A Quem Pedir Perdão E Para Quê? Parte 1

laitman_571_02Pergunta: Durante estes últimos dias do ano judaico é costume pedir perdão a entes queridos e ao Criador por tudo o que fizemos. De onde vem essa tradição?

Resposta: Em primeiro lugar, nós precisamos entender quem é o Criador: é a força superior da natureza. Não podemos alcançar essa força por si só.

Ela se manifesta no fato de ter criado a criação, que é o desejo de desfrutar, para receber preenchimento, e a preenche na medida em que esse desejo se torna semelhante à força superior.

Se a criação, o desejo de receber, torna-se semelhante ao Criador, doação, então o Criador a preenche, e, nessa medida, a criação começa a revelar seu criador.

Inicialmente, as pessoas são completamente opostas ao Criador; elas pensam no seu próprio prazer e não querem dar nada a ninguém.

No entanto, se soubermos como mudar nossa natureza com a ajuda da sabedoria da Cabalá, vamos começar a revelar o Criador, a força de amor e doação, que nos dá preenchimento, saúde, sentido de passado, presente e futuro e perfeição, e nos eleva acima do tempo, espaço e movimento par o mundo de bondade absoluta.

E tudo isso é apenas conforme a nossa equivalência com essa força de doação e amor que se chama Criador. Então, onde está esse Criador? Ele está na conexão entre as pessoas se nos unirmos uns com os outros. Todos os níveis da natureza: inanimado, vegetal, animal e humano estão conectados em um único sistema. O ser humano está acima de todos os outros nesta hierarquia, e a conexão entre todas as partes desse sistema depende somente dele.

Na medida em que uma pessoa for capaz de estabelecer boas conexões entre todos e transformar esse sistema em um único sistema integral, interconectado, equilibrado e amável, com base na ajuda mútua e amor, o Criador, a força superior, será revelado nesse sistema.

Toda essa rede na qual existe a criação é chamada de um “local” que é preenchido com a força superior. É impossível revelar essa força em qualquer lugar além deste, deste vaso, que é tecido a partir de nossas relações mútuas. Quanto mais forte a nossa conexão, mais forte é essa revelação. Essa é a única maneira de sentir o Criador; não há qualquer outra maneira.

A relação de uma pessoa para com outras pessoas define a relação dela com o Criador. Quanto mais amável tornamos nossas conexões mútuas, mais iremos revelar a força superior que se manifesta entre nós.

Não há razão para pedir perdão ao Criador até que a pessoa pague todas as suas dívidas às criaturas, às outras pessoas. Se estabelecermos boas relações entre nós e fornecer ao Criador o lugar para a revelação, esse será o nosso apelo a Ele e o nosso pedido de perdão.

Nós não somos obrigados a fazer qualquer outro arrependimento diante do Criador além daquilo que implementamos nas relações com os outros. Caso contrário, seria apenas hipocrisia.

Por que eu pediria perdão ao Criador se pudesse construir um lugar corrigido onde Ele poderia ser revelado e não o fiz? Afinal de contas, esse é todo o meu trabalho, e, em vez disso, eu choro e apelo a Ele em busca de ajuda. Por que Ele precisa me salvar se eu mesmo não fiz nada para isso?

De KabTV “Nova Vida” 27/09/16

Comente