Textos arquivados em ''

O Método Da Revelação Do Criador

laitman_934Toda a ciência da Cabalá é para nós revelarmos onde estamos na realidade. Afinal de contas, nós existimos numa determinada realidade que não é familiar para nós. Essa realidade está escondida de nós, já que nós a escondemos com as nossas próprias qualidades corrompidas.

Em outras palavras, a correção das nossas qualidades e a revelação da verdadeira realidade são a mesma coisa. Na medida em que nós nos corrigimos, a verdadeira realidade se revela cada vez mais, até que revelamos o verdadeiro estado em que estamos em adesão com o Criador.

É por isso que o artigo principal, que temos realizar na prática, é o artigo do Baal HaSulam, “Não Há Outro Além Dele”, do livro Shamati:

Está escrito: “Não há outro além Dele”. Isso significa que não há nenhuma outra força no mundo com a capacidade de fazer qualquer coisa contra Ele. E o que o homem vê, que há coisas no mundo que negam a Providência Superior, a razão é que esta é a Sua vontade.

Portanto, nós vemos que somos opostos ao Criador, numa certa ocultação que nos separa Dele, e precisamos remover essa ocultação. Tudo o que acontece conosco nessa ocultação nos é dado de propósito como um exercício pelo Criador, a fim de nos ajudar a remover esta ocultação.

A remoção da ocultação consiste em nos corrigirmos de acordo com as qualidades do Criador, e devido a isso, a ocultação desaparece. Em outras palavras, eu assumo a ocultação, e não há nada que se interpõe entre eu e o Criador. Esta é a forma como eu me relaciono com o mundo inteiro.

Assim, “mundo”, “Olam” em hebraico, vem da palavra “Alama“, que significa ocultação, uma vez que oculta o Criador, e eu devo fazer que isso seja um meio de revelar o Criador.

Mas como? Eu não sei como abordar o mundo, muitos fatores me influenciam. Eu não sei o que fazer dentro de mim para que estas influências externas desapareçam. Eu não sei como revelar o Criador através delas.

A fim de nos direcionar corretamente, nós recebemos 10 amigos. Se eu trabalho corretamente com eles, eu aprendo através deles, juntamente com eles, como corrigir minha atitude para com eles, para que a conexão entre nós se torne um circuito para que nos tornemos tão conectados que não exista distância entre nós.

Toda vez eu tento me unir com eles fortemente, eu me dirijo mais e mais para uma vontade de revelar a unidade. Quanto mais eu me uno com os dez, mais o meu vaso interior (Kli) – percepção, pensamentos, intenção, na mente e no coração – se torna mais apto para entender o que o Criador é e o que é essa realidade especial. Fora da escuridão e da falta de compreensão e sentimento, gradualmente, eu começo a formá-Lo.

O Criador não tem forma. Eu não sei o que é, e é uma coisa boa que eu não saiba. Eu não posso saber, já que agora não há Criador em relação a uma criatura. Eu preciso criá-Lo. Eu O construo a partir dos meus relacionamentos com os amigos. É por isso que está escrito: “Você Me criou”. O Criador em hebraico é “Bo-Re – Venha e Veja”

A coisa mais importante para nós é perceber que não há Criador sem uma criatura, e nós O construímos a partir de uma conexão correta entre nós. Se conseguirmos nos unir mutuamente como um homem com um coração nas circunstâncias dadas, de tal forma que não exista distância entre nós, revelaremos a primeira forma do Criador.

Então, a distância entre nós na dezena vai aumentar de repente, e vamos nos sentir distantes uns dos outros, ódio, desprezo e impaciência. Mais uma vez, teremos que trabalhar nisso, a fim de anular essa distância.

O Rabash nos instrui a respeito de como fazer isso: todo mundo se considera um zero em relação aos outros. Todos devem ser iguais. Todos, exceto eu, são os maiores da geração, e eu me incluo neles como o menor. Eu faço tudo por eles e oro por eles, uma vez que a oração de muitos é a oração por muitos, e só essa oração é aceita pelo Criador.

Se cada membro da dezena age dessa maneira, nós anulamos novamente a distância entre nós, o que é comum para todos. Nós nos unimos novamente em um único desejo, um pensamento. Eu não sinto a mim mesmo ou os outros. Eu sinto todos nós como algo completamente unificado, como dez gotas que correm junto numa só.

Desta forma, nós conseguimos uma sensação chamada de revelação do Criador no segundo grau. Assim que conseguimos isso, nós imediatamente começamos a nos os afastar ainda mais uns dos outros. Nosso desejo egoísta de repente vai explodir desde dentro, e vamos nos odiar com tal ódio mútuo como nunca experimentamos antes.

