Um Desejo, Intenções Diferentes

Laitman_632_3Torá, Deuteronômio 19:11 – 19:13: Mas, havendo alguém que odeia a seu próximo, e lhe arma ciladas, e se levanta contra ele, e o fere mortalmente, e se acolhe a alguma destas cidades. Então os anciãos da sua cidade mandarão buscá-lo; e dali o tirarão, e o entregarão na mão do vingador do sangue, para que morra. O teu olho não o perdoará; antes tirarás o sangue inocente de Israel, para que bem te suceda.

Se os desejos de uma pessoa são revelados no nível das ações egoístas intencionais quando ela quer prejudicar e até mesmo assassinar algum desejo, ela precisa de uma correção completamente diferente do que quando usa o desejo anti-espiritual involuntariamente.

Não estamos falando dos desejos da pessoa, mas da intenção com que o desejo é usado. Se alguma das intenções sobre os desejos de uma pessoa operam dessa maneira, essa intenção deve ser morta, isto é, erradicada da manifestação incorreta de suas atividades. Essa é a sua correção.

Se o desejo anti-espiritual não era intencional, ela não tinha nenhuma intenção. Então, a pessoa deve anexar uma intenção correta de doação, amor e conexão com ele.

Se esse desejo for egoísta com uma intenção grosseira para si mesmo, você precisa matar esse desejo primeiro e só então “dar à luz” a uma nova intenção. Está escrito na Torá que isso deve ser feito pelos juízes. Você não tem o direito de matar nada e ninguém, nem desejo, nem intenção. Um desejo não pode ser morto de forma alguma, apenas uma intenção, e isso só funciona através dos juízes.

Em outras palavras, você precisa criar um sistema de juízes dentro de você e, por meio dele, julgar a si mesmo e então decidir quais desejos com a intenção para o seu próprio bem devem morrer, isto é, que devem ser erradicados, e quais desejos são neutros, sem intenção anti-altruista.

Desejos com a intenção neutra devem ser corrigidos e desejos com a intenção egoísta precisam ser destruídos primeiro e, em seguida, ser acrescentado um correto.

Isso é chamado de renascimento das almas mortas. Além disso, essa ação pode acontecer dentro de uma pessoa em qualquer grau e não necessariamente no que é chamado de fim dos dias.

Quando nos concentramos na atitude correta em relação a tudo e compreendemos que esses são apenas desejos egoístas que devem ser transformados em altruístas, mudando-se a intenção de “em meu benefício” para “em benefício dos outros”, não temos nenhum problema. Nós só queremos saber como podemos mudar a intenção, e os desejos permanecem inalterados.

Eles devem se manifestar em nós de acordo com a capacidade de restaurar a intenção correta neles, e, portanto, esses desejos estão ocultos. No entanto, uma vez que recebemos a capacidade de mudar a intenção de recepção para doação, eles são revelados gradualmente. A questão é apenas como nos conectamos à fonte da força que corrige nossas intenções.

Pergunta: Isso significa que a correção da intenção ainda vem do Criador? Não consigo corrigi-la sozinho?

Resposta: Não, nosso objetivo é elevar um pedido para nos tornarmos altruístas, portanto, para cada desejo, em vez da intenção “em meu benefício”, teríamos a intenção “ em benefício dos outros” e através deles para o Criador. Afinal, o Criador é uma coleção de tudo o que está fora de mim. Esse é o nosso trabalho.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 07/09/16

Comente