Smartphones Em Vez De Amor

laitman_628_1Pergunta: Smartphones estão excluindo todo o resto da vida de uma pessoa no mundo moderno. A Universidade de Würzburg realizou uma pesquisa com 1.215 pessoas e obteve alguns dados muito interessantes.

37% dos entrevistados disseram que o smartphone significa tanto ou mais para elas que os amigos.  29% valorizam seus smartphones tanto quanto seus pais. 21% acreditam que um smartphone é tão importante quanto um cônjuge ou parceiro.17% dos participantes reconheceram que o smartphone está muito mais perto delas do que as pessoas.

Resposta: É óbvio que um aparelho é necessário na vida diária mais do que qualquer outro dispositivo. Ele nos protege de um contato muito perto com outras pessoas, e, por outro lado, torna o contato possível compensando a distância com a outra pessoa.

É muito difícil para as pessoas se comunicarem diretamente porque o ego as mantém afastadas umas das outras. Assim, com grande prazer, elas se comunicam através do smartphone que contém todas as conquistas da tecnologia do computador.

Ele vai melhorar no futuro e tornar-se tão amigável para uma pessoa que vai substituir cada dispositivo doméstico possível. Um smartphone é também uma televisão, rádio, e até mesmo um dispositivo para conversas telefônicas. Com sua ajuda, será possível operar remotamente uma máquina de lavar ou um micro-ondas, reservar almoço e jantar em um restaurante, comprar bilhetes para vários eventos e assim por diante.

Pergunta: Isso é compreensível, mas o questionário mencionou pais, amigos e cônjuges.

Resposta: Todos estes irão existir apenas dentro do smartphone.

Com ele, é possível falar com os pais, mostrar-lhes a si mesmo e seus netos; tudo é fácil e bom. Isso levará a uma comunicação mais ampla entre as pessoas e, depois disso, será possível preenchê-lo gradualmente com outro conteúdo, mais significativo.

Pergunta: Por que você enfatiza a importância de encontros físicos entre os estudantes de Cabalá? Por que não possibilitar círculos de smartphones?

Resposta: Em primeiro lugar, o smartphone possibilita entrar em contato uns com os outros de uma distância.

Isto é, primeiro há o distanciamento entre as pessoas, e depois disso, elas vão criar um contato remotamente. O ego torna-se relaxado porque a pessoa está distante dos outros.

Entre os alunos da sabedoria da Cabalá, não precisa ser assim. Pelo contrário, o estudante deve estar em estreito contato com os outros. Esse é o trabalho com o ego, de modo que os smartphones não vão ajudar com isso.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 13/06/16

Comente