Nova Vida # 560 – O Feriado Da Entrega Da Torá

Nova Vida # 560 – O Feriado Da Entrega Da Torá
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Qual é a diferença entre dar a Torá e receber a Torá, como a pessoa pode descobrir a força do bem inerente à Torá e por que a regra geral, “E amarás o teu amigo como a ti mesmo” (Levítico 19:18), é toda a Torá em uma perna?

Resumo

Dar a Torá e receber a Torá são duas coisas diferentes. A Torá não é um livro, mas uma força de correção.

A Torá é a Luz Superior, a Luz que Reforma, a força que corrige nossa natureza egoísta em amor. No passado, nós usávamos a força da Torá e havia amor entre nós, mas, depois, fomos destruídos pelo ódio infundado. Hoje não estamos nos aproximando da grande regra geral na Torá: “E amarás o teu amigo como a ti mesmo” (Levítico 19:18), de forma alguma.

A “Torá da Luz” é a força superior que nos influencia sob condições especiais e pode mudar a nossa natureza. A inclinação ao mal em nós é composta de 613 partes; cabe a nós corrigi-las em amor. Isso é o que se chama Mitzvot (mandamentos). Quanto mais nos desenvolvemos, mais a inclinação ao mal, o nosso egoísmo, cresce. E de acordo com a sabedoria da Cabalá, agora é a hora para a correção.

A inclinação ao  mal significa que eu quero prejudicar os outros para o meu próprio benefício. Está escrito: “Não furtarás” (Êxodo 20:13) e há um meio fornecido para a correção do ego humano, a Torá, que é conexão com a força oculta. A Torá é eterna; a cada momento é possível conectar-se à força do bem que está oculta. Nós só precisamos aprender como fazer isso.

O “círculo de conexão” é uma ferramenta prática para a atração da força do bem em nossas vidas. A sabedoria da Cabalá é o método que ensina como usar a Torá, a força da Luz, o poder que está escondido na natureza. O esforço para manter a regra geral, “E amarás o teu amigo como a ti mesmo”, traz essa força para habitar entre nós.

Quando estávamos no Monte Sinai, havia ódio mútuo entre nós. Queríamos subir ao amor, e recebemos a Torá. Na situação dividida em Israel hoje, a sabedoria da Cabalá é revelada como a “Torá da Luz”, como um meio para a correção. Especificamente no Egito, depois que descobrimos as 49 portas de Tuma’a (impureza), que é o ápice da separação, a necessidade da Torá foi criada. A Torá é dada todos os dias; é possível conectar-se à força positiva que vai construir o amor ao próximo em nós.

De KabTV “Nova Vida # 560 – Feriados e Festivais: O Feriado da Entrega da Torá”, 03/05/15

Comente