Quando O Sepúlcro Se Torna O Paraíso

laitman_207Torá, Números 16:31 – 16:35: Assim que ele terminou de falar todas estas palavras, a terra debaixo deles se abriu. A terra abaixo deles abriu a boca e os engoliu e às suas casas, e todos os homens que estavam com Corá e toda a propriedade. Eles, e todas suas posses, desceram vivos ao sepulcro; a terra os cobriu, e eles foram perdidos para a assembleia.

Todo Israel que estavam ao redor deles, fugiram de seus gritos, pois diziam: “Deixe que a terra nos engula [também]!” Um fogo saiu do Senhor, e consumiu os duzentos e cinquenta homens que tinham oferecido o incenso.

Pergunta: O que significa “descenderam vivos ao sepulcro”?

Resposta: Se você está completamente dentro de seus desejos egoístas, você sente claramente a contradição entre estes desejos e o Criador, e isso o queima como fogo. Você sente vergonha, o nada, a oposição absoluta, e não sabe o que fazer com esses desejos, pois eles o queimam. Isso é chamado de inferno. Afinal de contas, ao sepulcro, o inferno, é a vergonha.

Portanto, “descenderam vivos ao sepulcro” significa sentir vergonha intensa, mas esta é uma correção gradual.

Desejos e características constantemente mostram que estamos envergonhados. No entanto, o que acontece no nível físico não está conectado ao que a Torá está falando. A vergonha espiritual é a pior coisa. É verdadeiramente o inferno.

Pergunta: É dito, “Todo o Israel que estavam ao redor deles fugiram de seus gritos, pois diziam: ‘Deixe que a terra nos engula [também]!'” O que são esses desejos?

Resposta: Todo o resto das características da pessoa dá a sensação de que ela agora está passando por um estado de purificação e se beneficia desse fortalecimento único e elevação.

O fogo da vergonha afeta e influencia tudo por todos os lados, porque esse é um sistema integral único dentro de nós. Segue-se que a vergonha é a essência espiritual. Elw criou Malchut, Tzimtzum Aleph (a primeira restrição), e todo o sistema, que se baseia apenas na sensação de vergonha.

O submundo tem sete compartimentos, e o mais profundo deles é chamado de Sheol. Essas pessoas más caíram especificamente no Sheol.

De acordo com o desejo do Criador, o chão abriu caminho para o subterrâneo profundo de modo que a influência destrutiva do Sheol não destruisse o mundo.

Isto fala sobre a distância máxima entre Moisés e Corá (Korach). Mas, depois, há uma correção e nada permanece no interior. O Sheol mesmo se torna Gan Eden (Jardim do Éden – paraíso)! Afinal, o mal não existe de fato.

Todos os inimigos são aqueles que anseiam pelo Criador. Portanto, Sheol torna-se Gan Eden, assim como o Monte Sinai torna-se uma montanha sagrada, e todo o seu ódio, ampliado 625 vezes, torna-se uma montanha sagrada em cujo cume – onde previamente havia a mais negativa e egoísta acumulação que possa existir na natureza – a pessoa encontra o Criador.

De Kab TV “Segredos do Livro Eterno” 20/05/15


Comente