Um Estudo Sobre Ateus E Crentes

Laitman_511_01Comentário: A Ohio State University realizou uma pesquisa sobre ateus e crentes. De acordo com os resultados do estudo, uma pessoa que não acredita em Deus provavelmente é insensível e manipuladora. E uma pessoa que é crente tem mais características associadas com compaixão, compreensão e simpatia para com os outros.

Os ateus também são dominados por traços psicopáticos associados à falta de resposta emocional à dor do sofrimento de outras pessoas, etc.

Resposta: Há muitas nuances que expressam as diferenças entre crentes e não-crentes em nosso mundo. Mas todos operam egoisticamente.

Eles simplesmente têm diferentes modelos de comportamento. Estes percebem o mundo de acordo com seu sistema de valores e aqueles de acordo com seu sistema de valores. Em ambos os casos, esse sistema é egoísta. Portanto, em relação à sabedoria da Cabalá, eles são, na verdade, equivalentes. A única coisa é que o crente é mais difícil de convencer de que ele que está vivendo de acordo com as leis egoístas porque ele acredita que está vivendo corretamente.

Na sabedoria da Cabalá, a fé é uma propriedade completamente diferente da “fé” das pessoas religiosas. Com elas, a fé é a aceitação da existência de um poder superior, e se eu seguir as regras que parecem ser detalhadas na Torá, eu vou ganhar o mundo vindouro. Em contraste, uma pessoa que é um não-crente (secular) acredita apenas no retorno que vai obter diretamente neste mundo. Essa é toda a diferença.

No Livro do Zohar há uma descrição dos três tipos de temor (medo). O primeiro tipo de temor é típico de uma pessoa secular comum (não-crente) que está preocupada que tudo esteja bem para ela nesse mundo. O segundo tipo de temor é o de uma pessoa religiosa (crente), que está preocupada com a sua vida neste mundo e no outro mundo após a morte.

O terceiro tipo de temor é típico do Cabalista que só anseia em ser como o Criador, o que significa que terá a característica de doação e amor ao próximo sem receber nada em troca, visto que ser como o Criador é a sua recompensa.

Todo mundo pensa que a sabedoria da Cabalá é uma parte da religião, mas ela não tem nada a ver com religião. A sabedoria da Cabalá leva a pessoa a cumprir a lei da Torá: “E amarás o teu amigo como a ti mesmo” (Levítico 19:18), na todas as outras não só não tocam, mas sequer falam sobre ela.

Embora elas falem da boca para fora sobre o “Ama o teu próximo”, ninguém pensa que essa é a principal regra para a qual é dirigida toda a implementação, resolução e realização da Torá.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 04/04/16

Um Comentário

  1. Alguém tem o link dessa pesquisa?

Comente