As Eras Dos Dois Messias

Dr. Michael LaitmanMashiach ben Yosef é um estado espiritual que o grande Cabalista Ari introduziu na alma coletiva quebrada chamada “Adão após o pecado” que inclui toda a humanidade.

Por suas correções, o Ari levou-a a um estado especial que preparava todas as almas individuais, partes da alma coletiva de Adão, para a possibilidade de restaurar a conexão correta com a ajuda do método da Cabalá.

É por isso que, a partir da época do Ari (século XVI) em diante, é permitido estudar e usar a sabedoria da Cabalá para conectar almas humanas e construir o Terceiro Templo.

A humanidade deve construir uma conexão na qual todas as almas se fundem corretamente: aquelas que, juntamente com Abraão, Moisés e Josué, passaram por todos os estágios de descendência, correção e ascensão ao Primeiro e Segundo Templos; e aquelas que já deixaram o sistema na antiga Babilônia.

Dessa forma, quando a mistura das almas atingiu o seu resultado correto, cada pessoa adquiriu a possibilidade de estudar a sabedoria da Cabalá, de se corrigir e se envolver em reunir a alma coletiva da mesma maneira que se monta um quebra-cabeça.

Depois do Ari, seus grandes seguidores, Baal Shem Tov e seus discípulos, estavam no mesmo estado. Eles fizeram todo o possível para corrigir a parte judaica da humanidade, ou pelo menos sua parte que mais tarde foi chamada de “Hassidismo”, porque o primeiro grau que todos devem alcançar é Hesed.

Para isso, era necessário se elevar acima do ego para que o ego não governasse a pessoa, mas que a pessoa governasse o ego a partir da altura que alcançou acima dele.

É por isso que existem dois Messias. O primeiro é Messias Ben Yosef (o grau de Yesod). Sua missão é elevar a humanidade ao nível de doação em prol da doação, a propriedade de Bina, a propriedade do Hassidismo. Yosef é o justo (Tzadik) que não trabalha com as propriedades egoístas e corrige apenas as altruístas. Com a sua ajuda, não alcançamos o amor, mas o correto relacionamento uns com os outros sem integração mútua.

O segundo é o Messias ben David (o grau de Malchut) que nos permite corrigir nossos desejos mais egoístas de recepção em prol da doação, ou seja, alcançar o amor, a adesão uns com os outros e com o Criador. Nós já temos que estar neste estado. No entanto, para alcançá-lo totalmente, ainda há muito a ser feito.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno”, 14/09/16

Comente