A Quem Pertence A Terra De Israel?

laitman_933Pergunta: A quem você acha que a terra de Israel pertence?

Resposta: A ninguém! Ninguém pode viver nela além do povo judeu, mas com a condição de que eles estejam unidos.

Está escrito nos livros de Cabalá que nós recebemos a oportunidade de estar aqui, para nos reunir e se tornar um só povo. Se estivemos divididos e não estivermos internamente conectados uns aos outros, não somos um povo.

Pergunta: Israel é o lar de um grande número de indivíduos que não são judeus de acordo com a Halachá. Eles são meus irmãos, ou não?

Resposta: Eu vou lhe dar uma definição muito simples de quem podemos para chamar de judeu.

“Judeu” vem da palavra hebraica “Ever“,  que significa “atravessar”. Qualquer pessoa que se move do ódio ao amor, de um sentimento de nosso mundo para o sentimento do mundo superior, é chamada de judeu.

“Israel” (Isra-el) significa direto ao Criador, o sistema de gestão superior. Aqueles que se dirigem em direção a ele são chamados de israelenses.

“Judeu” vem da palavra “Ichud”, conexão, unidade.

Portanto, se todas as pessoas que estudam em nosso grupo – mexicanos, chilenos, americanos, turcos, árabes, russos, franceses, alemães – estão dirigidas ao Criador, elas estão sob a bandeira de Abraão como na antiga Babilônia, conectando-se entre si para além de todas as diferenças; elas são chamadas de Israel.

Pergunta: Então, todos os seus alunos são, a priori, judeus?

Resposta: Eles são os judeus mais judeus do mundo! E aqueles que não são dirigidos ao Criador, de acordo com a definição espiritual, não são judeus e nem israelitas.

Em todos os momentos, muitos não-judeus vieram estudar a sabedoria da Cabalá. Antes da destruição do Segundo Templo (Beit HaMikdash), muitas pessoas das nações do mundo se juntaram a nós, de modo que todos os israelitas estavam na realização do mundo superior, sem mencionar os reis de Israel.

E o rei Davi e o futuro Messias, o filho de Davi, eram descendentes de uma mulher não-judia, uma moabita.

Todo o sistema político na antiga nação de Israel foi construído não por um judeu, mas por Jetro, o sogro de Moisés. Isto significa que, de acordo com a Halacha, os filhos de Moisés também não eram judeus.

Se você se recusa a aceitar a verdadeira definição em relação ao Criador e a realização superior, você pode conduzir todos os tipos de testes genéticos. Esse é o seu negócio.

No entanto, agora nós chegamos a uma situação que, quer queiramos ou não, o mundo inteiro se tornará conectado, ou seja, que todo mundo vai estar dirigido ao Criador, como está escrito: “… pois todos Me conhecerão, do menor ao maior deles” (Jeremias 31:33).

Apenas aqueles que sentem o desejo de um mundo superior, o Criador, de se unir, que têm a questão do sentido da vida, seriam autorizados a ir à terra de Israel. Essa é a questão principal.

Baal HaSulam escreve que uma pessoa que anseia pela verdade, pela fonte, pela sabedoria da Cabalá, é a que se pergunta: “Qual é o sentido da vida?”. Há um lugar aqui especificamente para essas pessoas. As outros só viriam aqui para estar em um lugar e são necessárias para criar um grupo, como fez Abraão. Afinal de contas, nós estamos reunidos como um só povo de acordo com princípios ideológicos.

Então, se tivéssemos que examinar todos os judeus em relação aos antigos babilônios, se seguiria que você era de uma tribo, eu de outro povo, uma terceira de alguma outra família, etc. Nós somos todos diferentes.

De KabTV “Confronto. Como funciona na realidade” 28/10/15

Comente