A Democracia E A Monarquia

laitman_556As quatro legiões coincidir com quatro legiões de anjos. A legião de Judá representava a legião celeste que é liderada pelo anjo Gabriel.

Os anjos são as forças da natureza. Se, por exemplo, nós soltarmos um copo de vidro no ar, ele vai cair no chão, o que significa que há um anjo que puxa esse copo para o chão.

Quando integramos tudo de acordo com o que a Torá ordena, podemos revelar as quatro forças que sustentam uma pessoa na integração correta entre elas. O resultado da conexão correta de todas as 12 tribos da nação de Israel é a revelação das quatro forças principais: Hochma, Bina, Zeir Anpin e Malchut, os quatro anjos, os quatro pilares, que mantêm tudo junto e nos fazem avançar numa forma rígida, mas justa.

Essa é uma enorme pressão, já que tudo é destinado ao nosso desenvolvimento preciso. As leis espirituais não são democráticas. Sua revelação obriga uma pessoa a se esforçar em certa medida; portanto, cada lei é acompanhada por uma força resistente e, ao mesmo tempo, pela correção. Não há democracia aqui. A democracia é um conceito que foi inventado para se livrar do domínio imperial. Mas a monarquia, apoiada pelos Cabalistas, é melhor e mais confiável.

Os mundos espirituais foram criados para que haja apenas uma força de cima, o rei do mundo, e tudo o mais está subordinado a Ele. Deve ser o mesmo no mundo corporal. Eu não vejo quaisquer mudanças positivas no mundo desde que os monarcas desapareceram. Um rei é responsável pelo seu Estado e o seu povo. Eles são seus súditos para que ele pense e se preocupe com eles. Numa democracia, no entanto, trata-se apenas de saquear o Estado, onde cada político puxa o cobertor para o seu lado, querendo enterrar todos os outros.

No tempo das monarquias, tanto a liderança como o tesouro do Estado eram mais eficientes. Se o rei tinha o apoio dos sábios, tudo visava o benefício do Estado. Todos os reis da Judéia tinham um conselho de sábios ao seu lado, o Sinédrio. Além disso, sempre houve profetas que abençoavam a eles e o estado. Nó podemos ler sobre isso no “Livro dos Reis”.

Quando falamos de raízes espirituais que são cumpridas em nosso mundo, devemos mencionar que o rei tinha que manter certas leis, porque o Criador estava acima dele. A rotina diária de um rei era claramente executada de acordo com seu nível espiritual. É muito trabalho!

O rei David descreve suas realizações nos Salmos, e o rei Salomão no Cântico dos Cânticos. O Cântico dos Cânticos é o livro mais sagrado, que trata da união, do amor completo entre os seres criados e o Criador. Estes são os níveis espirituais superiores que os reis, os juízes e os profetas se encontravam.

Apesar da rígida hierarquia, as pessoas que não eram sacerdotes ou levitas também podiam ser membros do Sinédrio. Todos tinham que chegar a uma decisão, não pelo voto democrático, mas por concessões mútuas, o que é uma atitude totalmente diferente em relação ao mundo.

De KabTV “Segredos do Livro Eterno” 24/12/14

Comente