Um Por Cento Que Fez Um Ser Humano A Partir De Um Macaco, Parte 1

Laitman_707Pergunta: A diferença genética entre um ser humano e um macaco é muito pequena, pouco mais do que um por cento. Em outras palavras, um ser humano é noventa e nove por cento chimpanzé. Como poderia uma mudança mínima em um genoma levar a uma fase completamente diferente de desenvolvimento? O que é este um por cento que separa um ser humano de um macaco?

Resposta: Homem e macaco são dois mundos completamente diferentes. Se falarmos do corpo físico, o homem se desenvolveu através de todos os níveis: inanimado, vegetal, animal e humano, e o macaco é um estágio intermediário entre o animal e o ser humano. Mas isso é somente se estivermos comparando corpos.

Não há nada especial no corpo físico de um ser humano. Embora ele seja diferente porque não têm pelos como os macacos, porque os braços e pernas se desenvolvem de forma diferente e a atitude perante a vida é diferente, a principal diferença não está nisso. O ser humano se distingue pelo fato de que se desenvolve, adquire sabedoria e muda seu ambiente.

Embora os animais também mudem o seu ambiente, constroem casas para si mesmos debaixo da água ou em árvores, isso é puramente instintivo de acordo com o chamado da natureza e não muda de geração em geração. Eles vivem da maneira que nasceram de acordo com a sua natureza.

Assim, os animais são parte inseparável da natureza. Eles não têm nenhum desejo de mudar seu ambiente ou sua sociedade, de construir alguns sistemas artificiais especiais de relações que não foram herdados de seus ancestrais e conhecidos antes.

Pelo contrário, uma nova mente e sentidos se desenvolvem no ser humano de geração para geração, que o obriga a mudar o mundo. Não podemos descobrir a origem desta diferença radical. Só vemos as consequências. Na verdade, uma pessoa muda o ambiente, muda o mundo, e quer um upgrade.

Ela não concorda em viver como o chimpanzé que vive hoje da mesma forma que há 100.000 anos. Embora o chimpanzé tenha uma excelente memória e capacidades mentais, estas não o forçam a se desenvolver.

Essa é a questão: Por que um ser humano tem a capacidade de crescer e desejar se desenvolver de geração em geração e dentro de cada geração? Porque esse desenvolvimento é diferente de pessoa para pessoa e de país para país?

Nós coletamos a experiência e transmitimos todas as nossas realizações na cultura, educação e ciência. Nós construímos um ambiente para nós mesmos, a sociedade humana, o governo e os sistemas sociais. Você pode comparar o mundo moderno criado pelo homem com o que existia algumas centenas de anos atrás.

Tudo isso veio dos impulsos internos do homem, que estão escondidos de nós. Por que recebemos tal desejo, para quê? Afinal, se parássemos de nos desenvolver, viveríamos como macacos. Mas, em cada homem e em todos nós juntos, a cada momento e em todos os momentos, vive o desejo de avançar.

Em outras palavras, há um programa especial dentro de nós que exige a sua implementação a partir de nós. Portanto, as pessoas se desenvolvem de forma obrigatória. Nós vemos isso nas crianças que nunca se cansam de jogar e têm um interesse ardente por todos os gadgets.

Cada idade tem seus próprios jogos. Uma criança exige isso dos pais, e quando cresce, certamente vai ultrapassá-los e serão ainda mais avançados do que são hoje. Nada disto acontece com os animais.

Aqui tudo que nós temos a fazer é perguntar: Por que recebemos isso? Afinal, não podemos dizer que isso nos deixa mais felizes. Talvez seria melhor congelar todo o nosso desenvolvimento em algum momento, a fim de levar uma vida despreocupada? No entanto, nós nos desenvolvemos e construímos mais e mais. Essa aspiração interior é chamada de humano em nós. No entanto, para onde está nos levando ainda é um mistério para a humanidade.

De KabTV “Nova Vida” 06/09/16

Comente