Tornar-se Um Exemplo De Bondade E Amor

laitman_938_02Congresso em Guadalajara “Um Coração para Todos”

Pergunta: O que nós temos que corrigir primeiro: nós mesmos ou o ambiente?

Resposta: É uma questão muito complexa. Eu não posso me corrigir sem o ambiente, e não posso corrigir o ambiente até que eu me corrija. Na medida em que eu me corrijo, eu vejo que o ambiente já está corrigido e só preciso estar me corrigindo, e isso é o que cada um de nós sente.

Em essência, nós estamos numa realidade perfeita que não tem falhas. Só dentro de nós há uma sensação de que nos sentimos mal, que somos falhos e divididos. Mas quando revelamos a realidade, o ambiente e o mundo verdadeiros, nós descobrimos um mundo superior, em vez do atual. Então vemos que além da nossa percepção da realidade, nada mais tinha que ser corrigido.

Acontece que eu existia numa realidade perfeita o tempo todo, e era só na minha percepção não corrigida que ela parecia quebrada, porque eu mesmo estava quebrado. Minhas propriedades estavam corrompidas e, portanto, eu julgava tudo de acordo com as minhas próprias falhas.

Portanto, a pessoa deve entender que só ela está corrompida e todo mundo está corrigido. Mas ela só pode se corrigir se ela se conectar a todos os outros no caminho certo ao ensinar a todos como se unir corretamente.

Todas as outras pessoas que estão fora dela são partes quebradas de sua própria alma. Portanto, o trabalho da nossa correção vai em duas direções: de si mesmo para fora e de volta.

De fato, não há nenhum vício em qualquer pessoa ou na humanidade como um todo. Apenas as conexões entre nós estão corrompidas e é só aí que devemos concentrar nossos esforços: na correção não do próprio ser humano, mas da sua relação com os outros. Se nós alcançamos uma boa conexão em algum grupo, revelamos um mundo superior nela e vemos tudo de forma correta.

A pessoa deve corrigir sua atitude para com os amigos e, através dela, mostrar-lhes um exemplo de como os ama. Não há necessidade de outra coisa senão este exemplo. Se você conseguir isso, vai ver o quanto avança.

Da Convenção de Guadalajara “Um Coração para Todos” 17/07/15, “Lição Preparatória”

Comente