Criando A Terceira Civilização

Dr. Michael LaitmanPergunta: A rebelião dos Macabeus foi a última faísca antes do declínio da primeira civilização judaica?

Resposta: A rebelião dos Macabeus foi realmente uma explosão antes do declínio da civilização judaica, não dos dias do Primeiro Templo, mas da segunda, durante os dias do Segundo Templo. Agora nós estamos nos aproximando da terceira civilização,

Hoje não há nenhuma civilização judaica e nós precisamos restaurar e reconstruí-la, porque isso é o que o mundo exige bastante. As duas primeiras civilizações foram os alicerces da terceira civilização, que deve incluir o mundo inteiro.

Isto pode soar como os slogans dos movimentos islâmicos que querem engolir o mundo inteiro, mas no judaísmo trata-se da unidade ideológica. Há uma civilização judaica que passa por três fases, e nós podemos entender isso ao estudar a sabedoria da Cabalá. Todas as três fases revelam a construção de Templos, incluindo o futuro Terceiro Templo que nós temos que construir, e não sob a forma de uma estrutura grandiosa em Jerusalém, mas unindo os corações de toda a humanidade. Não se trata de uma conquista ideológica e escravidão, mas de liberdade e superação da escravidão do nosso ego.

Isso levará toda a humanidade à correta comunicação integral mútua, e a vida vai ser sentida como um corpo no qual todos os órgãos e células estão conectados e funcionam da melhor maneira possível. Essa vida é chamada de vida eterna e toda a humanidade deve chegar a isso porque isso realmente forma todas as partes deste corpo.

A sabedoria da Cabalá enfatiza que nós podemos alcançar isso por meio de crises que vão nos forçar a mudar, como a civilização islâmica que está acordando agora que vai exigir a submissão do mundo pela espada em nome de Alá, ou podemos implementar a boa conexão mútua entre nós em vez de usar armas e coerção. Adorar a uma entidade superior, a ideia de uma força superior, é crucial para essa causa, mas não da forma como a conhecemos. Curvar-se para o leste, na direção de Meca, não vai mudar nada. Nós devemos é nos curvar à unidade de nossos corações.

O Alá muçulmano simboliza a força da unidade, a única força que opera no mundo, e essa é também a forma como toda a humanidade deve operar. Essa é a razão do Islã estar despertando agora, e ele vai provocar e enfurecer o mundo inteiro. O mundo não vai descobrir o judaísmo atual resistindo ao Islã, mas a sabedoria da Cabalá, que vai explicar ao mundo a regra de “ama teu amigo como a ti mesmo”, que é a correta lei de comunicação global para toda a humanidade. A vida, por esta regra, terá que conquistar o mundo inteiro.

Nem a espada ou a bandeira verde e preta, os belos símbolos da bandeira islâmica, nem a estrela de David são a resposta, mas apenas as relações corretas e boas entre os povos. Se a conexão integral na humanidade for restaurada e tornar-se a força coletiva geral, os povos vão se unir e alcançar o Criador entre eles.

Não só a sabedoria da Cabalá visa a unidade da humanidade, mas também o sufismo, a sabedoria interna do Islã. Quando a humanidade agir de uma maneira que corresponda à força superior, ela vai começar a sentir que funde com essa força; e o mundo corpóreo, que a sabedoria da Cabalá chama de mundo virtual, irá gradualmente desaparecer dos nossos sentidos e nós vamos chegar à terceira civilização.

A nossa verdadeira existência é apenas no mundo das forças superiores. Se você quer alcançar, sentir e encontrá-lo, eu convido você a se familiarizar com a sabedoria da Cabalá.

Um Comentário

  1. Como seria essa passagem para a terceira civilização? Em segundos? Ou aos poucos? Obrigada!

Comente