Não Pare No Meio Do Caminho Rumo À Meta

laitman_750_03Torá, “Números”, 13:17-22: Quando Moisés os enviou para observarem Canaã, disse: “Subam pelo Neguebe e prossigam até a região montanhosa. Vejam como é a terra e se o povo que vive lá é forte ou fraco, se são muitos ou poucos; se a terra em que habitam é boa ou ruim; se as cidades em que vivem são cidades sem muros ou fortificadas; se o solo é fértil ou pobre; se existe ali floresta ou não. Sejam corajosos! Tragam alguns frutos da terra”. Era a época do início da colheita das uvas. Eles subiram e observaram a terra desde o deserto de Zim até Reobe, na direção de Lebo-Hamate. Subiram do Neguebe e chegaram a Hebron, onde viviam Aimã, Sesai e Talmai, descendentes de Enaque. Hebron havia sido construída sete anos antes de Zoã, no Egito.

Isso se refere a forças muito fortes que agem contra os filhos de Israel. É também ao próprio local, Hebron, e ao tempo do primeiro fruto das uvas, que simboliza o fruto de Hochma e também a Enaque e seus três filhos.

Em geral, tudo está agindo contra a possibilidade da pessoa de superar os obstáculos; ela não tem forças para isso. Isso exige uma nova força, a característica de doação, que eles não conseguiram alcançar no deserto. Portanto, como eles poderiam obtê-la agora na fronteira? Isso não é compreendido. Então, eles voltam e dizem tudo o que viram. De seu lado não havia pecados; a única coisa que dizem é: “Com o que temos, não podemos controlar o ego que está diante de nós. Não sabemos o que fazer. Não há uma resposta”.

Em princípio, eles levaram a cabo a sua missão de forma totalmente correta; descobriram corretamente tudo o que existe. Além disso, isso não era sequer nenhum de seus negócios. O problema é só que eles chegaram à conclusão errada, em que decidem que é proibido avançarem. Nós não precisamos parar. Precisamos procurar uma outra maneira, procurar o poder da fé acima da razão, fazer algo, mas não desistir do próximo nível de subida.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 30/03/15

Comente