Escândalo Sobre Os “Documentos Do Panamá”

laitman_263Pergunta: Mais de onze milhões de documentos financeiros confidenciais vazaram de uma empresa legal do Panamá. Acontece que, através dessa firma, empresários, políticos e bilionários evadiram impostos. Entre eles estavam 72 ex-chefes e atuais chefes de governo. Aparentemente, seiscentas empresas israelenses e 850 israelenses estavam envolvidos nessas maquinações. Você acha que eles serão processados?

Resposta: Eu não posso imaginar quem iria processá-los! Não importa o que aconteça, as pessoas poderosas desse mundo, os banqueiros e os chefes de estado, têm fechado grandes contas que estão oficialmente registradas nos nomes de seus filhos e netos, e nada pode ser feito sobre isso. É impossível enfraquecê-los. Eles vão colocar alguns funcionários menores em seu lugar, que serão de repente afastados de seus cargos e eles vão pegar o dinheiro.

Comentário: Ainda temos um presidente e um ex-ministro em Israel que são acusados.

Resposta: Por enquanto, a fusão completa de uma oligarquia com o governo de Israel não tem ocorrido, onde um cobre o outro. E mesmo que você seja meu adversário político ou econômico, ainda temos um acordo privado que nessas áreas, eu não vou interferir, nem você. Isso ainda não se estabeleceu em Israel, de modo que dentro desse país com muitos escândalos isso vai gradualmente passar.

Quando eu cheguei a Israel há 40 anos, era impossível considerar subornar alguém. Porém, nos últimos 40 anos, nos tornamos como todo o resto do mundo. Como resultado, em parte, isso fará com que o mundo perceba que temos que nos livrar de nosso egoísmo, subir acima dele.  Sessenta ou 70% do que ganhamos vai para uma caixa preta e desaparece em algum buraco, que não fornece nenhum benefício!

Se fosse revelado quanto a humanidade ganha, quanto se gasta em seu benefício, e quanto isso causa dano, descobríamos que 90% são prejudiciais!

Pergunta: Será que o dinheiro tem uma raiz espiritual?

Resposta: O dinheiro é uma cobertura sobre os desejos. Se eu puder trabalhar corretamente com o meu desejo, o que significa que eu o utilizo para boas ações, esse desejo é coberto por uma tela chamada “dinheiro” (Kesef, em hebraico), “anseio” (Kisuf, em hebraico). O “ramo” dessa característica em nosso mundo é o dinheiro. O ouro é um metal prejudicial, que simboliza a cobiça, o desejo de lucro, o egoísmo puro. O ouro é Malchut, o dinheiro (prata) é Bina.

Pergunta: Será que essa cobiça destruirá a humanidade?

Resposta: No final, ela levará ao reconhecimento do mal e a humanidade terá que se livrar dela.

Pergunta: Será que isso significa que os governantes do mundo não podem ser punidos? Existe algum tipo de punição para eles?

Resposta: Não pode haver qualquer punição. Nós estamos trabalhando em um único sistema egoísta, e aquele que está numa posição elevada pode fazer o que quiser. Mesmo se alguém ficasse em seu lugar, seria o mesmo.

Pergunta: Será que isso significa que não há nenhuma maneira de sair dessa situação?

Resposta: A única saída é através da educação obrigatória para todos os executivos.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 04/04/16

Comente