Conquista No Nível Espiritual

laitman_933A Torá, “Números”, 22:2 – 22:3: Balaque, filho de Zipor, viu tudo o que Israel tinha feito aos amorreus. Moabe teve muito medo do povo, porque era muita gente. Moabe teve pavor dos filhos de Israel.

A Torá não nos fala sobre eventos históricos, embora nós também possamos compreender o conteúdo do livro a partir do nível histórico deste mundo. Na verdade, trata-se de estados em que o povo que anseia pelo Criador pode se unir e se tornar uma nação e, portanto, ser muito forte.

O conceito de “muita gente” refere-se à intensidade da conexão entre eles, como um só homem em um coração, e não ao número de pessoas. Eles são divididos internamente, mas quando fazem um esforço e se desenvolvem internamente, podem atingir a força de unidade que os conecta, a qual é chamada de “muita gente” e da qual Moabe está com medo.

“…Moabe teve pavor dos filhos de Israel” significa que Moabe vê a conexão e unidade entre os filhos de Israel que está se aproximando e ameaçando-o, e não pode fazer nada sobre isso, que, por sua vez, é insuportável.

O ódio que é mencionado aqui não é o ódio que vemos em nosso mundo. Ele se manifesta como o contraste entre as forças espirituais da natureza, enquanto que a rejeição e hostilidade que vemos entre as pessoas em nosso mundo é inconsciente. Os judeus não entendem por que são oprimidos, e as nações do mundo não entendem por que odeiam os judeus.

Pergunta: Qual é a força da natureza chamada Moabe?

Resposta: A força egoísta é dividida em sete grandes forças opostas que são incorporadas pelas sete nações que vivem na terra de Israel até a conquista da terra pelos judeus que vieram do deserto. Estas são sete Klipot (cascas), as forças de impureza, que só podem existir nesta terra, ou seja, nesse nível espiritual.

A pessoa que quer descobrir o Criador deve estar no nível espiritual e, consequentemente, no nível deste mundo, porque os dois mundos são paralelos.

Todos os objetos e fenômenos deste mundo são resultado do que acontece no mundo superior, como raiz e ramo. Portanto, se você deseja conquistar a terra, por exemplo, você pode conquistá-la. No entanto, para fazer isso, primeiro você deve conquistar a raiz espiritual, ou seja, estar no nível espiritual. É assim como a Torá nos fala sobre a conquista no nível espiritual, e o resultado já é cumprido em nosso mundo.

Quando o povo de Israel começou a tomar brevemente a ideia do amor ao próximo, por exemplo, e caiu no ódio mútuo, no ego, eles perderam tudo isso no mundo corporal e também foram expulsos dessa terra. Em outras palavras, tudo o que acontece no nosso mundo é uma marca do que evocamos no nível superior.

A força egoísta, Moabe – sobre a qual está escrito: “…Moabe teve pavor dos filhos de Israel” – quis corromper os filhos de Israel, enviando-lhes as mulheres que simbolizam o ego de modo que seu ego crescesse. Moabe pode mudar a intenção de Israel de modo que quando eles servirem ao altruísmo e amor, vão receber um pouco para si, o que é suficiente para corromper o nível espiritual. Consequentemente, todas as mudanças que ocorrem são cumpridas neste mundo de uma forma negativa.

É exatamente isso que vemos hoje em Israel, mas pode haver um estado diferente, e nós temos que começar desde cima, a fim de mudá-lo.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 08/07/15

Comente