Vida Nova # 544 – Cultura Judaica: A Páscoa de Hagadá

 

Vida Nova # 544 – Cultura Judaica: A Páscoa de Hagadá

Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

“O que torna esta noite diferente?” Esta noite nos sentimos livres. Éramos escravos e agora estamos livres ...

Nós éramos escravos: fomos escravos do Faraó e não poderíamos escapar por nós mesmos. Hoje também estamos escravizados ao nosso ego, a inclinação ao mal que nos divide e emite centelhas de disputas entre nós e não nos deixa ser. Como podemos ser liberados? Temos de decidir na mesa do Seder que não mais nos relacionaremos nesta forma egoísta.

A Torá falou acerca de quatro filhos: O sábio que é inteligente, o maligno, que não quer envolver-se em conexão, o simples que não entende nada, e aquele que não sabe como pedir e percebe que há algo sublime sobre a conexão, mas por enquanto não podemos assimilá-lo.

Isto é o que restou a nossos pais e a nós: se quisermos subir acima do nosso ego, seremos recompensados com uma força que nos ajudará, a força de conexão.

E o Senhor salvou-nos: O Criador colocou o Irã e todos contra nós para que possamos subir acima do nosso ego. Se construirmos relações corrigidas entre nós, a atitude do Iran e do resto do mundo logo mudará para melhor.

Os egípcios nos trataram mal; após a abundância material vem um sentimento de vazio e dor de modo que ascenderemos.

O Senhor nos tirou do Egito: há uma força superior que pode trazer o amor entre nós agora, só se quisermos isso. Queremos mirar no lugar certo, não em boa comida, mas para amor que irá residir entre nós.

Com uma mão forte: você livra-se da sua má atitude para com os outros e muda para uma boa atitude para os com os eles.

O Senhor mesmo: assim como Ele nos criou com uma inclinação para o mal, Ele também construirá a boa inclinação em nós. Quem é o Senhor? A força do amor e da doação, a força de união, conexão, garantia mútua e da cooperação.

As dez pragas são dez desconexões da atitude negativa para com os outros e a mudança para uma atitude positiva.

A morte do primeiro filho: Por que Deus matou os bebês no Egito? Refere-se ao nosso ego, que não deve crescer mais. Não podemos permitir que qualquer atitude negativa para com os outros cresça em nós; devemos matá-la imediatamente.

Ele teria satisfeito-nos. Podemos alcançar tudo, se só temos boas relações entre nós, não precisamos de mais nada. Ele teria satisfeito-nos, o calor entre nós na mesa do Seder, a força da conexão e amor, nós queremos que seja entre toda a nação de Israel. É com a ajuda desta força que podemos resolver todos os nossos problemas, livrar-nos de todos os problemas e realmente florescer.

No próximo ano em Jerusalém: Um novo mundo será construído da força do amor que criamos entre nós.

Um, quem sabe (o que significa): começamos a conhecer a força superior das conexões do amor, a única força.

[156.825]

De KabTV “Nova Vida # 544 – Cultura Judaica: a Páscoa de Hagadá,.”31/3 /15

OBS: Áudio/Vídeo em idioma inglês

icon for podpress Video: Reproduzir agora | Download icon for podpress Audio: Reproduzir agora | Download

Comente