Estudo Obrigatório Para Todos

laitman_600_02Nas Notícias (de World Crisis): “Hoje, mesmo salários mínimos que teoricamente deveriam ser suficientes para se viver uma vida modesta, não permitem que uma pessoa rompa o círculo da pobreza. Salários mínimos para um trabalho em tempo integral de 40 horas por semana não permitem que a pessoa cruze a linha da pobreza”.

“Os democratas pretendem aumentar o salário mínimo… Os republicanos argumentam que isso teria um efeito negativo, porque levaria a uma redução no número de postos de trabalho e ao desemprego – a carga é distribuída entre os trabalhadores que não foram demitidos.

“Independentemente de quem esteja certo nessa situação, há um fato indiscutível: hoje, muitas famílias dependem da ajuda do governo. Em outras palavras, o salário mínimo para um trabalho em tempo integral não é suficiente para cruzar a linha da pobreza.

“De fato, um novo estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico mostra que em 21 dos 26 estados, que estabeleceu o salário mínimo, trabalhar 40 horas por semana não é adequado para os meios normais de apoio à família. Dos 34 países pertencentes à OCDE, o salário mínimo não permite lidar com a pobreza. Na Espanha, você precisa trabalhar mais 72 horas por semana para evitar a pobreza. Descobriu-se que esta é a regra, não a exceção”.

Meu Comentário: O mundo deve abandonar a antiga abordagem do trabalho, salários, pensões e outros serviços sociais. Nós temos que começar a nos relacionar com a sociedade como a um todo, e em qualquer caso, prover todas as condições necessárias para a existência fora do princípio “quem não trabalha não come”.

É necessário vincular o recebimento dos benefícios à participação num curso da sabedoria da conexão. Participar no curso será considerado trabalho obrigatório de todos.

Quanto às pessoas que trabalham para prover as necessidades da sociedade, a sociedade vai escolher pessoas específicas para esses trabalhos. Nós temos que nos desconectar dos benefícios recebidos pelo trabalho e para ligá-lo à participação de uma pessoa num curso da sabedoria da conexão.

Comente