Proteger O Tabernáculo

Laitman_633_3A Torá, “Números” 3:5 – 3:7: O Senhor disse a Moisés: Mande chamar a tribo de Levi e apresente-a ao Cohen (sacerdote) Aarão para auxiliá-lo. Eles cuidarão das obrigações próprias da Tenda do Encontro, fazendo o serviço do Tabernáculo para Aarão e para toda a comunidade.

Pergunta: De quem os levitas têm que proteger o Tabernáculo (Mishkan)?

Resposta: Suponha que eu tenho certa propriedade que me protege de dizer qualquer coisa que eu não deveria. Da mesma forma, no trabalho espiritual não podemos trabalhar com desejos e atributos que ainda não foram corrigidos. Nós devemos entender que a as linhas direita e esquerda devem se apoiar mutuamente, porque a pessoa acha que avança e que quer descobrir o atributo de amor e doação, ansiando se aproximar do Criador, mas, na verdade, nós devemos examinar isso com muito cuidado.

Em geral, os atributos da linha direita que anseiam em avançar precisam da linha esquerda que os restringe e bate, a fim de reavaliar as coisas mais profundamente, para compará-los mais uma vez, para se conectar com os outros corretamente, e para criar um “colchão de segurança”, um ambiente especial que suporte isso.

Quando a pessoa se torna adaptada ao novo nível, ela anseia por esse atributo de doação, mas, quando entra nesse atributo, ela perde a cabeça e o seu autocontrole, uma vez que vê que tudo é amor absoluto. Ela é imediatamente queimada como Nadav e Avihu (Nadabe e Abiú), ou peca como Adam HaRishon.

O problema da conquista dos atributos espirituais é que quando você alcança certo atributo, você se torna esse atributo, e tudo muda completamente em sua mente. Você não controla mais o seu antigo eu, e, portanto, com antecedência, você tem que criar um contrapeso para o estado em que você vai estar, o seu futuro estado. Isso não é fácil.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 31/12/14

Comente