apenas o “necessário para a existência” não significa levar uma vida pobre e se sujeitar a limitações. No entanto, gradualmente, devido à educação integral, da melhor compreensão e pesquisa de nossas vidas, vamos perceber de repente que 99,9% de todos os bens que produzimos só nos prejudicam.

Afinal, o corpo humano é um animal. Não podemos alimentar uma vaca com bolos ou acostumar um cavalo a beber champanhe. Da mesma forma, nosso corpo requer alimentos simples, saudáveis ​​e variados, que sejam mais adequados para ele. Nós devemos chegar a isso através da educação integral.

Portanto, “necessário para a existência” significa tudo o que é necessário para o nosso corpo animal. Nós precisamos descobrir o que é mais benéfico para ele, e depois incluí-lo no programa educacional.

Essa opinião é passada para uma pessoa gradualmente e sem qualquer pressão. Talvez leve uma ou duas gerações, mas no final, a humanidade vai mudar para o consumo saudável.

Pergunta: Como é possível decidir qual alimento é considerado saudável porque diferentes coisas são adequadas para pessoas diferentes?

Resposta: Todos os conselhos sobre alimentos saudáveis ​​que recebemos hoje vêm do desejo de vender algo. Não se esqueça disso. Assim, é óbvio que todos os produtos que compramos, ao acreditar nos anúncios, são úteis apenas para aqueles que os vendem. Nunca lemos um conselho que seja realmente destinado ao nosso benefício.

Agora todas as mentiras sobre o aquecimento global são reveladas. Há um grupo na ONU que alimenta rumores sobre o aquecimento global e recebe bilhões de dólares por ano para supostamente combatê-lo. Mas, na verdade, todas essas medidas não dão resultados.

E tudo é assim porque o nosso egoísmo não pode fazer nada de bom. É óbvio que um enorme supermercado pode ser substituído por uma pequena loja, e isso será suficiente. Uma pessoa não precisa de cem tipos de queijo; não há necessidade disso.

Claro, deve haver produtos saudáveis, várias variedades para diferentes gostos. Mas esta diversidade não deve vir da competição, do desejo de alguém ganhar.

A competição deve ser em quem produz os produtos mais saudáveis ​​e deliciosos. Ou seja, o motivo original para a concorrência é completamente diferente. O produto deve ser o melhor, mais delicioso, mais barato, e não deve prejudicar o meio ambiente.

Ninguém vai proibir e limitar nada. Nós apenas precisamos eliminar esse princípio da competição por causa do lucro e desenvolver a competição em torno de quem traz mais benefício às pessoas. Nada mais é necessário! Tudo é determinado pela educação de uma pessoa, e como resultado da educação integral, sua cabeça vai gradualmente começar a subir acima dos interesses materiais.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 05/02/17, “Mismah Arosa ( Documento de Arosa)”, “O Resultado Desejável”

Violência Na Espiritualidade

laitman_622_01Torá, Deuteronômio, 22:25: E se algum homem no campo achar uma moça desposada, e o homem a forçar, e se deitar com ela, então morrerá só o homem que se deitou com ela.

Pergunta: O que significa a violência na espiritualidade?

Resposta: Violência é a disparidade de um desejo e um Masach (tela). Isso não deve ser feito. No entanto, por outro lado, existem desejos que não podem ser corrigidos de outra maneira. Nós vemos tais exemplos mesmo em nosso mundo entre animais e seres humanos. Esta é uma consequência do comportamento espiritual.

Este é um sistema muito complexo de comportamento em nosso mundo entre um homem e uma mulher que, obviamente, tem origem nos estados espirituais da Masach e do desejo.

Por um lado, uma mulher, consciente ou inconscientemente, provoca um homem, o que significa que o atrai, até mesmo ao ponto dele poder violentá-la. Em nosso mundo, ela pode ser, em parte, psicologicamente inconsciente disso, mas no mundo espiritual, isto ocorre assim. Portanto, devemos entender que tudo isso é um sistema muito complicado.

Quando começamos a desvendar nossos desejos e pensamos em corrigi-los, ficamos espantados com o fato de que vivemos em nosso mundo ilusório e recebemos através dele a habilidade de descrever estados espirituais. Afinal, não há nenhuma linguagem no mundo espiritual e não há objetos separados, como homem, mulher, campo, cidade, e assim por diante.

Seria muito difícil descrever tudo isso se os Cabalistas não usassem a linguagem dos ramos. Portanto, em nosso mundo, é possível descrever tudo de forma tão bela e com tantos detalhes que há palavras para tudo, por exemplo: “Um homem acha a moça no campo e o homem a força”.

Isso significa que a Torá usa milhares de palavras diferentes que descrevem em detalhe tal estado, e se nós descrevemos isso em uma linguagem Cabalística, trata-se da forma como o Masach interage com o desejo, como eles se aproximam, encontram-se no campo, isto é, fora da influência de todos os outros, já que ninguém tem a oportunidade de influenciá-los e limitá-los.

Masach tenta por todos os meios executar uma correção, mesmo sobre um desejo que é inadequado para ele. Em princípio, essa é uma ação incorreta, mas o desejo pode ser corrigido dessa forma.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 10/10/16

Nova Vida # 837 – O Processo De Conversão Espiritual

Nova Vida # 837 – O Processo De Conversão Espiritual
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

O processo de conversão espiritual começa quando a pessoa começa a identificar uma inclinação para a adesão com o Criador dentro de si mesma, quando questões sobre a essência da vida surgem dentro dela. Foi assim que Abraão iniciou seu processo de busca e desenvolvimento.

A partir de um bom relacionamento com os outros, a pessoa começa a sentir o Criador.

De KabTV “Nova Vida # 837 – Cultura Judaica: O Processo de Conversão Espiritual”, 09/03/17