Assim, a atitude com a qual nós trabalhamos entre nós começa de um estado chamado Monte Sinai, a montanha de ódio, e mais uma vez aprenderemos a anular essa montanha, a subir sobre ela para o próximo grau e remover a separação entre nós, revelando assim o Criador no terceiro grau, e assim por diante, cada vez mais.

Cada vez, vamos sentir que estamos revelando um novo mundo, uma nova realidade. A realidade que antes nós achávamos ser verdadeira, muda da nossa realidade externa à nossa realidade interior.

Isso não significa que o mundo que nós percebemos com nossos cinco sentidos corporais desaparece. O que desaparece é o seu controle ou independência, e nós começamos a revelar que, verdadeiramente, não há outro além Dele.

Como aprendemos da secção “Percepção da Realidade”, nós começamos a perceber cada vez mais toda a realidade que está fora de nós através da nossa realidade interior que controlamos e que é parte de nós, embora aparentemente exista fora.

Todo o nosso trabalho é chamado de “Não há outro além Dele”, já que precisamos trabalhar apenas acima da unidade. Nós vamos falar sobre como alcançar o temor, e através dele, a fé, e da fé, o “Ama ao próximo como a ti mesmo”, e, em seguida, “Ama o teu Criador”. Todos estes são graus de unificação, revelação da unidade, revelação do fato de que não há outro além Dele.

Nós teremos que passar por este processo, a fim de alcançar a revelação do Criador, pelo menos no primeiro grau, e Sua revelação sempre ocorre na forma de “Não há outro além Dele”, nada exceto esse governo único que prevalece no mundo. Nós nos unimos a Ele como um só, e não há nenhuma diferença entre o Criador e nós. Tudo isso leva a uma unidade que é chamada de “uma gota de unidade”.

Da Convenção Em Nova Jersey “Completando O Círculo” 23/07/15, “Lição Preparatória”

A Única Boa Atividade

laitman_943A Torá, “Números” 11:7-8: O maná era como semente de coentro e tinha aparência de resina. O povo saía recolhendo o maná nas redondezas, e o moía num moinho manual ou socava-o num pilão; depois cozinhava o maná e com ele fazia bolos. Tinha gosto de bolo assado com azeite de oliva.

Os seres humanos são uma parte do mundo animal. Muitos cientistas afirmam e verificam isso com a sua investigação.

Mesmo que a sociedade humana se distinga pela ciência, cultura e educação, é impossível dizer que isso esteja acima do nível animal. Nós vivemos, como se diz, “de acordo com conceitos e ideias”. Mas os conceitos que temos são basicamente os de um animal, uma vez que usamos absolutamente os mesmos métodos que eles nos aspectos sociais, educacionais, etc.

Comentário: Mas essa declaração desperta muita oposição entre pessoas de fé.

Resposta: Eu entendo, mas não creio que um rouxinol faça algo pior do que algum músico, que pode ter uma visão completamente distorcida das relações humanas.

A arte não tem conexão com a transcendência de uma pessoa! É simplesmente um dom que é dado pela natureza que a pessoa manifesta. Não é mais do que isso.

Junto com isso, ela também pode invocar assassinato e fanatismo, expressando seu ponto de vista numa linguagem bonita. Por exemplo, o famoso compositor Wagner foi consumido pelo ódio, não só dos judeus, mas também por toda a humanidade.

Assim, físicos e poetas, bem como aqueles que trabalham em prol da guerra e os que trabalham para a polícia estadual, têm certeza pensando que estão acima do animal.

Enquanto que uma ave desempenha a sua função natural e certamente não prejudica ninguém, assim como um leão que ataca outros animais não prejudica o meio ambiente porque ele funciona como um “zelador” ecológico.

A natureza é um sistema completo, e é preciso encará-la como um todo, sem exceção do ser humano e sem alegar que suas atividades aparentemente multifacetadas sobre a terra vão além dos limites da natureza ordinária. A única coisa que vai além de seus limites é quando ele usa o seu ego para causar danos a si mesmo e aos outros.

Por isso, nós diferimos dos povos antigos somente em nosso maior aspecto negativo. Hoje, isso já está sendo gradualmente revelado, e eu acho que em breve as pessoas vão começar a concordar comigo. Eu ainda me lembro daqueles tempos na Rússia quando havia um medo de sugerir tal coisa, pois isso era contra os conceitos de progresso e futuro brilhante da nação.

