O Inimigo Está Entre Nós!

laitman_278_01Pergunta: O atual conflito entre árabes e israelenses afeta a todos. Hoje, vinte por cento da população em Israel são, na verdade, inimigos que vivem no país.

Se eles realmente se revoltarem, isso vai levar a um derramamento de sangue que não pode ser interrompido. Portanto, há duas opções: integração ou expulsão?

Resposta: Eu acredito que não seja nem uma opção. Eu concordo totalmente com você: o inimigo está dentro de nós.

Dentro de cada um de nós existe um inimigo que não nos permite conectar e unir, e por isso estamos numa guerra contínua, não só com os árabes, mas com o mundo inteiro. Agora a Europa e os EUA estão começando a se levantar contra nós, e o resto do mundo logo os seguirá.

Nós temos que olhar para tudo de uma perspectiva muito mais ampla. A questão não é que os israelenses devem chegar ao supermercado com segurança e voltar ilesos para suas casas, mas que o mundo está avançando em direção a um fim especial e nós somos parte ativa neste processo. Todo mundo está olhando para nós, quer gostemos ou não, apontando para nós e acusando-nos.

Nós temos que entender o que realmente é isso, e não continuar negando, pedindo que o mundo nos considere como todas as outras nações. Isso não vai acontecer! Nós somos únicos;  somos responsáveis ​​por alguma coisa. O que exatamente? Nós precisamos entender o quê.

Essa é a razão que nenhuma expulsão ou integração dos árabes que vivem em Israel ajudará. Só uma coisa pode nos ajudar: as boas relações mútuas entre nós, a correta rede de conexão entre os judeus.

Só então arrancaremos a inclinação alarmante de uma guerra interna e externa no nosso país e no mundo. Nenhuma ideologia ou política, nenhuma outra solução, pode ajudar aqui.

O mundo inteiro está em guerra porque os judeus estão lutando entre si. Nós estamos num estado de ódio infundado. Olhe o que está acontecendo em todos os lugares! Nós não estamos no estado que devemos estar!

Nesse meio tempo, temos que mostrar ao mundo inteiro que há uma opção de cooperação mútua integral uns com os outros, a incorporação mental e espiritual no outro. Nós não sabemos isso ainda, mas a natureza ainda exige isso de nós.

De KabTV “Confronto. Como funciona na realidade” 28/10/15

Comente