Textos arquivados em ''

Um Cabalista É O Amigo De Outro

laitman_565_01Pergunta: Quem um Cabalista considera um amigo, e será que ele tem muitos amigos?

Resposta: Um Cabalista não tem amigos. Para ele, toda pessoa que se engaja na busca do atributo de amor e doação junto com todo o grupo é um amigo.

A raiz da palavra “amigo” - “Haver” em hebraico, vem da palavra “Hibur” – “conexão, unidade”: aqueles com quem eu posso me conectar em unidade para descobrir o sentido da minha vida são chamados de meus amigos.

Pergunta: Isso significa que um Cabalista não tem amigos com quem possa, digamos, ir a um jogo de futebol uma vez por semana?

Resposta: Não, quando eu era jovem, eu tinha muitos amigos com quem estava perto até a idade de 20 a 22 anos. Depois, nos separamos, e cada um seguiu seu próprio caminho. Alguns foram para o exército e outros para a universidade.

Hoje, eles me convidam para suas reuniões, mas eu não encontro tempo, energia e desejo de estar com eles porque somos totalmente diferentes e não temos metas ou desejos comuns. Não temos nada para conversar, exceto talvez lembrar como as coisas costumavam ser há 50 anos ou como a vida passou, mas não temos um presente ou futuro comum.

Da Lição de Cabalá em Russo 12/11/16

Blitz De Dicas De Cabalá 06/11/16, Parte 1

laitman_281_02Pergunta: Por que somos tão diferentes se somos partes de uma alma?

Resposta: Mesmo no corpo humano, cada órgão funciona de forma diferente: a seu próprio ritmo, com sua própria dinâmica. Mesmo que no mundo espiritual todos nós sejamos uma única alma, cada um de nós pertence a um órgão diferente e, portanto, somos diferentes. A totalidade é alcançada especificamente através da conexão mútua entre nós.

Pergunta: O desejo precede o pensamento ou eles não estão conectados?

Resposta: O desejo é a coisa principal e está trabalhando constantemente dentro de nós. Ele deve ser substituído, dirigido e corrigido. Portanto, a única coisa que podemos fazer é dar-lhe a direção certa.

Pergunta: Você diz que nossa alma é consciência. É possível dizer que isso é o mesmo que a percepção?

Resposta: Não, a percepção é a consequência da estrutura correta da alma.

Pergunta: Pode haver uma alma para duas pessoas?

Resposta: Nós temos uma alma para todos.

Pergunta: Você acredita que a teoria da física quântica está se aproximando da correta compreensão da alma, a estrutura da parte espiritual do mundo?

Resposta: Nunca funcionará, porque o que podemos compreender em nossas mentes físicas não é de modo algum compatível com o que existe no espaço espiritual.

Pergunta: O corpo humano pode deixar este mundo sem adquirir a alma?

Resposta: Certamente, de fato, o mundo inteiro é assim.

Pergunta: Qual das nossas características ou esforços a sabedoria da Cabalá atribui à bagagem espiritual de uma pessoa que é capaz de passar de uma encarnação a outra?

Resposta: Se uma pessoa tem um desejo de entender o sentido da vida e tem a sorte de encontrar um professor, um grupo e um método correto para realizar esse desejo, ela é afortunada.

Pergunta: Quantos anos de estudo você gastou para alcançar sua alma?

Resposta: Eu nem me lembro, mas em algum momento acontece. Isso é diferente com cada pessoa.

Pergunta: O estudo da sabedoria da Cabalá pode melhorar as características pessoais; é possível tornar-se uma pessoa mais sincera, respeitável, amável, sábia?

Resposta: Sim, mas somente com a condição de ser útil para alcançar o objetivo espiritual. Portanto, em nosso mundo não é necessário que isso se manifeste em uma forma que é compreendida por todos os outros.

Pergunta: Se a alma é dividida em 600.000 partes, cada uma tem sua própria parte, assim como o corpo tem uma cabeça, braços, etc.? Ou são todas as partes idênticas?

