Nova Vida # 394 – Superstições E O Mau-olhado

Nova Vida # 394 – Superstições E O Mau-olhado

Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

Qual é o papel das superstições e do mau-olhado em nosso mundo moderno e como podemos influenciar uns aos outros para o melhor?

Os animais sentem a natureza, mas os humanos não. Daí a necessidade de diferentes talismãs da sorte, fitas vermelhas, etc. Isso tudo decorre de não conhecermos o sistema em que vivemos. Na natureza tudo é determinado.

O homem é uma criatura psicológica e assim as bênçãos o afetam e o seu poder de lidar com a situação, mas elas não podem realmente mudar qualquer coisa na vida, nem o sistema da natureza.

O “script” está pronto. Basicamente, é impossível mudá-lo, mas podemos mudar a nossa maneira de considerar o que vem junto.

O mau-olhado é quando as pessoas pensam mal de alguém, e assim, podem mudar o seu destino. Esta é a razão pela qual o ódio infundado é destrutivo. Somos ligados uns aos outros por uma rede interna. Nossos pensamentos direcionados aos outros estão nesta rede. Milhões de laços nos unem, e hoje setas prejudiciais fluem nela, maus pensamentos.

Se uma pessoa define a regra de “ama teu amigo como a ti mesmo” como a meta na vida, ela não tem nada a temer. A pessoa deve ser modesta e não se destacar, não por causa do medo do mau-olhado, mas para que ele não faça os outros falharem.

Você pode comprar um carro novo, mas você deve manter a intenção de que seu vizinho não vá te odiar.

De KabTV “Nova Vida # 394 – Superstições E O Mau-olhado,” 3/6/14

OBS: Vídeo/Audio em inglês

icon for podpress VideoReproduzir AgoraDownload icon for podpress AudioReproduzir AgoraDownload

 

Comente