A Destruição Do Templo: O 17 De Tamuz

Laitman_633_4Pergunta: É dito no dia 17 de Tammuz, que Antíoco Epifânio queimou a Torá e trouxe a estátua de um ídolo para o Templo. Se olharmos para isso de uma perspectiva espiritual, o que isso significa?

Resposta: A Torá não se refere simplesmente às tábuas ou um rolo de papel com algo escrito nele. A Torá é Luz, uma força espiritual que desce de um nível superior que está cheio de amor e doação até pessoas que aspiram por esse nível.

O Templo se refere ao coração de uma pessoa. O fato de que uma pessoa está acima do seu egoísmo é chamado de santidade. Assim, quando o estado de amor e doação desaparece, a Luz Superior, a Luz de Hassadim (Misericórdia) desaparece e a santidade também desaparece, e em vez disso, a estátua de um ídolo (de egoísmo e amor próprio) é colocada no templo, que significa em nossos corações.

Esta é a razão dos seres humanos se curvarem aos ídolos. É claro, nós devemos purificar profundamente nossos corações, nossos atributos, nossas intenções e nossos sentimentos de todos os ídolos egoístas até que sejamos capazes de apontar nossos desejos na conexão integral entre nós, de modo que cada um de nós vai pensar apenas no bem-estar dos outros.

Pergunta: A queda do nível sagrado de conexão também é um ato de destruição?

Resposta: Sim, mas ele é essencial, pois, caso contrário, o Criador não será capaz de inserir seus atributos na criatura. Os atributos devem ser opostos e, ao mesmo tempo, incluir um ao outro dentro deles: o Criador deve incluir os atributos da criatura, e a criatura deve incluir os atributos do Criador.

Assim, eles vão começar a criar atributos que entram em contato, que podem se assemelhar um ao outro, um oposto ao outro; o Criador desce até a criatura graças à incorporação dos atributos da criatura dentro Dele, e a criatura pode subir, pelo menos um pouco, acima da sua vida, o que significa acima de seus atributos e desejos, e chegar ao nível do Criador.

Assim, eles cooperam mutuamente. Isso resume todo o princípio da correção chamada Tzimtzum Bet (a segunda restrição).

É importante dizer que a penetração mútua dos atributos opostos não decorre do dia 17 Tammuz ou do dia 9 de Av, mas do pecado de Adão, porque é lá que existe o sistema de conexão mútua e equivalência de forma da criatura com o Criador graças ao pecado e o choque dos atributos polares.

Assim, a cadeia de subidas e descidas deve ocorrer regularmente em cada pessoa. Portanto, eu lhes desejo todas as descidas exitosas, que devem ser seguidas cada vez por uma subida!

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 11/07/16

Comente