Resposta: Não. Na espiritualidade tudo existe como um sistema integral. 600.000 peças é um conceito condicional. Nós precisamos simplesmente alcançar um nível que se chama 600.000 porque este é o nível de Arich Anpin na cabeça do mundo de Atziluth. Zeir Anpin (60), atinge o nível de 10.000 e, portanto, é chamado de 600.000 (60 X 10.000), ou Zeir Anpin sobe a Arich Anpin do mundo de Atzilut. Estas não são sequer partes, mas uma intensidade que devemos alcançar.

Pergunta: Eu não entendo, uma pessoa recria sua alma ou constrói uma nova? O Criador permite tal arbitrariedade?

Resposta: Uma pessoa recria algo que foi quebrado. Mas quando ela cria a alma a partir das partes quebradas, começa a compreender como isso se revela, em que consiste e quais são suas leis e propriedades internas. E isso já é sua posse.

Da Lição de Cabalá em Russo 06/11/16

Meus Pensamentos No Twitter, 30/03/17

twitter

Fundador da Wikipedia @jimmy_wales “… o mundo é dirigido por idiotas”. Errado! O mundo é dirigido pelo ego, precisamente para que possamos nos livrar dele.

O fim da história de @FukuyamaFrancis = o fim do governo do ego nas pessoas & a mudança para uma boa conexão, finalmente vendo o Mundo Superior.

A oposição de hoje entre judeus americanos e Israel pode levar a outro # Holocausto - isso já aconteceu no passado.

Por que o Antissemitismo não vai acabar?

youtubeAntisemTwitMar30

Michael Laitman: O Ódio Judaico De Si Mesmo É o Fermento que Devemos Limpar

jpostPublicationMar30Parecer para #Passover (Páscoa Judaica) - http://bit.ly/2niSEaH

jpostOpinionTwitMar30

O ódio judaico de si mesmo é o fermento que devemos limpar http://dlvr.it/Nly1p0 #Opinião #JPost

jpostTwitMar30

Do Twitter, 30/03/17

De Quem Recebemos Presentes?

laitman_565_01Pergunta: Na espiritualidade, nós sentimos o gosto do próprio Criador ou o que Ele nos dá?

Resposta: É a mesma coisa; portanto, está escrito também: “Provai e vede que o Criador é bom” (Salmos 34:9), veja quão saboroso Ele é.

Pergunta: Eu posso desfrutar os relacionamentos com você e os presentes que você me dá no nível físico. O que me dá prazer no mundo espiritual?

Resposta: No mundo espiritual, algo assim não existe. O que você recebe de mim é eu mesmo. Afinal, mesmo no nosso mundo, é a mesma coisa. Minha imagem é criada dentro de você como resultado do que você recebe de mim, e meu ser fora de você é apenas uma ilusão. Parece que eu existo. Mas na verdade, eu não existo.

Pergunta: Mas eu não estou recebendo um presente na forma de um objeto que me agrada?

Resposta: Você o recebe do Criador. Mas, por enquanto, este presente existe dentro de você, como um presente físico dentro de suas emoções, e parece-lhe que foi dado por mim. É assim que o Criador se coloca diante de você.

Da Lição de Cabalá em Russo 20/11/16

Uma Mulher Que Ajuda Seu Marido Alcançará A Espiritualidade

Laitman_631_3Pergunta: Na história, houve casos em que o homem estava envolvido com a sabedoria da Cabalá e sua esposa se sentava em casa com os filhos, mas ao apoiá-lo também alcançava a realização espiritual?

Resposta: Nós temos exemplos como este. Dois mil anos atrás, a esposa do Rav Akiva, que o ajudava em tudo, alcançou as maiores alturas de realização.

Pergunta: Poderia haver uma situação hoje em que uma mulher que apóia seu marido alcança a espiritualidade sem abrir um livro mesmo uma vez?

Resposta: Se uma mulher apoia seu marido em tudo, dedicando-se com todo o seu desejo, o marido pode até ser preguiçoso, mas se ela o empurra para frente, obriga e ajuda, ela pode atingir mais do que ele. Tudo depende do desejo da pessoa. Além disso, o desejo de uma mulher é mais exigente e sério.

Eu não posso dizer o que é preferível em nosso mundo, um homem ou uma mulher, tudo depende da sorte. Se uma mulher tem um anseio sério e apropriado pela meta, então poderia ser que sua realização como uma mulher física e como um homem espiritual seja mais bem-sucedida.

