Uma Luta Contra O Terrorismo Interno

laitman_253Pergunta: Quando a situação em Israel se agravava e se iniciavam ações militares, era costume as pessoas sempre se unir. Mas com a atual onda crescente de terrorismo, sente-se na rua que todo mundo está mais preocupado e ansioso consigo mesmo. Por que este medo não nos une?

Resposta: A ameaça do terrorismo não está nos unindo porque nós sentimos que ela não está vindo de fora das fronteiras de Israel, mas realmente está no coração da nação. Então, ela aparentemente está nos dilacerando por dentro, obrigando que cada um se esconda em seu canto.

Esta não é uma guerra onde sabemos onde está o inimigo e que podemos nos opor a ele com todos os meios. O poder militar não vai ajudar contra o terrorismo: esse é o problema.

Nós precisamos entender o que está acontecendo. Nós estamos começando a receber golpes mais internos e qualitativos que têm uma influência mais significativa sobre nós. Quando mísseis caem, nós entendemos que há um perigo de dano, mas é algo definitivo.

O terrorismo semeia o medo em nós, e mais importante, a sensação de impotência. Nós sabemos que temos a cúpula de ferro, o sistema de defesa antimíssil, aviões e o exército. Se eles atirassem em nós, nos poderiamos contra-atacar com uma resposta mais poderosa.

Mas contra o terrorismo você não pode fazer nada porque ele está escondido internamente. Mas se nós, o povo de Israel, nos libertássemos de nossos “terroristas internos”, do ódio entre nós, do desejo de aterrorizar os outros, nada permaneceria dos terroristas árabes em nossas ruas.

A única maneira de destruir o terrorismo: a correção interna de cada um em relação ao seu próximo. Afinal, se não mudarmos, o próximo golpe será ainda mais significativo. Nós sentimos que um sistema de terror eficiente, desenvolvido e bem organizado está agindo entre nós.

Esse sistema começa a reinar sobre nós, incutindo o medo, o horror, a sensação de que os terroristas estão escondidos por toda parte, à espreita de nós a cada passo.

Será que essa descrição não lhe faz lembrar a rede egoísta das relações entre nós mesmos? Este é exatamente o mesmo sistema –  seu reflexo externo. Até agora não vimos tal terror na rua, mas podemos chegar a ele se não começarmos a lidar com os “terroristas” internos, com o nosso egoísmo agora.

O terrorismo físico pode refletir com precisão o terrorismo interno, espiritual, de modo que terríveis tempos virão. Esperamos que o Criador não permita que isso aconteça e que possamos cuidar de nós mesmos.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 19/10/15, Escritos do Baal HaSulam

Comente