Meu Trabalho Favorito: Vocação Ou Missão?

laitman_228Pergunta: Eu encontrei meu destino exclusivamente no meu trabalho, que realmente amo. Diga-me, eu estou indo na direção certa? Poderia ser que eu encontrei minha vocação, mas perdi o meu propósito?

Resposta: Na verdade, encontrar um trabalho interessante, realmente envolver-se e dissolver-se nele, é uma grande alegria. Você encontrou sua vocação. No passado, eu também tentei encontrar um trabalho que eu amava, que era atraente e gratificante, mas percebi que não tinha sentido. Lembro-me como um estudioso me aconselhou a tomar certo período na história como a Guerra dos Trinta Anos, por exemplo, mergulhar nele e estudá-lo em profundidade.

– E depois?

– Depois você vai ser um especialista na Guerra dos Trinta Anos se você dedicar toda a sua vida nisso.

Como um grande egoísta, eu pensava que não valia a pena gastar a minha vida na Guerra dos Trinta Anos, que ocorreu há 400 anos. O preço parecia muito alto. A vida passa, a pessoa se desenvolve e, de repente, começa a perceber que se envolveu em algo que não tem sentido. Em vez de satisfação e entusiasmo que sentia antes: “Que interessante e que sucesso!”, ela de repente sente vazio, decepção e falta de energia, e isso é terrível. Para onde foram todos esses anos? Para quê? O que devo procurar agora? Ela não tem a mesma força, desejos ou possibilidades de antes. Acontece que a pessoa não deve se envolver demais em prazeres corporais nesta vida, mas sim escolher o que parece ser o maior e mais importante valor que é imutável e está acima de nossas vidas.

Acima de nossas vidas só pode estar a eternidade. Essa eternidade é o que nós precisamos encontrar e não perder tempo com ninharias.

Surge a pergunta: Será que eu escolho isso ou não? Se eu concordo, não pode haver obstáculos, somente a realização da eternidade! Isso tem que ser o padrão de uma pessoa pois, caso contrário, ela se rebaixa ao nível animal.

Portanto, nós precisamos nos envolver em esclarecer o nível em que alcançamos a eternidade. Não é apenas a eternidade, pois não há razão para existir eternamente a nível corpóreo. Nós não precisamos de tal eternidade. Você pode se aproximar de qualquer um na rua e perguntar se ele gostaria de viver neste mundo para sempre. Duvido que qualquer um concordaria. É apenas o medo da morte brutal que nos obriga a viver, mas, basicamente, isso é totalmente sem sentido. Essa é a razão de todo mundo ter que descobrir o seu propósito final.

Pergunta: Mas, ao mesmo tempo, uma pessoa deve ter uma profissão?

Resposta: Todo mundo deve ter um trabalho, de modo que seja capaz de prover a si normalmente e ser útil, se envolver num trabalho que gosta e não sentir que está desperdiçando seu tempo em vão. Mas, ao mesmo tempo, tem que se certificar de que cada minuto de sua vida seja um pequeno passo para a grande meta, para a realização da eternidade e perfeição.

Da Lição de Cabalá em Russo 25/10/15

Comente