Assim, pensava-se que eles estavam “à frente do mundo”, tanto no reino do ballet, na construção de mísseis e na área de armamentos. Em geral, isso era considerado algo de que se orgulhar.

Mas a ideia é que tudo isso é alcançado pelo nosso ego e, portanto, só prejudica a humanidade. Se quisermos fazer algo de bom, em nosso inventário só há uma boa atividade: elevar MAN.

Elevar MAN é a elevação do desejo de doação e amor, conexão e união. E nós temos que agir nesta direção, pois a Luz Superior que nos criou chega em resposta à MAN.

Além disso, ela também criou o ego em nós, de modo que com a sua ajuda nós voltássemos a pedir Luz Superior adicional. E quando a Luz descer sobre nós em resposta ao nosso desejo, ela começará a transformar o ego em benefício mútuo.

Então, nós sentiremos apenas o prazer em todos os fenômenos da vida, em todos os gostos, em todas as coisas possíveis. Sobre isso se diz que o sabor do maná era “como o sabor de um bolo assado com azeite”.

Trabalho No Mundo Do Criador

Laitman_524_01O Teatro de Um Ator

Pergunta: Se o Criador criou tudo, de que forma se resume o nosso trabalho?

Resposta: Certo, se tudo vem do Criador e Ele faz tudo, se Ele organizou este pequeno teatro, isso significa que nós não existimos como pessoas independentes, mas só nos parece assim?

Eu sinto que existo de acordo com o grau de minha separação do Criador e Sua ocultação; ou o oposto: de acordo com o grau de Sua ocultação, eu desapareço. Eu me torno “transparente”. Eu sinto como tudo passa por mim, e eu mesmo não existo.

Desta forma, eu só existo porque o Criador está oculto. Assim, como Ele pode ser revelado? A criação simplesmente desapareceria. Não haveria nada que realmente existisse além Dele, e, apesar de tudo, de acordo com o plano da criação, eu posso adquirir independência e descobrir o Criador com a condição de que, antes desta revelação, eu atue como Ele. Em outras palavras, eu adquiro características particulares do Criador graças às quais Ele pode ser revelado sem me apagar da imagem do mundo, e então eu e Ele nos tornamos um.

Eu Sou Independente. Nós Estamos Unidos

Agora, eu devo agradecer muito pela ocultação, pois somente por meio dela posso adquirir as características, pensamentos, desejos e ações do Criador. Dentro da ocultação, eu quero que eles sejam revelados em mim, nasçam em mim.

Desta forma, o Criador pode ser revelado. Isso vai acontecer de acordo com a lei de equivalência de forma. Neste caso, eu não O apago da imagem. Ao contrário, Ele é revelado desta maneira, e eu não sou apagado. Eu existo independentemente, e, ao mesmo tempo, Ele e eu estamos mutuamente conectados, semelhantes, aderidos. Pode até ser com uma característica singular, mas nós estamos aderidos.

Esta ação deve ser executada com cada um de nossos desejos, de modo que assemelhar-se ao Criador é uma seleção inteiramente grande, interna da pessoa, em mente e coração, no pensamento e no desejo. Isto é o que ainda está por vir para nós.

Atrás do Amigo, o Criador

Nós alcançamos isso com a ajuda da Cabalá quando implementamos o estudo, a base teórica dentro de um grupo, num grupo de dez. Nós nos reunimos e tentamos ficar juntos. Nós nos completamos. Nós concordamos com o outro. Outra maneira de dizer isso é que eu preciso construir uma relação mútua com o amigo que é idêntica àquela com o Criador.

Através deste exercício, nós desenvolvemos a abordagem correta dentro de nós, e os nossos esforços no trabalho com os amigos atraem a Luz que Corrige.

Eu tento me comportar com os amigos como faço com o Criador, como se Ele estivesse atrás de cada um deles, como se só parecesse para mim que é um amigo, mas, na verdade, “Não há outro além Dele”, e através dos amigos eu demonstro e mostro diferentes formas de comportamento a cada instante. No entanto, eu removo essas coberturas e digo que tudo é para melhor. Eu devo superá-los, subir acima deles. Eu preciso me relacionar com o Criador como amoroso e amado.

Se eu faço esse esforço e tento, eu desperto a Luz que Reforma, e ela me corrige, corrige as minhas características, para que elas realmente sejam como as Suas, e dentro delas, eu vou ser como o Criador.

