O Atributo De Doação: A Força Que Revive Tudo

laitman_747_01Torá, “Números”, 20:2-20:6: Não havia água para a congregação, e o povo se juntou contra Moisés e contra Aarão. Discutiram com Moisés e disseram: “Quem dera tivéssemos morrido quando os nossos irmãos caíram mortos perante o Senhor!

Por que vocês trouxeram a assembleia do Senhor a este deserto, para que nós e os nossos rebanhos morrêssemos aqui? Por que vocês nos tiraram do Egito e nos trouxeram para este lugar terrível? Aqui não há cereal, nem figos, nem uvas, nem romãs, nem água para beber!” Moisés e Aarão saíram de diante da assembleia para a entrada da Tenda do Encontro e se prostraram, rosto na terra, e a glória do Senhor lhes apareceu.

A terra simboliza a nação e a água; é o atributo de Bina, a força que revive, sem a qual a terra é poeira e cinzas.

Mais uma vez o povo começou a reclamar e resmungar porque não tinha o atributo de doação e a fonte de onde poderiam receber a força que os reviveria.

As pessoas exigem água (doação). Porém, de onde virá a água, se elas não a alcançarem por si mesmos. O despertar espiritual ocorre somente sob a influência do atributo de Bina.

Essa é a razão dos filhos de Israel se lembrarem do Egito, porque lá poderiam, pelo menos, trabalhar, a fim de receber para si mesmos. Aqui, por outro lado, eles precisam receber na intenção a fim de doar, ou seja, que nada lhes resta. E é uma morte árida.

Comente