Um Holograma Dos Mundos Espirituais

Baal HaSulam, “O Ensino da Cabala e sua Essência”: E o que existe no Mundo Superior necessariamente existe em todos os mundos abaixo dele, uma vez que o inferior é impresso por ele. Saiba que essas realidades e suas condutas, que o seguidor do Criador alcança, são chamadas de “graus”, uma vez que a sua realização é organizada uma sobre a outra, como degraus de uma escada.

O que é especial sobre a realização é que sempre alcançamos dez Sefirot, o todo da realidade. A questão é apenas a resolução, escala, precisão, profundidade e riqueza das ligações entre todas as partes da realidade, mas a realidade é sempre a mesma realidade.

Por isso, cada estado na espiritualidade é chamado um estado inteiro. Nós não entendemos completamente como pode haver um estado inteiro, se estamos no primeiro nível, o décimo nível, ou até mesmo no centésimo nível. Afinal de contas, este não é o 125° nível, e tudo o mais, não é o fim da correção e não é o mundo de Ein Sof (Infinito), porque só nesse mundo existe plenitude.

Não, a totalidade é, na verdade, todos os estados em que nos encontramos, porque sempre alcançamos o mundo de Ein Sof. No entanto, no que diz respeito aos nossos vasos, eles são sempre revelados como um dividido por um certo número e não nas suas partes separadas, mas como um todo, apenas na medida em que entendemos, percebemos, e sentimos toda a sua estrutura, com todos os discernimentos dentro isto. É como um holograma.

[166256]

Da 4ª da Lição parte Diária de Cabala de9/2/15, Escritos do Baal HaSulam

Comente