Teoria Carece de Poder

Nós precisamos pensar nisso e tentar implementá-lo depois disso. A principal coisa é especificamente a realização e implementação. Acreditem em mim; é possível ler e falar sobre isso durante anos sem entender nada por causa da falta de implementação.

A sabedoria da Cabalá é uma sabedoria prática, e assim está escrito: “… faremos e ouviremos” (Êxodo 24:7). Faremos isso ativamente, e depois entenderemos. Em outras palavras, vamos adquirir a característica de Bina (Inteligência) e sentir o que ela está falando.

Da Lição Diária de Cabalá 22/07/15, Shamati # 241

A Chave Para Todos Os Problemas

Midrash Raba, “Behaalotcha”: Além disso, ele (a MAN) também ajudou os juízes resolver questões legais complicadas, como a quem pertence um escravo, por exemplo. O juiz iria simplesmente olhar em cuja porta a MAN do escravo caiu na manhã seguinte. O proprietário do escravo seria a pessoa em cujo domicílio a MAN caiu.

A MAN resolve todos os problemas entre as pessoas. Ao elevar MAN elevamos a nossa oração para a Luz Superior para vir e encher-nos e nos fornecer o entendimento, reconhecimento, sabedoria e capacidade de tomar as decisões corretas na conexão entre nós, saúde e segurança. Pedimos que nos faça perfeitos, eternos, etc., o que significa sem falhas: física, moral, ou qualquer outro tipo.

A Luz Superior chamada MAD desce sobre nós em resposta à MAN. Ela é descrita na Torá como nosso movimento, uma vez que quando nos movemos para trás, para o nosso estado inicial, a MAD cai sobre nós como a luz branca que corrige tudo e nos leva a um estado completo. Esta é a razão que a MAN resolve todos os problemas e conflitos entre as pessoas. Todos os problemas desaparecem, mas a vida não se torna insípida, monótona, ou inútil, como resultado. Pelo contrário, nós começamos a ver um grande mundo diante de nós, que precisamos explorar e no qual temos de encontrar falhas o tempo todo e pedir para vê-los como perfeitos. Quando sentimos que estamos gradualmente tornando-nos perfeitos, veremos também que o mundo é mais perfeito..

[163625]

De KabTV de “Segredos do Livro Eterno” 25/2/15

Material Relacionado:

Educação Dos Pais – Benefício Garantido Para As Crianças

Comentário: Em nossos tempos, os pais não querem ser envolvidos com seus filhos. Eles sentam a criança na frente da televisão e, assim, a casa fica tranqüila.

Resposta: Isso está acontecendo porque hoje os adultos mudaram; eles tornaram-se diferentes. Eles não querem dedicar muita atenção a uma criança. É mais fácil para eles comprar um computador para que ela vá sentar-se em seu quarto, e eles não pensarão, absolutamente, com o que ele esteja envolvido lá. Além disso, eles não sabem como abordar a criança, mesmo se quisessem.

Por conseguinte, um monte de trabalho deve ser feito para ensiná-los a forma correta de comportamento com uma criança. E o fato de que eles sempre se queixam é porque, basicamente, a educação deles próprios e das crianças está confusa; de repente descobrem que há uma criatura que cresce em sua família que não os compreende. Este não é um problema da família, mas da nação, das escolas.

Questão: Mas, entretanto, cursos especiais para os pais não foram desenvolvidos. Como podem os pais, que têm problemas com seus filhos, superar isto?

Resposta: Não há nenhuma maneira se eles não estão incluídos em algum tipo de sistema educacional e informacional, especialmente educacional. Eles precisam educar-se. E a nação e a sociedade são os responsáveis por isso. [Leia mais →]

Levanta-Te Ó Senhor

A ​​Torá, “Numeros” 10:35-36: E aconteceu que, sempre que a arca partia, Moisés dizia: Levanta-te, ó Senhor, que os teus inimigos sejam dispersos e que aqueles que Te odeiam fujam de Ti. E quando ela ia descansar ele dizia, Repousa Ó Senhor, entre as miríades de milhares de Israel.

Quando uma pessoa constrói seu Partzuf espiritual, ela pede ao Criador para elevar-se e parecer alto para ela, e diz: “Levanta-Te, Senhor”, o que significa eleve-se diante de mim para que eu possa sentir sua grandeza e, assim, ser capaz de avançar. Poderes do Criador irão encher-me a tal ponto que eu serei capaz de superar todos os meus inimigos internos e dar um passo bem-sucedido para frente.

[163.342]

De KabTV de “Segredos do Livro Eterno” 11/2/15

Material Relacionado: