O Papa: Abram Seus Corações Aos Refugiados

laitman_600_02Comentário: O Papa fez um discurso sobre os refugiados onde enfatizou: “Não pode ser que tanto sofrimento deva cair sobre homens, mulheres e crianças inocentes”. Ele pediu que todos abrissem suas portas e corações para eles.

Resposta: Tudo o que ele falou está correto, mas somente se não houver violência. Há uma total falta de educação, informação e unidade prévia entre a população da Europa e os refugiados.

Os refugiados querem dominar a Europa. Eles realmente não fugiram de sua terra natal por causa de uma guerra terrível; ao contrário, é mais por causa do fato de que receberam um monte de dinheiro para vir à Europa como conquistadores, não como aqueles que procuram um lugar temporário quente e seguro. Por isso, é impossível falar deles como refugiados, mas apenas como um exército conquistador.

Pergunta: Existe uma maneira de sair da situação em que a Europa foi jogada?

Resposta: Não, este tipo de situação vai continuar; a situação vai ficar fora de controle. A Europa não pode se opor. Não pode fechar suas fronteiras para eles, porque está completamente dividida em facções. Ela está quebrada, e as nações da União Europeia não podem chegar a qualquer acordo entre si. Por isso, é natural que esse problema não seja resolvido.

Pergunta: Será que países como a Hungria, Macedónia e outros serão capazes de se fechar aos refugiados?

Resposta: A Europa Oriental pode ser fechada. Em primeiro lugar, os refugiados não estão realmente tentando chegar lá. Em segundo lugar, as pessoas estão vivendo lá o que aprenderam nas escolas soviéticas e não têm nenhuma fraqueza emocional particular e assim por diante. Elas recentemente tiveram uma experiência semelhante.

Pergunta: Basicamente, a profecia sobre a subjugação da Europa pelos muçulmanos está se materializando?

Resposta: Sim, a Europa será conquistada pelos muçulmanos, e em toda parte, em vez de igrejas e catedrais Europeias, haverá mesquitas e madrassas (escolas religiosas islâmicas) muçulmanas.

Pergunta: Será que vai haver uma guerra entre o Cristianismo e o Islamismo?

Resposta: Não, o Cristianismo vai se render pacificamente.

Pergunta: O que vai acontecer com o Judaísmo?

Resposta: Nada. Aqueles que puderem deixarão a Europa; aqueles que não puderem se dissiparão gradualmente.

Pergunta: Qual deverá ser a perspectiva de Israel em relação a este processo?

Resposta: Nós simplesmente não precisamos estar interessados no que está acontecendo na Europa de forma alguma ou em sua conquista por hordas islâmicas. Nós não precisamos nos envolver com quaisquer assuntos mundanos; em vez disso, devemos nos reeducar para a unificação completa. Essa é a nossa única preocupação.

Nossa unidade irá então influenciar o mundo inteiro e as nações do mundo, em primeiro lugar, os Cristãos e os Muçulmanos; de repente eles vão sentir uma atração pelo outro e a possibilidade de sua aceitação mútua. Eles vão entender que isso vem dos Judeus, e vão gradualmente formar relações mútuas entre si, e depois, isso vai se espalhar por todo o mundo.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 17/03/16

Comente