Compensação Pelo Trabalho Chato

laitman_600_04Nas Notícias (The Telegraph): “Um francês afirma que seu empregador lhe dava tão pouca coisa para fazer que ele sofria de ‘bore out’ (desmotivação, insatisfação) e agora está exigindo € 360.000 (£ 283.000) em compensação.

“O termo ‘burn out’ (esgotamento), quando os funcionários entram em colapso devido ao estresse e excesso de trabalho, é bem conhecido, mas Frédéric Desnard, 44 anos, de Paris, acusou seu ex-empregador, uma empresa de perfumes de prestígio, de submetê-lo a algo muito pior: estar entediado. …

“‘Eu entrei em depressão, …’, disse ele à AFP. … Ele foi demitido em 2014 após a licença médica de sete meses”.

Meu Comentário: O mundo está entrando em um período de degeneração final. Acontece que o proprietário tem que cuidar do ânimo do empregado e sobrecarregá-lo com trabalho de tal forma que o tédio não causará sua depressão. Isso é simplesmente uma loucura. Que tipo de reivindicações pode ter o empregador? Que leis e acordos dizem que os funcionários devem estar 100% ocupados com o trabalho? Talvez, pelo contrário, o empregador deva pagar menos de acordo com a quantidade de trabalho.

O fato é que no mundo de hoje, especialmente na Europa, existem leis que podem ser manipuladas, como escreveu Lênin: “Os capitalistas nos venderão a corda com a qual os enforcaremos”.

Essa é a democracia moderna. O egoísmo cresce em um estado tão miasmático, que não é necessário falar sobre direitos e reivindicações sensatas.

Se uma pessoa se sente desconfortável e insatisfeita até certo ponto, tem o direito de ir contra o Estado, contra o empregador, contra qualquer um. A principal coisa é que ela tenha dinheiro suficiente para um advogado.

Comentário: O surpreendente é que o autor não tem queixas sobre si mesmo embora tenha recebido remuneração por ociosidade.

Meu Comentário: O egoísmo, nossa única característica principal, sempre nos capacita a nos defender. Nós vemos como a humanidade evita qualquer tentativa de fazer algo com seu egoísmo.

Comentário: Essa é a prova de que não é tão fácil difundir a sabedoria da Cabalá no mundo.

Meu Comentário: É claro. Pelo menos eu não vejo nenhuma conferência mundial dedicada ao desapego ou correção do egoísmo.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 04/05/16

Comente