A Principal Diferença Entre Cabalá E Religião

laitman_214Pergunta: Qual é a principal diferença entre Cabalá e religião?

Resposta: As ciências do mundo percebem a natureza com nossos sentidos materiais. Portanto, o espaço que nos rodeia parece da maneira que nós o consideramos através dos nossos cinco órgãos de percepção: visão, audição, olfato, paladar e tato.

Não há nada que entendamos para além deste ponto. O nosso mundo consiste apenas das impressões que são dadas a nós por nossos órgãos de percepção que são reforçadas por meio de dispositivos que foram inventados para alargar ou aprofundar o leque de nossos sentidos.

Nós nem sequer suspeitamos que além de nossos sentidos materiais regulares, possam ser criados alguns outros tipos de órgãos de percepção. Nós não precisamos de um sexto dedo na mão e, portanto, não sentimos que podemos querer tê-lo.

Da mesma forma, nós não percebemos precisamos de um sentimos adicional. É por isso que somos colocados numa “caixa” por meio da qual percebemos apenas esse mundo, limitado por nossos órgãos sensoriais materiais.

A Cabalá estuda o mundo superior que existe além de nossos sentidos; ela nos permite desenvolver cinco órgãos de percepção que são opostos aos que já temos. Eles são construídos não em nosso egoísmo, mas na verdadeira doação e amor. Nós podemos desenvolvê-los sem sair de nós mesmos, mas absolutamente nos mesmos princípios de investigação como em nosso mundo.

Um Cabalista é um cientista, um pesquisador. Um Cabalista não acredita em feitiços ou fenômenos misteriosos. A condição mais importante na Cabalá é o estudo dos fatos que podem ser provados ou testados.

Os Cabalistas estudam suas sensações, as exploram, tomam conselhos de cada um, e chegam a uma conclusão unificada. Só então é que a sua investigação se torna uma lei.

Religião é fé, acreditar em algo, em vez de pesquisar. Portanto a Cabalá não é uma religião: não com o Judaísmo, Cristianismo, ou Islamismo. A Cabalá é a base da ciência. Os antigos filósofos e estudiosos medievais escreveram sobre a Cabalá como a fonte de todas as disciplinas.

Pergunta: Por que deveríamos acreditar que a Cabalá revela a força superior? Qualquer religião afirma o mesmo.

Resposta: A religião não revela a força superior; ela só diz que as pessoas têm que acreditar nela. A Cabalá leva a pessoa a um estado onde a pessoa atinge o mundo superior que é oposto ao nosso egoísmo e permite que a pessoa exista nele.

A Cabalá revela o espaço em que existe um universo alternativo: o inverso deste mundo, o anti-mundo. Quando dizemos “anti-mundo” não queremos dizer o “material” de que ele é feito, mas o estado interno de um ser humano que é capaz de ir contra a própria vontade. Nosso desejo é egoísta, enquanto que o anti-mundo espiritual é altruísta. Leis espelho governam lá.

A religião diz “acredite”; a Cabalá diz: “Não acredite em ninguém ou em qualquer coisa. Teste tudo você mesmo”.

Pergunta: O que faz da Cabalá uma ciência?

Resposta: O método científico de pesquisar o mundo superior faz com que ela seja uma ciência. Se nós explorarmos este mundo com a ajuda de nossos cinco sentidos de materiais, então, através da criação e desenvolvimento de cinco novos órgãos de percepção, chamados Keter, Hochma, Bina, Zeir Anpin, e Malchut, na Cabalá, nós podemos explorar o reino superior chamado mundo superior.

O mundo superior é investigado por leis científicas claras. Portanto. a Cabalá é uma ciência. Não é baseada em fé, feitiços, convenções ou símbolos. Ela não se curva a nada!

Da Lição Diária de Cabalá 27/09/15

Comente