Nova Vida # 434 – O Significado Dos Feriados De Israel

Nova Vida # 434 – O Significado Dos Feriados De Israel
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

Quais são os significados espirituais dos feriados de Israel, como eles estão conectados à realização do objetivo de nossas vidas, e qual é a diferença entre eles e os feriados de outras nações?

Abraão estudou a tendência de desenvolvimento na antiga Babilônia. Ele entendeu que tudo avança para a conexão. Ele descobriu que a humanidade tem que alcançar a identidade com a natureza, se equilibrando e harmonizando com ela. Para estarmos equilibrados com a natureza, precisamos entender esse enorme sistema, que é profundo.

Abraão descobriu a lei pela qual toda a realidade evolui rumo à unidade geral, e a humanidade é parte disso. O processo de aproximação da união da humanidade tem etapas, como durante o curso da vida humana. A conexão é expressa em “O que é odioso para você, não faça ao seu amigo” (Shabbat 31a), e depois disso, “E amarás o teu amigo como a ti mesmo” (Levítico 19:18). Abraão disse isso aos babilônios. A maioria deles não quis ouvi-lo. Dezenas de milhares de pessoas o seguiram até o amor ao próximo. Os estágios de desenvolvimento no caminho para a conexão podem ser chamados de “Ciclo Anual”. Ele se repete em cada nível.

Segue-se que os feriados de Israel são espirituais e não uma comemoração de datas históricas como em outras nações. Os feriados de Israel são determinados pela natureza como estados de desenvolvimento no caminho para a conexão plena.

  • Desde o início, nós estamos dentro da conexão e harmonia da natureza em um estado oposto de divisão e destruição. É necessário fazer algum exame de consciência. Isso é chamado de mês de Elul.
  • Coroar o poder que conecta todas as partes da natureza para nos governar: Rosh HaShaná
  • Conectar toda a humanidade a isso, e não apenas nós, o povo de Israel: Yom Kippur, a leitura do livro de Jonas.
  • Em Sucot: conectamos as quatro espécies juntas, correspondendo aos quatro estágios de correção do egoísmo que nos separa.
  • Simchat Torah (Regozijo da Torá): nós estamos contentes que a força superior nos conecta.
  • Chanucá: um feriado espiritual acima do ego.
  • Purim: nós corrigimos todo o ego, todas as más tendências que estavam em nós, e podemos comemorar.
  • Pesach (Páscoa Judaica): simboliza como nós sempre nos afastamos da escravidão do egoísmo para a liberdade.
  • Contagem do Ômer: contamos quantos dos nossos desejos já corrigimos.
  • Shavuot: a entrega da Torá, o poder de correção. Através da Torá nós construímos a nós mesmos, mas não podemos manter isso e quebramos.
  • Tisha B’Av: disso aprendemos que profundidade devemos realmente nos corrigir através de uma conexão completa.

De KabTV “Nova Vida # 434 – O Significado Dos Feriados De Israel”, 16/03/14

Comente