Nova Vida # 769 – O Embrião, O Bebê E A Alma

Vida Nova # 769 – O Embrião, O Bebê E A Alma

Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

O processo de aprendizagem começa com a educação dos pais. O que uma mulher aprende durante a gravidez afeta seu embrião. O embrião está conectado ao banco de dados superior, mas a pressão do mundo exterior fecha-o. O bebê absorve muito mais do que nós entendemos por meio de seus sentidos internos. Nós todos vivemos a fim de desenvolver a nossa alma, e se uma criança tem uma alma especial, tem questões existenciais.

Um bebê nasce com sentidos internos não desenvolvidos, que devem ser amadurecidos. Os sentidos evocam questões e curiosidades, então deixe a criança desenvolver na direção para a qual ela é atraída e não a iniba.

O que quer que uma pessoa aprenda ao longo de sua vida, basicamente, aproxima-a a correção de sua alma de uma forma muito especial. O mundo serve como um enorme embrulho para a pergunta fundamental: “Para o quê estou vivendo”

Temos um cérebro e um coração, não a fim de servir o nosso corpo físico, mas para que eles nos ajudem a alcançar a interioridade da vida. Nós temos um desejo inato de saber de onde viemos, para onde vamos, o que aconteceu antes de nascermos, e que há depois da morte.

As respostas a todas essas perguntas estão na dimensão espiritual, que percebemos quando desenvolvemos o desejo para doar bondade. A força de doação é a força para sair do nosso desejo natural de receber tudo para o nosso próprio bem e trabalhar na direção oposta da vida espiritual, no sentido de dar em vez de receber, de amor ao invés do ódio. A gota de sêmen espiritual, o pequeno ponto que pode ser desenvolvido em um desejo de amar e de doar está dentro de nós.

[193.595]

icon for podpress Video: Reproduzir AGora | Download icon for podpress Audio: Reproduzir Agora | Download

De KabTV “Nova Vida # 769 – O Embrião, O Bebê E A Alma” 9/13 / 16

 

Comente