Vida Nova # 720 – A Abertura Do Mar Vermelho

Vida Nova # 720 – A Abertura Do Mar Vermelho


Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

O desenvolvimento da humanidade não pode ser descrito sem a Torá que o influencia dramaticamente. Cabalistas não se relacionam com a Torá como uma descrição dos fenômenos da natureza, mas como uma descrição interna de uma pessoa, de acordo com “uma pessoa é um mundo pequeno” (MidrashTanhuma, Parshat Pekudei, Siman 3).

A verdade é que não existe um mundo fora de uma pessoa, tudo o que vemos ao nosso redor é uma projeção de nosso interior. Há 100 anos atrás, não imaginava que haveria televisão, e no futuro, a tecnologia irá inserir o espectador no filme, de forma realista. Quando nos aproximamos de uma percepção espiritual entendemos que a realidade é retratada dentro de nós. A sabedoria da Cabalá é a sabedoria da percepção.

A Torá descreve como o pensamento superior, o programa superior, dirige todo o teatro em torno de nós. Uma pessoa vive dentro de si mesma, mas ela tem a possibilidade de se conectar a esse pensamento mais elevado, a força superior. Alguns de nós acreditamos que há um poder superior, que exige que uma pessoa cumpra Mitzvot (mandamentos) e, conseqüentemente, nos dá uma recompensa neste mundo e no outro mundo. Outros dizem que o poder superior espera que queiramos tornar-nos cientes disto, que nos assemelhemos a isso, que amemos como ele faz.

Aqueles que estão preocupados com a sua privacidade neste mundo e no outro mundo, permanecem no ego, com o Faraó, o rei do Egito. E aqueles que estão preocupados com o amor aos outros, para ser como a força superior, o que é bom e faz o bem, deixam o Egito. Quando eles querem romper com o controle do ego, pensamentos egoístas novamente “perseguem-nos”, que são chamados, “Ele que temia a palavra do Senhor entre os servos do Faraó” (Êxodo 9:20), e eles parecem dizer a pessoa para realizar Mitzvot, para receber uma recompensa e ficar satisfeita com isso.

O Êxodo do Egito chega a sua conclusão com a abertura do Mar Vermelho (Yam Suf), descolamento da intenção egoísta. É chamado assim porque isso indica o fim (SOF) do controle do Faraó no Egito. As intenções egoístas em uma pessoa não são capazes de concordar com desconexão. Por isso, eles mergulham no mar, e esta é a sua correção. O mar simboliza as águas de Gevura, e elas estão abertas apenas para aqueles que estão verdadeiramente prontos para romper com o auto-interesse e pensar em si mesmo como uma lei da natureza.

A abertura do Mar Vermelho descreve o que se passa em uma pessoa internamente. O milagre acontece através do poder da fé, quando estamos prontos para ir acima de nossa razão, e de acordo com a força do amor. A abertura do Mar Vermelho é o desapego do ego e de associação com o sistema total e esta é a resposta a todas as questões da existência.

[182235]

De KabTV “Nova Vida # 720 – A Abertura Do Mar Vermelho”, 21/4/16

icon for podpress Video: Reproduzir Agora | Download icon for podpress Audio: Reproduzir Agora | Download

Comente