Solteiros Versus Famílias

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (Presz Pospolita): “Nos países ocidentais havia uma forma de responsabilidade que funcionava anteriormente que levava em conta a possibilidade de que um permitia que outro utilizasse parte de sua liberdade em troca de permitir a possibilidade de reciprocidade. Agora, a liberdade é opcional, pertence à categoria de ser um direito.

“Uma pessoa livre é alguém que revela uma prontidão para subjugar a si e àqueles a sua volta na busca de alcançar algo melhor. A cooperação anterior é transformada em forte concorrência. A liberdade torna-se egoísmo, o altruísmo se torna subjugação. Os progressistas chamam uma família baseada no altruísmo mútuo entre os seus membros de escravidão patriarcal.

“As diferenças entre os papéis de homens e mulheres tornaram-se menos rígidas. A concorrência agressiva leva à falta de objetivos comuns, à falta de proximidade e apoio. Uma pessoa solteira é mais feliz quando sente que está vivendo corretamente, então entra em guerra em todos os lugares contra a família e sua fundação.

“As pessoas solteiras são um produto do estado de bem-estar social que entrou em colapso, criado na sequência de uma luta competitiva pela sobrevivência. Quanto mais solteiros existem, mais rígida e nítida a luta. Eles são a razão para o colapso da sociedade, como um edifício em que o bem comum perdeu o seu valor, e em seu lugar, vêm os interesses egoístas das pessoas solteiras.

“O egoísmo é uma característica que tipifica a falta de maturidade e infantilidade. É fácil manipular as pessoas imaturas. A flexibilidade e a retidão de suas ações, que se desenvolveram após uma falta de obrigações familiares, é uma grande vantagem.

“A pessoa solteira em seu espaço fechado não é tão feliz quanto parece, mas não está pronta para reconhecer isso. Se ser solteiro é uma escolha consciente, isso não pode ser considerado um sinal de felicidade e um desejo de ser livre. Pelo contrário, indica a existência de problemas emocionais, já que as pessoas não foram criadas para ser solteiras e viver na solidão”.

Meu Comentário: Eu acho que a destruição das famílias é o resultado do egoísmo crescente, como é crescente a violência dos povos e das nações. Tudo isso nos leva a necessidade de repensar a essência do nosso desenvolvimento e a necessidade de encontrar uma solução. Essa solução é aplicar o princípio da unidade acima de todos os defeitos e contradições em todos e na sociedade como um todo.

Comente