Da Lição da Cabalá em Russo 04/12/16

O Que Interfere Com Nossa Conquista Do Mundo Superior?

laitman_622_01Pergunta: De que dependem as limitações da nossa percepção, da nossa consciência e da realização? O que nos impede de começar a atingir o mundo superior agora?

Resposta: Somente o narcisismo nos impede de alcançar o mundo superior, porque a dimensão superior é construída sobre a doação e o amor. E o mundo físico é construído na recepção e no ódio.

Pergunta: Por quê? Afinal, eu não odeio ninguém. Há aqueles que eu amo, aqueles que gosto.

Resposta: Eu os amo porque eles me satisfazem egoisticamente porque meu principal desejo natural é ter prazer. E o que não recebo de prazer dele, eu odeio.

Da Lição de Cabalá em Russo 27/11/16

O Que Morre E O Que Permanece?

laitman_756_2Pergunta: Do ponto de vista da sabedoria da Cabalá, o que morre e o que resta depois da morte do corpo?

Resposta: Nada morre e nada permanece. Tudo acontece somente na nossa consciência, dentro da qual vivemos. Não há nada que realmente desapareça, nasça e se desenvolva.

Somente o desejo existe, e quando falamos sobre o mundo inanimado, vegetal e animal, sobre as pessoas em nosso mundo, esses são todos os nossos desejos interiores que retratam tal realidade para nós.

Eu sou obrigado a repetir isso para que as pessoas gradualmente se acostumem com a ideia de que o nosso mundo não existe. Ele é apenas retratado dentro de nós, como o universo inteiro.

Da Lição de Cabalá em Russo 06/11/16

Qual Será O Caminho: Longo Ou Curto?

laitman_547_05De “A Crise e Sua Solução” (Arosa Forum 2006)

Como a humanidade percebe a necessidade de se tornar semelhante à natureza? Eles chegarão a ela pela desesperança e realização do egoísmo como mal! Pode-se avançar para a realização do mal, escolhendo o caminho do sofrimento ou o caminho curto de correção.

No entanto, o caminho do sofrimento não é o caminho; é apenas um período de tempo necessário para a realização de todas as consequências horríveis da teimosia e egoísmo de uma pessoa.

No entanto, pode-se escolher um curto e fácil caminho de correção: se a pessoa recebe conhecimento sobre a estrutura do mundo, causalidade e propósito, ela acelera sua realização do mal e não precisa perceber o egoísmo como mal sob a influência dos sofrimentos.

A humanidade está avançando gradualmente para a compreensão de que é necessário aderir à linha do meio. Hoje, é claramente evidente a partir dos confrontos que ocorrem entre a esquerda e a direita na sociedade humana. Um exemplo disso são os Estados Unidos após as recentes eleições. Na Europa, também, começará em breve uma luta implacável entre os partidos de ultra-direita (nazistas) e os de ultra-esquerda liberais.

Não alcançaremos a paz dessa maneira porque cada um quer derrotar o outro. Ambos não entendem que deve haver uma linha intermediária entre eles baseada em sua conexão e objetivo comum. O mundo ainda não tem esse método e, portanto, isso levará à guerra ou à luta contínua.

A luta não vai acabar até que ambos os lados percebam que em toda a estrutura geral da criação, deve haver o lado direito e esquerdo e a linha do meio entre eles. E é necessário saber como construí-la.

Até que isso aconteça, eles continuarão a lutar entre si. Essa luta entre a direita e a esquerda assemelha-se ao período de formação do planeta Terra. No começo, as forças de fogo estavam ganhando e tudo estava queimando, depois as forças de resfriamento estavam ganhando, e o resfriamento começou.

Assim, os períodos de aquecimento e resfriamento se alternavam a cada trinta milhões de anos até que a Terra finalmente se estabilizasse e alcançasse a linha do meio, ou o estado médio.

Hoje, ainda vivemos no vulcão porque dentro da Terra, tudo está queimando, há uma tremenda energia. No entanto, vivemos na camada fina da crosta terrestre que cobre tudo isso de cima. A mesma coisa acontece em todos os lugares; qualquer vida aparece como resultado da interação entre essas duas forças opostas.

