Do Egito Para A Terra De Israel

laitman_748Comentário: A ideia de que os desejos negativos surgiram nos espiões que foram enviados para espiar a terra de Israel é frequentemente mencionado no Midrash Raba.

Resposta: A questão é que há uma fraqueza inicial na pessoa se opondo aos esforços que lhe permitem entrar na terra de Israel. Afinal, qual é a diferença entre o deserto e a terra de Israel? No deserto, você pode estar apenas no nível de Bina, mas quando você entra na terra de Israel, deve ascender ao nível de Hochma, porque lá você começa a trabalhar com os desejos egoístas. Eles aparecem diante de você, e você percebe que é um paradigma totalmente diferente agora, uma atitude totalmente diferente em relação ao ego. Agora, você pode começar a exibi-lo de novo.

Você adquiriu o ego no Egito, e o absorveu. Você estava sob seu domínio e, por fim, tornou-o ainda mais egoísta do que os próprios egípcios. Além disso, você tirou do Egito o que se chama seus vasos. Você negou seus desejos egoístas durante os 40 anos de peregrinação no deserto e aprendeu a superá-los até que realmente conseguiu fazer isso. Depois, houve uma pausa, e você não os utilizou. Agora, quando você entra na terra de Israel, você aumenta novamente o Egito dentro de você e, gradualmente, revive o ego e começa a usá-lo novamente.

No entanto, agora você o transforma na terra de Israel na medida em que o desejo egípcio é transformado totalmente e visa o Criador, o atributo de amor e doação. Assim, todos os gigantes (ou seja, todos os obstáculos) parecem incrivelmente grandes para nós, porque, depois de estar no deserto onde nos acostumamos a comer MAN somente em relação ao Criador e sempre aspiramos a alcançar o nível de doação, nós precisamos despertar o Faraó dentro de nós, libertar este cão maléfico e começar a trabalhar com ele.

Estes são os mais terríveis desejos egoístas que precisamos aprender a superar. Portanto, é dito que sete nações guerreiras estão esperando por nós na terra de Israel que temos que lutar e conquistar.

É assim que o Egito age em nós, e, portanto, todos os dias, a pessoa deve imaginar que acaba de sair do Egito e, assim, constrói a terra de Israel, transformando o ego interno em externo. Então, o Monte Sinai se torna uma montanha sagrada onde o templo é construído.

De KabTV de “Segredos do Livro Eterno” 02/04/15

Comente