A Situação Em Israel: Da Antiga Babilônia Até Hoje

Dr. Michael LaitmanPergunta: A semana passada foi relativamente tranquila, nós pensamos que estava prestes a acabar, e aqui no domingo tivemos outro ataque terrorista na estação central de ônibus em Beer Sheva. Quando é que tudo isso vai acabar?

Resposta: A situação não vai melhorar e vai inclusive piorar. O problema é que a causa de todos esses eventos não foi resolvida. Há poucos dias o Ynet publicado meu artigo, “Quem Está Por Trás da Situação em Israel?”, onde expliquei novamente como podemos lidar com essa situação, subir acima de todos os eventos, começar a acalmar a situação, e controlá-la.

A razão para tudo o que está acontecendo ainda é a mesma: a falta de conexão e unidade entre nós influencia a estabilidade de todas as partes da natureza. A sabedoria da Cabalá explica que afetamos toda a natureza; seja um tsunami, uma erupção vulcânica ou um furacão, nós estamos formando toda essa volatilidade.

Afinal, somente através da nossa unidade nós podemos influenciar todos os níveis da natureza: inanimado, vegetal, animal e humano, incentivando as pessoas a se unir e conectar através da participação e preocupação mútua. E o povo de Israel proporciona tudo isso.

Muitos artigos e livros foram escritos sobre o assunto. E é isso que eu tentei explicar no meu artigo com provérbios do Rav Abraham Issac HaCohen Kook, Baal HaSulam, citações do Talmude Babilônico e de outras fontes que são familiares a todo o povo de Israel em todas as gerações. Todos eles falam de forma unânime, que apenas a união entre nós vai trazer bondade a todo o povo de Israel, e a falta de unidade invoca todo o mal.

Pergunta: Qual é a conexão entre a unidade do povo de Israel e a bondade ou maldade em todo o mundo?

Resposta: Nas fontes, está escrito que os problemas atuais, como agitação, motins e conflitos, surgiram na antiga Babilônia, Abraão começou a pensar: “O que aconteceu com esse povo que era relativamente pacífico até agora?” A partir de um desejo de entender o que estava acontecendo na natureza humana e no mundo, ele descobriu que há apenas uma razão para tudo: o nosso ego, que estava crescendo em cada pessoa e em todos juntos. Só podemos acalmar todos os problemas através da conexão e unidade acima do ego.

O ego está em constante crescimento, mantendo-nos separados e criando cada vez mais tensão entre nós. Essa é uma lei e é impossível pará-la.

Nós vemos que é realmente assim, e ao longo da história da humanidade, por milhares de anos, o nosso ego tem crescido cada vez mais; as pessoas tornaram-se cada vez mais distantes umas das outras, embora tenhamos nos tornado muito mais inteligentes, compreensíveis e sensíveis, e desenvolvido nossas vidas através da tecnologia, comércio e indústria. Mas, ao mesmo tempo, nós nos tornamos cada vez piores em nossa natureza.

A solução para todos os problemas é apenas a criação de boas e maravilhosas conexões entre as pessoas. Abraão começou isso, e como Maimônides escreveu, uma multidão se juntou a ele e de onde ele criou um grupo que especificamente se envolveu com conexão e união entre si.

Esse grupo se tornou o povo de Israel, um povo fundado no princípio ideológico e nascido de um acordo social de muitas pessoas que eram estranhas entre si. Assim, nós agora nos sentimos relativamente estranhos e divididos uns com os outros, enquanto não trabalhamos na unidade entre nós.

Abraão determinou que se começássemos a nos conectar, influenciaríamos todo o resto dos Babilônios. Mas eles não conseguiram isso porque Nimrod, o rei de Babilônia, era contra. Ele pensou que os habitantes da Babilônia deveriam se dispersar e se estabelecer em toda a face da Terra para acalmar a agitação, mas esse problema ainda existe hoje. No entanto, a sabedoria, o método que o nosso pai Abraão descobriu de como acalmar a humanidade, ainda existe e é chamado de sabedoria da Cabalá.

Do Programa da Rádio Israelense 103FM, 18/10/15

Comente