Portanto, nós precisamos do reconhecimento do mal e de sua correção, equilibrando-o com as forças do bem. No entanto, o bem e o mal devem ser equilibrados e iguais, e devem se completar, porque essa é a única maneira de alcançar a linha do meio. Afinal, somente na linha do meio é possível avançar de um grau a outro, do começo ao fim do caminho espiritual.

Em essência, a diferença entre todos os graus está na revelação cada vez maior do nosso egoísmo, o desejo de desfrutar, que nos obriga a construir a linha correta contra ele para chegar à linha do meio.

O longo caminho é quando aprendemos com nossos próprios erros, sem a ajuda da sabedoria da Cabalá e sem saber como construir a linha do meio e como organizar a sociedade com antecedência para que aprendamos, como no laboratório, como criar uma conexão mútua correta entre todos.

Se tentarmos fazer isso, podemos ter um caminho curto, perfeito, confortável e gentil com o líder sábio à frente. Se não fizermos isso, enfrentaremos um caminho de grandes sofrimentos. Baal HaSulam disse que nós entramos na era do Mashiach.

Agora descobrimos que a humanidade está buscando seu caminho e não sabe para onde avançar mais. Esses são os sinais claros da era do Mashiach (Messias) que se tornará cada vez mais clara.

Infelizmente, As Pessoas Não Aprendem Com Golpes Fracos

laitman_547_05Pergunta: A crise de 2008 mostrou que as pessoas não aprendem com golpes fracos. Poderia uma catástrofe ecológica global ou mesmo um inverno nuclear já estarem incorporados no programa da natureza? E se eles não podem ser evitados de qualquer maneira, é melhor não pensar neles?

Resposta: Se estamos diante de algum tipo de catástrofe terrível – biológica, ecológica, financeira, climática ou uma guerra nuclear – isso não nos alivia da necessidade de agir para evitar o golpe. Não podemos esperar calmamente até que isso aconteça.

Nós não temos o direito de pensar assim, porque entendemos que não termina aí. Em sua miopia, uma pessoa pensa, “Bem, se eu morrer, então eu vou morrer”. Mas não é tão simples assim. Não podemos morrer e desaparecer porque estamos num processo eterno dentro dos ciclos da vida, vivendo e nascendo de novo e de novo.

Todos esses nascimentos e mortes são, de fato, a renovação de nosso pequeno desejo animal de desfrutar que gradualmente cresce e se desenvolve, assumindo novas formas.

Esse círculo só pode acabar quando começarmos a construir nossa alma partir de duas forças opostas, o egoísmo, por um lado, a força negativa, e a natureza, por outro lado, a força positiva que precisamos adquirir e acrescentar ao nosso egoísmo.

A meio caminho entre essas duas forças, seremos capazes de avançar, e devemos fazer isso com compreensão e consciência. Há um caminho de desenvolvimento natural: o caminho do sofrimento pelo qual a natureza nos encoraja a avançar.

Há também uma maneira de apressar o tempo (Achishena), ao qual devemos nos mover. Afinal, precisamos nos elevar ao grau de homem (Adão), ou seja, semelhante (Dome) à força superior da natureza, o Criador, que compreende, sente e realiza de acordo com Seu desejo e livre escolha todo o propósito da criação.

Portanto, não seremos capazes de apenas enterrar nossas cabeças na areia e dizer: “Bem, no pior dos casos, vamos morrer, mas por enquanto vamos viver e se divertir”. Essa é uma abordagem infantil de viver, inadequada para um adulto.

Nova Vida # 829 – Religiões E O Desenvolvimento Do Homem

Nova Vida # 829 – Religiões E O Desenvolvimento Do Homem
Dr. Michael Laitman na conversação com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

O que o atual retorno à religião indica? Como Abraão descobriu a força superior? Qual foi o impacto dessa revelação sobre a humanidade e por que surgiu a religião popular?

Há uma tendência de retorno à religião hoje como resultado do crescente egoísmo. As pessoas estão procurando um sentido na vida. A religião nos diz que há uma força que nos controla acima da natureza, que devemos acreditar nela e obedecer aos seus mandamentos. Nós não precisamos “crer” para revelar o Criador; precisamos trabalhar e adquirir o atributo do amor ao próximo.

De KabTV “Nova Vida # 829 – Religiões E O Desenvolvimento Do Homem”, 14/02/17